Artigos

Administração do tempo ou da vida?

administracao-do-tempo-1

Todos que buscam ajuda através de aplicativos, sistemas ou técnicas simples de administração do tempo, no fundo estão em busca da administração da própria vida.

A principal sensação de quem é atropelado pelo dia-a-dia é de que a vida está escorrendo pelos dedos juntamente com as horas que correm pelo relógio.

O desejo é de que o dia tivesse mais do que 24 horas. A tola esperança por trás disso é a crença de que 2 ou 3 horas a mais seriam suficientes para realizar o que se quer. Mas isso é uma ilusão. Basta ver o que acontece quando você “ganha” horas adicionais em função de um compromisso adiado ou projeto cancelado. Ao invés de usar bem essa “sobra” de tempo e focar no que realmente importa para os seus objetivos, você desperdiça esse precioso presente se ocupando e não produzindo de fato.

Isso acontece porque, na maioria das vezes, é a nossa cabeça que está bagunçada e desorganizada e não a quantidade de tarefas que está muito grande.

Quando nossos pensamentos estão em ordem e alinhados e focados em nossas metas e objetivos, por mais que tenhamos muitos afazeres, conseguimos realizá-los um a um.
Para isso é necessário ter clareza do que se quer alcançar, do que é relevante e do que é dispensável ou eliminável.

Muitas pessoas dizem que não tem tempo para começar um curso, fazer exercícios ou simplesmente se dedicar a um hobby ou a família mas não dispensam a TV à noite.

Me lembro de uma pessoa que me procurou dizendo que queria fazer um processo de coaching para aumentar seu planejamento pois não conseguia cumprir horários e vivia chegando atrasada nos seus compromissos, inclusive os mais importantes. Como a agenda dela não permitia nenhum espaço dentro do horário comercial, pois ela estava sempre ocupada, sugeri que nos reuníssemos por Skype às 20 horas uma vez por semana. Ela me respondeu: infelizmente não posso. Esse é o único horário que consigo cumprir religiosamente todos os dias e do qual não abro mão: a novela.

Não é preciso dizer que ela não queria resolver o problema e que ele não estava no tempo e sim na forma como ela estava priorizando determinadas tarefas/ atividades. Quanto mais direcionarmos nossa atenção para o que de fato importa, mais capacitados estaremos para viver.

Portanto, o primeiro passo para a administrar seu tempo e sua vida é responder a pergunta: onde está o foco da minha atenção?