Artigos

Big data e RH: por que essa é a combinação do futuro?

Big data e RH

Já não é mais novidade para ninguém que os recursos e as ferramentas tecnológicas criadas e disponibilizadas às pessoas na última década têm revolucionado e facilitado sobremaneira nosso estilo de vida.

Desde a possibilidade de comprar quase qualquer coisa no conforto de casa, fazer chamadas de vídeo entre pessoas distantes milhares de quilômetros, até mesmo a criação dos trabalhos home office, a tecnologia encurtou distância, dinamizou e acelerou processos de uma maneira nunca antes vivenciada.

Obviamente, dentro do mundo corporativo essa realidade não poderia ser diferente. É a cada dia maior o número de ferramentas de análise, softwares, programas e plataformas digitais desenhadas exclusivamente com o objetivo de aumentar a performance de empresas dos mais diversos setores e portes.

Dentro desse contexto, poucos conceitos têm ganhado mais destaque que o Big Data, nome dado à gigantesca montanha de dados gerados a cada segundo na internet. A análise de Big Data vem sendo utilizado pelas maiores empresas do mundo como direcionador na tomada de decisões estratégicas, com resultados absolutamente surpreendentes.

E apesar de basear-se em análise estatística e matemática de dados, o Big Data promete também revolucionar a gestão de pessoas e os departamentos de RH. É isso mesmo! É possível, por meio da análise de dados gerados na internet, melhorar os índices de produtividade de funcionários, fazer contratações mais acertadas, aumentar a retenção de talentos, entre muitas outras possibilidades.

Quer saber mais sobre Big Data e como combiná-lo com o RH pode fazer maravilhas por sua empresa e seus funcionários? Então continue a leitura deste artigo, pois é exatamente sobre isso que ele trata! Ao longo dos próximos capítulos você descobrirá aspectos muito relevantes sobre essa questão. Vamos lá?

Afinal, o que é Big Data?

Segundo a definição mais utilizada atualmente, Big Data é o termo que descreve o imenso volume de dados — estruturados e não estruturados — que impactam os negócios no dia a dia.

Para que fique mais fácil de entender o conceito, basta pensar que, hoje em dia, grande parte das interações e conexões entre as pessoas ocorre de maneira digital: redes sociais, e-mails, buscas no Google, vídeos assistidos, entre milhões de outras possibilidades. Obviamente, tudo isso fica, de certa maneira, registrado.

Essas informações, quando organizadas e analisadas de maneira correta, são capazes de dar respostas aos mais distintos tipos de questões. E é exatamente nesse ponto que as empresas utilizam o conceito de Big Data a seu favor.

Por meio de bancos de dados gerados especificamente com esse objetivo, dados de um negócio são coletados, armazenados, organizados e, posteriormente, analisados pelos gestores.

Na área de marketing de uma empresa, por exemplo, esse conceito revolucionou as estratégias operacionais, permitindo definir com precisão cirúrgica o perfil de clientes ou de potenciais clientes baseado nas suas atividades, preferências e buscas na internet.

Mas e quando nos referimos ao RH e à gestão de pessoas, áreas tradicionalmente geridas com base em instintos, crenças corporativas e feelings dos gestores, a utilização de ferramentas de análise de Big Data pode ser vantajosa? Os dados gerados são realmente confiáveis e se aplicam a pessoas, definição de características e maneira de relacionar-se dentro de uma empresa?

Para saber as respostas para essas perguntas, continue acompanhando a leitura, pois é exatamente sobre esse assunto que tratamos no próximo capítulo.

Como utilizar o Big Data a favor do RH?

De maneira geral, os dados e relatórios gerados pelo departamento de RH de uma empresa não inspiram muita confiança entre os gestores. Apenas 16% dos CEOs afirmam receber dados compreensíveis provenientes do RH, capazes de orientá-los na tomada de decisões estratégicas efetivas.

Esse fato é totalmente compreensível se pararmos para pensar que questões como produtividade de funcionários, alcance de metas empresariais e contratações certeiras são sensíveis e bastante subjetivas.

Sem uma metodologia “preto no branco” fica difícil comprovar que as tomadas de decisão do setor estão realmente sendo as melhores para o negócio — e é justamente aí que a utilização de Big Data pode revolucionar o RH de uma empresa.

O conceito de Analytics e Talent Analytics

Como já mencionamos, Big Data refere-se ao acúmulo de dados gerados pela internet. Porém, soltos e desorganizados, esses dados não querem dizer absolutamente nada e são incapazes de auxiliar questões relacionadas à gestão empresarial.

Entretanto, quando os dados de Big Data são analisados por meio de ferramentas específicas, com as informações sendo processadas e transformadas em dados compreensíveis, é possível adotar uma abordagem empresarial estratégica totalmente baseada na análise minuciosa dessas informações. É o que convencionou-se chamar de Analytics.

Por meio da utilização de Analytics dentro da empresa, as ações efetuadas pelos funcionários vão sendo armazenadas em múltiplas bases de dados. Por meio de ferramentas de tecnologia da informação, esses dados são processados, analisados e utilizados como base para a tomada de decisões estratégicas.

No caso específico do RH, o Analytics pode ser utilizado para contratação de pessoas mais alinhadas à empresa e aos cargos oferecidos, na promoção de funcionários e até mesmo na hora de desligar algum colaborador.

Com o conceito de Big Data e Analytics em mente, fica fácil entender então o que é Talent Analytics. Essa expressão refere-se ao conjunto de ferramentas e processos estatísticos desenhados exclusivamente para resolver questões e agilizar processos do setor de RH.

Por meio da utilização de Talent Analytics é possível saber com exatidão matemática quais são os colaboradores que apresentam os melhores desempenhos e quais não estão contribuindo de maneira efetiva para a organização, bem como definir quais pessoas possuem maior potencial e características de liderança.

Além disso, por meio dessa ferramenta pode-se também traçar estratégias para aumento de bem-estar e satisfação dos colaboradores, que sabidamente contribuem de maneira significativa para a melhora dos índices de produtividade e alcance de objetivos.

E não acaba por aí! Associar adequadamente Big Data e Analytics auxilia sobremaneira o RH na hora de determinar com precisão quais são os fatores que influenciam na rotatividade de colaboradores e na retenção de talentos dentro da empresa, bem como qual candidato é o mais adequado para o preenchimento de determinada vaga. E como tudo está baseado em dados concretos e não em sentimentos ou suposições, a chance de erros e falhas é significativamente menor.

Quais são os principais dados a serem avaliados?

Se você acompanhou a leitura deste e-book até aqui, provavelmente deve estar bastante impressionado com a possibilidade de utilizar o Big Data no RH da sua empresa, não é?

Entretanto, saiba que justamente devido à imensa quantidade de dados passíveis de serem analisados, é necessário determinar com cuidado quais deles realmente merecem atenção. Do contrário, as chances de perder tempo analisando parâmetros que não contribuem em nada para a tomada de decisões são bastante grandes.

Pensando nisso, listamos abaixo os principais dados a serem avaliados pelo setor de RH na hora da tomada de decisões estratégicas relacionadas ao setor. Obviamente existem inúmeras outras e cada empresa deve selecionar as que estão mais alinhadas aos seus propósitos e valores. Porém, de maneira geral, é possível obter informações precisas e consistentes sobre funcionários e candidatos a funcionários analisando-se:

  • dados demográficos;
  • índices de rendimento;
  • nível de rotatividade laboral;
  • formação e história acadêmica;
  • dados sobre vendas.

Apenas para dar um exemplo de como a análise de Big Data pode trazer benefícios reais às companhias, a gigante Xerox, ao contratar uma empresa especializada em análise de Big Data, acabou descobrindo que funcionários que mantinham perfis em mais de uma — mas não em mais de quatro — redes sociais apresentavam menos chance de abandonar seus empregos, sendo então responsáveis pela diminuição nos índices de rotatividade.

Como a Xerox gasta, em média, 5 mil dólares com o treinamento de cada novo colaborador, os ganhos obtidos com essa análise foram notáveis e se refletiram em uma grande economia anual para a empresa.

Principais vantagens do seu uso

O exemplo de como a Xerox utilizou a análise de Big Data para melhorar o desempenho e a tomada de decisões de seu departamento de RH citada no capítulo anterior é uma pequena amostra das vantagens da utilização desse conceito como ferramenta estratégica dentro das companhias.

Para esclarecer ainda mais o quanto é possível usufruir de benefícios reais da utilização dessa ferramenta, abaixo listamos as principais vantagens do Big Data Analytics no RH de sua empresa. Confira:

Contratações mais alinhadas

Praticamente toda pessoa que trabalha em RH já teve que lidar com pilhas e mais pilhas de currículos impressos, que deveriam ser analisados um a um, com o objetivo de encontrar o candidato mais adequado a uma vaga específica, certo? E o pior: mesmo com todo o tempo gasto nesse processo, não é possível assegurar que a pessoa escolhida é realmente a mais alinhada ao cargo que está sendo oferecido.

Entretanto, com a utilização de Big Data Analytics houve uma verdadeira evolução na prospecção de talentos. Por meio da análise de dados disponibilizados no site da corporação (na sessão “trabalhe conosco”) ou até mesmo em redes especializadas no assunto, como o LinkedIn, é possível fazer uma seleção baseada em dados realmente concretos e não em “achismos”. O resultado? Contratações muito mais certeiras, economia de tempo e diminuição de custos.

Acompanhamento de performance

Utilizando ferramentas de Big Data Analytics, o setor de RH é capaz de analisar a performance da empresa como um todo, e não mais de maneira segmentada, em que cada departamento é avaliado separadamente. Por meio desse tipo de avaliação mais holística, as conclusões tornam-se mais certeiras, os insights mais qualificados e a tomada de decisões mais efetiva.

Identificação de falhas de processos

Identificar falhas em processos corporativos nem sempre é simples, especialmente quando a origem do problema é bastante sutil e envolve mais de um departamento. Nesses casos, saber onde está o erro para que se possa corrigi-lo pode ser como encontrar uma agulha em um palheiro.

Porém, esse cenário muda completamente quando o RH passa a utilizar ferramentas de Big Data. As falhas nos processos passam a ser identificadas de maneira extremamente rápida e facilitada, acelerando os processos corretivos e reduzindo sobremaneira o custo operacional.

Identificação de talentos

Muitas vezes identificar potenciais talentos entre os colaboradores de uma empresa não é assim tão simples. Em meio a tantas demandas, prestar atenção ao desempenho individual de cada funcionário se torna uma tarefa quase impossível.

Mais uma vez o Big Data chega para ajudar. Por meio de análises holísticas de desempenho, produtividade e entrega de resultados, possibilitadas pela utilização de plataformas e ferramentas digitais, é possível descobrir as “joias” dentro da companhia, agilizando e otimizando processos de promoção.

Historicamente, os departamentos de RH de empresas são vistos como algo incipientes no momento de entregar resultados e relatórios que possam realmente ajudar e melhorar a performance empresarial. Afinal, como lidam diretamente com o fator humano (bastante subjetivo), muitas vezes fazer análises corretas se torna bastante desafiador (e quase impossível).

Entretanto, a chegada da era da tecnologia e a utilização a cada dia maior de ferramentas de Big Data vêm revolucionando as análises e a entrega de resultados no setor de RH em empresas dos mais variados setores e tamanhos.

Esperamos que este conteúdo tenha cumprido o seu objetivo e que tenha sido útil para você. Agora não perca mais tempo! Passe a considerar a utilização de ferramentas de Big Data Analytics nos processos de RH da sua empresa. Acredite, você colherá os frutos dessa ação muito antes do que imagina!

resultados-cta-blog

Por: Solides Tecnologia

A Solides é uma empresa especialista em software para identificação de perfil comportamental usado em processo de contratação, gestão e desenvolvimento de pessoas.