Artigos

Cinco tipos de Líderes que você deve evitar

Existem muitos tipos de líderes no mercado atual e, claro, algumas características são mais eminentes em algumas áreas do que em outras. Isso tudo nós já sabemos, a grande questão é que muitos deles acabam “estragando” o ambiente corporativo. Pedidos incabíveis, exposição de funcionários e abordagens inadequadas são apenas algumas das situações relatadas por muitos colaboradores. Pensando em ajudá-los, listo abaixo cinco perfis de líderes que são estratégicos a evitar. São eles:

1. O sabe tudo

Esse perfil de líder é aquele que simplesmente não sabe ouvir seus companheiros de trabalho por acreditar que sabe todas as respostas e soluções. Esse tipo de comportamento acaba fazendo com que os colaboradores tenham receio de opinar sobre algum projeto, levando em consideração que já esperam que suas ideias não sejam aceitas;

2. O escravo das mensagens

Esse líder não abre mão de e-mails e mensagens de texto. Ele prefere deixar de conversar abertamente com seus colaboradores para enviar mensagens escritas. Esse tipo de ação acaba, muitas vezes, gerando ruídos de comunicação e mal entendidos que poderiam ser evitados quando falados pessoalmente;

3. Dois pesos e duas medidas

O que se prega em um ambiente de trabalho é que as regras valham igualmente para todos. Mas, no dia a dia de muitas organizações, não é isso que encontramos. Esse perfil de líder muda sua posição diante de situações semelhantes, dependendo da sua relação com o colaborador, ou a consequência da ação. Isso causa desconforto e uma desmotivação geral entre os colaboradores;

4. Linguagem Abusiva

É incontável o número de colaboradores que relatam que já presenciaram um chefe que usava linguagem abusiva ou desnecessária para abordar seus funcionários. Fazer uso de palavras rudes, escrever de maneira que possa ofender ou mesmo diminuir as pessoas pode gerar um clima de tensão e frustração geral;

5. O eterno insatisfeito

Não importam os resultados, não importam as melhoras, não importam metas batidas. Para esse líder o desempenho de sua equipe nunca é bom o suficiente. É preciso tomar cuidado com esse tipo de atitude para que as pessoas envolvidas nos projetos passem a não se dedicar às atividades, pois acabam acreditando que não importa o quanto façam, nunca serão boas o bastante.
Caso você seja líder e se enquadre em um ou mais dos exemplos acima, acredito que seja o momento de repensar alguns posicionamentos e comportamentos, visando se tornar um melhor profissional para si mesmo e para a empresa como um todo.


*Mônica Hauck é empresária, CEO e cofundadora da Solides. Apaixonada pelo desenvolvimento humano, graduada em História, pesquisadora especialista em culturas políticas e organizacional, com MBA em Gestão Empresarial. Desenvolve estudos e produtos inovadores na área de gestão e tecnologia com foco em gestão de pessoas.