Artigos

Endomarketing em períodos de turbulência econômica

Nas últimas décadas, o marketing tradicional se ramificou em várias vertentes, cada qual, focada em objetivos e públicos específicos que em diversos contextos, podem se interconectar para compor grandes estratégias. Entre as vertentes mais aplicadas pelas empresas brasileiras está o Endomarketing, também conhecido como marketing interno.

O endomarketing tem atraído cada vez mais, por ser uma tática que valoriza o capital humano e intelectual, ao mesmo tempo que aumenta sua competitividade de forma indireta.

Isso ocorre porque uma equipe que se vê imersa em uma comunicação estimulante e em ações de valorização acaba se dedicando com maior empenho. É assim que a velha máxima de “vestir a camisa da empresa” ganha sentido em um ambiente onde os gestores extraem um excelente desempenho de seus profissionais e retêm os melhores talentos.

Aliás, o ambiente é um dos fatores chaves quando se trata de endomarketing. Além das ações com brindes personalizados em datas ou eventos especiais, as empresas devem investir em ambientes que incitem a criatividade, o relaxamento, a troca de ideias e o pensamento inovador. Ou seja: o marketing interno não consiste apenas em presentear um colaborador, mas em prover todas as condições necessárias para que ele se mantenha inspirado diariamente e sinta que a corporação investe em seu potencial criativo.

Marketing interno em 2016

É pertinente destacar que, em cenários desfavoráveis, o endomarketing se apresenta como indispensável para unir as forças internas de uma corporação e encarar as turbulências do cenário externo.

Embora muitas empresas reduzam gastos em diversas áreas para prevenir a escassez de recursos financeiros, o marketing interno não deve sofrer cortes de investimento, já que a impressão do público direcionada a uma marca é sempre baseada no “feeling” de seus profissionais – afinal, são eles que respondem e-mails, atendem ligações, realizam vendas, etc.

É necessário estar atento ao seguinte fato: independente das circunstâncias econômicas, o nível de satisfação e o compromisso dos colaboradores influenciarão fortemente os resultados de uma organização. Concerne às empresas, portanto, o desenvolvimento de estratégias de endomarketing que sustentem o engajamento e a motivação de suas equipes.


Fonte: Exame