Artigos

Especialistas da IBE-FGV fazem recomendações para quem está na fila do emprego

Atualmente cerca de 14 milhões de pessoas estão desempregadas no país. Para andar na fila do emprego, especialistas recomendam competir em alto nível. Para o coach, consultor de carreira e professor de Gestão de Pessoas da IBE-FGV, Vagner Sandoval, em primeiro lugar é preciso ter em mente que não é possível controlar todas as coisas. “A situação econômica é uma dessas coisas. São diversos fatores que impactam na empregabilidade, cujas soluções não cabem a nós”, explica Sandoval.

Por este motivo, segundo ele, o que sobra para essa multidão é competir pelas vagas que ainda existem e vencer. “O profissional precisa investir em suas competências, tanto técnicas quanto comportamentais, para concorrer e sair na frente”, recomenda.

A professora de gestão de pessoas da IBE-FGV, coach e consultora de carreira, Ligia Molina, concorda. “Profissionais mais qualificados são melhores classificados nos processos de seleção. É preciso oferecer coisas novas para se destacar. Cursos técnicos, graduação, pós, treinamentos, aperfeiçoamentos, qualquer coisa é melhor do que ficar parado. Em tempos de desemprego, mexa-se”.

Segundo Sandoval, o fato de ser competitivo porque está bem qualificado motiva o profissional a continuar buscando oportunidades. “A mentalidade de que é melhor do que o concorrente promove o encorajamento necessário. Isso acaba destacando o candidato em meio aos demais”, comenta ele. Por isso, mesmo desempregado, continue com a mente ocupada e não negligencie nenhuma oportunidade.

Ligia Molina sugere ainda que o profissional acione sua rede de contatos. “Pessoas que conhecem suas qualidades, principalmente seu comportamento, serão fundamentais nesse momento. São elas que podem atestar sua capacidade, indicar ou avisar de novas vagas. Mantenha-os atualizados sobre você”.

Atualizar as redes sociais mantém você no circuito. “Afinal, você nunca sabe quando os recrutadores vão visitar seu perfil”, indica o professor. É importante deixar claro seus objetivos e suas qualificações ao mesmo tempo em que interage com grupos de interesse, posta notícias relacionadas ao setor ou publica artigos. “Isto mostra que você está ligado ao cenário e compreende o seu mercado”, finaliza ele.