Artigos

Final de ano como parte estratégica do negócio

Final de ano está próximo, e com ele chegam os planejamentos dos momentos de confraternização. Festas, almoços, ou até mesmo um simples Happy Hour, resultam no estreitamento dos laços entre os profissionais que integram uma organização.

Como unir a equipe

As equipes não vivem apenas de relacionamento formal e cotidiano, é preciso integrá-las de todas as formas possíveis.

Quando há entrosamento entre os colaboradores, a tendência é que estes alcancem mais rápido os objetivos propostos, já que, beneficiados pelo clima sinérgico, se sentem motivados conseguem alcançar resultados mais robustos e rápidos.

Neste sentido, em um momento mais descontraído, as festas ou reuniões informais contribuem para ambientes de trabalhos mais leves e agradáveis.

Missão, visão e valores podem ser reforçados, porém com um outro tom, um mais tênue e dinâmico. Muitas vezes esse cenário descontraído serve para inserir o colaborador no contexto da empresa, fazendo com que ele se sinta parte integrante e dando o melhor de si em suas atividades.

Qualquer que seja o tipo de evento, a confraternização de final de ano nada mais é, do que uma estratégia de endomarketing. Deve ser programada e realizada pela área de Recursos Humanos e de Comunicação das empresas com o objetivo de fazer com que as pessoas se sintam valorizadas. O resultado dessa ação estratégica se refletirá ao longo do ano poderá trazer resultados positivos para a área de gestão de pessoas.

Uma confraternização pode fechar o ano com chave de ouro, pois o colaborador encarará isso como a valorização de tudo que ele realizou e produziu durante aquele período. Talvez, de imediato não renda benefícios mensuráveis através de números para as empresas, porém esse tipo de comemoração, medimos através do nível de motivação das pessoas. Essa consequência também repercutirá na captação e satisfação de clientes

Cliente externo e interno

Outro aspecto que enobrece e fortalece as características e valores de uma empresa, é a entrega de brindes ou presentes corporativos. Também muito comuns nos finais de ano, eles conseguem colocar a empresa em um outro nível no mercado competitivo, já que fortalecem e reforçam a imagem da marca, conseguem fidelizar e talvez até ampliar a rede de clientes.

Mostrar a importância dele é muito importante e pode acontecer também através de cartões e mensagens desejando boas festas e renovando os votos de parceria para o próximo ano que se aproxima.

Agradar o cliente final faz parte da estratégia do negócio e é o principal ponto a ser explorado. Está ligado diretamente a área de Marketing, mas traz vantagens para a empresa como um todo.

O final de ano é um grande motivo para criar laços mais estreitos com o cliente, tanto o interno quanto o externo.