Artigos

Motivação ou Entusiasmo?

Uma das maiores preocupações das empresas é manter seus funcionários motivados.

Elas entendem erroneamente que esta é uma condição e uma quase certeza de bons desempenho e resultado. Existem livros, palestras e ações que visam exclusivamente aumentar a motivação das pessoas para que realizem suas atividades bem feitas.

Recebo inúmeras reclamações de líderes relatando que mesmo motivando seus funcionários, todos parecem cansados e desinteressados.

Vivemos em uma era de modismos e meias verdades, copiamos modelos de gestão que julgamos corretos (não conhecemos realmente a sua eficácia, e se ele se adapta a nossa realidade) ouvindo “gurus” que possuem grande experiência teórica sobre o assunto, mas que não viveram ou vivem a realidade da Gestão de Pessoas.

São modelos ultrapassados, geralmente adotados pela área de Departamento Pessoal (DP) e não pelo Recursos Humanos (RH). Os resultados, claro, nunca chegam ou se perdem no curto prazo. Tenho visto pesquisas de satisfação de refeitórios, estacionamentos, uniformes, mas poucos ou nenhum programa efetivo de qualidade.

O que as empresas precisam entender é que todos estão motivados. Seja pelo salário, pelo emprego que não podem perder, pelos benefícios oferecidos a eles e seus dependentes. Estes são alguns dos motivos que fazem com que cada um acorde e vá trabalhar. O que os funcionários precisam é de entusiasmo e prazer em trabalhar.

Reparem no entusiasmo inicial das pessoas quando conseguem um emprego, quando participam do processo de integração, quando ganham o seu primeiro salário, quando chegam em casa e falam dos benefícios que a empresa oferece. Este é o verdadeiro sentimento que deve ser cativado e mantido nas empresas. Mas, bastam alguns meses se passarem e todos perdem estes sentimentos. E aí começam as ações motivacionais, que nunca resultam em nada.

Horários flexíveis, home Office, participação dos familiares, integração, liberdade de expressão, feedback constante, valorização, comemoração, liderança pró ativa e não reativa, são algumas ações já adotadas por grandes empresas para manter o espírito elevado e a alegria de trabalhar e produzir. Estas empresas não desejam seus funcionários motivados, mas sim que sintam prazer em trabalhar e produzir.

Sempre existirão os eternos insatisfeitos, mas precisamos focar na maioria que sempre esta disposta a cooperar e que muitas vezes funciona como incentivadores dos demais.

Portanto, não pense em motivar pessoas. Pense e aja para manter o espírito de entusiasmo e prazer de seus funcionários em fazer parte da sua empresa.