O quê nos mantém nas empresas?

Vivemos um cenário diferente hoje! Essa guerra desenfreada para se manter nas empresas anda de mãos dadas com a luta das próprias empresas em sobreviverem. Diante disso, alguns detalhes e cuidados com o ser humano têm ficado no esquecimento, produzindo mágoas, revoltas e baixa estima em profissionais diferenciados. Como RH, precisamos ficar atentos a esse mal e evitarmos que ele continue se alastrando.

por:

Produtividade e gente: o possível equilíbrio

“Mas isso só será viável se as organizações se voltarem para a aprendizagem, o que significa
conciliar os interesses da empresa com os das pessoas que nela trabalham. É um processo que
exige flexibilidade, comprometimento e honestidade de ambas as partes”
“As empresas que dão certo são aquelas que não têm a tirania do ‘ou’. Não é razão ou
emoção, lucro ou gente. É gente e lucro. E é possível esse equilíbrio, essa conciliação,
basta que todos se comprometam em tentar fazer uma organização melhor”

por: