Artigos

10 maneiras práticas de melhorar seu raciocínio e a tomada de decisões rápidas

raciocínio

Por Rodrigo Jefferson

Quantas vezes você já ficou sem palavras durante uma conversa e tempos depois de forma aleatória vem em sua mente uma saída para aquela situação? Esse tipo de situação é corriqueira em nosso dia a dia, principalmente para nós que somos profissionais da área comercial e estamos constantemente em negociação. Para minimizarmos esse tipo de situação e potencializarmos nossa habilidade de conversação, é possível exercitar o nosso cérebro, melhorando o raciocínio e aprimorando nossas habilidades cognitivas.

Nova call to action

Pois, quando bem desenvolvida, aumenta a capacidade de solucionar problemas, favorece o poder de argumentação e de elaboração de estratégias.
Muitos acreditam que pensar rápido e de forma lógica é uma habilidade nata. Mas hoje vamos mostrar que, por meio de algumas práticas simples, é possível exercitar o seu cérebro, melhorar seu raciocínio e aprimorar suas habilidades cognitivas.

10 maneiras práticas de melhorar seu raciocínio

1. Pratique algo diferente
2. Pratique exercícios físicos regularmente
3. Treine sua memória
4. Pense positivamente
5. Mantenha uma alimentação saudável
6. Leia
7. Durma bem
8. Invista em ginástica cerebral
9. Escreva à mão
10. Resgate os jogos físicos

1. Pratique algo diferente

Atividades novas, jamais experimentadas, estimulam o cérebro e ajudam a criar novas conexões neurais. No dia a dia, pratique as informações recebidas nos treinamentos e feedbacks, vale também tentar um caminho alternativo para chegar em casa, experimentar um prato diferente, até aprender algo novo como cozinhar, jogar xadrez, dançar uma coreografia e, se houver a oportunidade, conhecer uma cultura diferente. Não importa como, procure manter sua mente em movimento.

2. Pratique exercícios físicos regularmente

Que a prática regular de exercícios físicos faz bem ao corpo você já sabe. Mas não para por aí. Ao se movimentar, seu cérebro também ganha (e muito)! A realização de atividades físicas aumenta o fluxo de oxigênio na região cerebral e eleva a liberação e a produção de neurotransmissores, substâncias que transmitem informações de uma célula para outra.

Com isso, além de um melhor desempenho das funções cerebrais, torna-se mais fácil controlar estados de ansiedade, depressão e estresse. Pesquisas recentes também apontam a importância dos exercícios físicos para a consolidação de memórias.

No dia a dia podemos adotar práticas como substituir escadas rolantes e elevadores pelas escadas normais, ou descer um ponto antes e concluir o trajeto até em casa caminhando.

3. Treine sua memória

Sempre que houver a oportunidade, faça o seu cérebro trabalhar! Procure memorizar números de telefone, nomes de ruas, receitas e quaisquer outras informações da sua rotina.

O mesmo vale para os cálculos simples. No dia a dia ao invés de se render à calculadora na hora de dividir a conta do restaurante entre os amigos, tente fazer as contas de cabeça. Pequenas atitudes como essas ajudam a manter o cérebro ativo.

4. Pense positivamente

Pessoas pessimistas tendem a encontrar um problema para cada solução. O resultado? Estresse e ansiedade lá no alto, que prejudicam o funcionamento do cérebro e, consequentemente, a capacidade de raciocínio.

Acrescentar persistência, foco, obstinação e trabalho certamente você estará um (ou vários) passo(s) à frente na conquista de seus objetivos. Sendo assim, dentre os benefícios da positividade, destacam-se:

• Melhora o sono
• Recupera rapidamente o estresse cardiovascular;
• Melhora a imunidade;
• Combate os efeitos da ansiedade e depressão;
• Aumenta a conexão com as outras pessoas;
• Inspira hábitos saudáveis.

5. Mantenha uma alimentação saudável

Refeições saudáveis e balanceadas auxiliam no bom funcionamento do corpo e da mente. Sempre que possível, procure incluir no seu cardápio frutas frescas, vegetais, peixes e outros alimentos com ômega 3, a gordura do bem que ajuda a preservar a memória, fortalecer o sistema imunológico, entre outros benefícios.

No dia a dia evite sucos e bebidas industrializadas, fazer grandes refeições no almoço e pular as refeições ou ficar sem comer por muito tempo, essas práticas simples são o ponta pé inicial para melhoria da alimentação.

6. Leia

Ler ajuda a aliviar a tensão e o estresse, estimular a imaginação, trabalhar a memória e despertar a atenção para os detalhes. Nada melhor para o raciocínio, não é mesmo?

Por isso, tenha sempre um livro por perto, aproveite o tempo livre do almoço ou no transporte público para exercitar a mente de uma maneira divertida e viajar sem sair do lugar com suas histórias! O livro “Como convencer alguém em 90 segundos”, é um bom início.

7. Durma bem

A hora de dormir é o momento de desintoxicação do cérebro. O descanso ajuda esse órgão a regenerar as células, remover toxinas e preparar-se para as tarefas do dia seguinte. Quando você dorme bem, fica mais atento no dia seguinte e consegue armazenar mais informações.

Para dormir bem, procure realizar atividades relaxantes e fazer refeições leves próximo ao horário de deitar. Se possível, crie o hábito de dormir e acordar no mesmo horário diariamente. Algumas dicas para lhe ajudar a dormir melhor:

• Respeitar o horário de ir dormir;
• Desligar o celular, a TV e outros aparelhos;
• Ler antes de dormir;
• Criar um ambiente escuro;
• Praticar exercício regularmente;
• Evitar tomar café e bebidas energéticas 6h antes de dormir.

8. Invista em ginástica cerebral

Além da tradicional ginástica para o corpo, existe a ginástica para o cérebro, já ouviu falar? Algumas empresas se especializaram nisso e desenvolveram métodos que prometem, com poucas horas semanais de curso, a conquista de uma mente saudável, menos ansiosa e mais produtiva.

Na internet também há aplicativos específicos para esse fim. Com uma programação variada de jogos e atividades, é possível desenvolver a memória, a solução de problemas e outras funções.

9. Escreva à mão

Quem já nasceu na geração da conectividade tem pouco hábito de escrever à mão. Mas, além de ser uma maneira de praticar caligrafia, escrever à mão ajuda a melhorar o raciocínio, a linguagem e a memória.

Isso foi provado cientificamente através de um experimento conduzido por pesquisadores do departamento de psicologia e neurociência da Universidade de Indiana. Eles detectaram, através de ressonância magnética, que as crianças que praticavam escrita à mão apresentavam maior atividade cerebral se comparadas às que apenas acompanhavam textos pelo computador.

No dia a dia, deixe um bloco de notas em sua mesa, ao aprender uma nova palavra escreva a palavra e seu significado para contribuir também para fixação da nova informação.

10. Resgate os jogos físicos

A tecnologia proporcionou avanços incríveis, incluindo jogos com cenários e efeitos especiais muito próximos à realidade. Mesmo assim, alguns jogos de tabuleiro e outros tradicionais, além de proporcionarem ótimos momentos entre a família e os amigos, são imbatíveis quando se trata de estimular a capacidade lógica.

Isso porque, entre uma jogada e outra, é necessário analisar as intenções do oponente e pensar de maneira estratégica.

Quer algumas sugestões de jogos? Detetive, stop, xadrez, damas, ludo e cubo mágico…

 

dia da consciência negra

 

Fontes: Universia, SpaTourLife, MelhorRH, TuaSaude
Adaptação: Rodrigo Jefferson

Bibliografia:
https://www.universia.net/br/actualidad/orientacion-academica/10-maneiras-praticas-melhorar-seu-raciocinio-956304.html

https://melhorrh.com.br/cinco-dicas-para-se-alimentar-bem-durante-o-trabalho/
https://www.tuasaude.com/10-dicas-para-dormir-bem/
https://www.linkedin.com/in/rjdesenvolvimentohumano/

Rodrigo Jefferson
Consultor de Treinamento e Desenvolvimento
Consultoria: Rodrigo_JTreinamentos
Contatos: (11) 99277-9036
E-mail: rodrigo_jtreinamento@outlook.com.br

4.8 4 votes
Article Rating

Por: Rodrigo Jefferson

Atuo na área de Treinamento e Desenvolvimento Organizacional e Qualidade no Atendimento há dez anos, com experiência em gerenciamento de times de qualidade (Treinamento, Monitoria e Ouvidoria), realizando diagnóstico das necessidades de treinamento, criação de material, logística e divulgação de treinamentos internos e externos, com mais de mil horas de sala de aula, ministrando conteúdos técnicos e comportamentais, para os públicos operacionais, administrativos e gestão dos ramos de cobrança, vendas e SAC. Realizo o controle e gerenciamento dos participantes das ações de desenvolvimento, crio métodos sustentáveis de acompanhamento pós-treinamento, avaliações pré e pós-treinamentos e ROI. Inclui-se Programa de Integração, trilha de aprendizagem, programas de consultoria interna fazendo parte de equipes multidisciplinares visando à criação de planos de ação, para todas as áreas do negócio, pesquisa de clima, entrevista de desligamento, PDI e criação/implantação dos indicadores da área.

Newsletter

Receba notícias do RHPortal por email

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments