Artigos

3 fundamentos para motivar seu público para o treinamento

Apresentação3

Um dos fatores que mais preocupam os profissionais que trabalham com treinamento e aprendizagem em geral é a motivação das pessoas que o escutam. Frequentemente, surge o seguinte questionamento: será que este público está motivado para ouvir o que eu tenho a ensinar? Será que eles acham importante, proveitoso, aplicável este conteúdo? Você também já se questionou sobre isso? Então, seja bem-vindo, neste texto eu vou falar sobre os três pilares da motivação para o treinamento.

Um plano de treinamento precisa considerar a existência de problemas relacionados ao clima organizacional, a estrutura física e ao processo de seleção do trabalhador. Mas e a motivação para aprender, também deve ser levada em conta no plano de treinamento? Sim, deve. Entenda o porquê.

Pesquisas nacionais e estrangeiras têm evidenciado que a motivação para o treinamento exerce forte influência sobre a aprendizagem e sobre a aplicação do conhecimento no ambiente de trabalho. Foi evidenciado que a motivação pode ser mais determinante sobre a aprendizagem que a própria capacidade intelectual do aprendiz (Abbad, Pilate e Pantoja, 2003).

Antes de mais nada, é preciso entender que os aspectos motivacionais ligados ao treinamento estão divididos em três subáreas:

1) Motivação para aprender: disposição para absorver o conteúdo, aspecto que antecede o treinamento podendo ser favorável ou desfavorável para a aquisição do conhecimento.

2) Motivação para transferir: disposição para aplicar no ambiente de trabalho o conhecimento obtido no treinamento.

3) Valor instrumental: percepção do treinando acerca da utilidade do conteúdo apresentado para sua atividade ou para metas que precisa atingir.

Tudo isso influencia os resultados do meu treinamento? A resposta é sim. Mas tenha calma. A boa notícia é que existem formas de você motivar as pessoas para suas ações de treinamento. Baseado na Teoria da Expectância de Victor H. Vroom (1964), eu vou mostrar os três pilares que mobilizam a expectativa das pessoas para participar de um treinamento. Chamarei os 3 pilares pela sigla R.E.I.: Recompensa, Esforço e Instrumentalidade.

1. Recompensa

Enfatize as recompensas atreladas a participação no treinamento

Quando uma pessoa se dispõe a participar de um treinamento ela, geralmente, está buscando algum ganho, isto é, uma recompensa. No contexto organizacional, isso é ainda mais forte, pois a expectativa da recompensa é constante e se manifesta nas mais diversas ações do trabalhador.

Desta forma, o participante do treinamento precisa ter a clareza de que tal participação poderá lhe gerar as recompensas que deseja na organização. Estes ganhos podem ser desde elogios ou reconhecimento pelo empenho, até uma promoção por exemplo. Entretanto, é fundamental que essas recompensas estejam alinhadas com as expectativas da organização, caso contrário terá o efeito inverso.

Vale ressaltar que quando a recompensa for a longo prazo, o treinando precisa compreender a trilha de desenvolvimento que terá de seguir. Isto é, precisa ser aceitável o fato de que haverá outros passos além desses, sendo o treinamento um passo indispensável.

2. Esforço

Deixe claro que quanto maior o esforço, melhor o desempenho

O esforço é o grande trunfo da aprendizagem! O empenho na busca pelo conhecimento é o fator que separa os ótimos dos bons. Não é por acaso que muitas organizações adotam uma política meritocrática com a finalidade de premiar aqueles que despenderam maior esforço individual no alcance dos resultados.

Da mesma forma, o treinamento precisa estar permeado da concepção de que se você deseja se desempenhar melhor em sua atividade, seu esforço terá que ser compatível com este objetivo. Sendo assim, a aquisição de conhecimento pela via do treinamento se apresenta como um caminho bastante atraente, isto é, motivador.

3. Instrumentalidade

Reforce a utilidade do conteúdo para aprimorar seu desempenho e favorecer seus resultados

É muito comum que o participante de um treinamento se faça a seguinte pergunta: será que este assunto realmente vai me ajudar a alcançar o resultado que desejo? Se a resposta for “Sim”, ele lhe será todo ouvidos. Mas se for “Não”, uma série de esquemas mentais começará se sobrepor ao ensino ministrado no treinamento, de forma que qualquer iniciativa de tornar aquele assunto mais atraente lhe parecerá enfadonho.

Antes de dar início ao processo de ensino, a recomendação central é saber se aquele assunto favorece o aprimoramento do desempenho do trabalhador nas suas atividades. Não é raro em ações de treinamento um dos participantes se levantar e perguntar ao instrutor: sim, mas por que que eu fui chamado para esse treinamento? Tendo total desconhecimento do quanto aquele assunto pode favorecer seus resultados.

Se o conteúdo de fato pode favorecer os resultados do participante, o instrutor tem em mãos um poderoso argumento motivacional. Aqui, a relação que impulsiona a motivação no treinamento é bem simples: este conteúdo irá melhorar meu desempenho, melhorando meu desempenho, eu atinjo meus resultados.

Para facilitar a memorização da relação que apresentei neste texto criei a Roda da Motivação Instrucional, onde você pode segui-la como forma de promover a motivação dos seus participantes.

AAEAAQAAAAAAAAndAAAAJDA4YWRkYzBlLTdkNWMtNDdiOS1hYzdiLTE1NDcwYTBhZDljYw

Baseado nesta figura, verifique que para mobilizar a motivação do participante é necessário promover o seguinte raciocínio. Você está aqui hoje porque você realmente deseja alcançar uma recompensa. Para isso, será necessário dispender uma determinada quantidade de esforço através do estudo deste conteúdo, que será um poderoso instrumento para aprimorar o seu desempenho. Com o aprimoramento do seu desempenho, será possível você atingir a recompensa que você tanto deseja. Desta forma, fecha-se o ciclo motivacional.

Você também já vivenciou experiências em treinamento onde os participantes estavam desmotivados? Quais insights, percepções ou aprendizados você tirou dessa experiência? Você acha que esse modelo pode te ajudar de alguma forma na resolução desses problemas? Compartilha comigo, através do e-mail: victorgomestreinamentos@gmail.com. Terei o maior prazer de te ouvir.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of