Artigos

A Criatividade Na Resolução De Conflitos


“A oposição dos contrários é condição da transformação das coisas e, ao mesmo principio e lei”. Heráclitos de Ëfeso

O conflito pode ser comparado com a evolução da espécie, aqueles que sobrevivem são os que vão se adaptando ou transformando-se.

Empresa é um lugar privilegiado de conflitos pessoais, profissionais de interesses, ideologias, assim como atender clientes e negociar. 

As crises existenciais percorrem a nossa vida desde o nascimento, infância, adolescência, juventude, na fase adulta, nos relacionamentos
interpessoais, na escolha da profissão, aposen- tadoria, etc.

Onde há problemas há também oportunidades escondidas.

Agora podemos perceber o conflito como risco ou oportunidade e que exige de nós uma atitude pró-ativa, levando por terra o ditado popular ” depois da tempestade vem a bonança”.

A falta de imaginação atua como responsável e geradora de conflitos, onde as partes se recusam a imaginar o que os outros podem fazer, pensar ou sentir.

As pessoas agem como se desconhecessem as diferenças. 

Somente escutar as pessoas não garantem a sua resolução , entender e trabalhar questões da diversidade passa a ser fundamental para uma administração moderna. Quando falamos de diversidades não estamos referindo a de raça, sexo e religião, diferenças no mesmo nível hierárquico, mas como forma de pensamento , ideologias e em todos os níveis hierárquicos tanto horizontal como vertical.

O silêncio poderá ser uma grande fonte de indicativo de conflitos, sua resolução poderá se dar através da negociação 

Negociar é alcançar objetivos através de um acordo em situações que ocorrem pensamentos divergentes e convergentes, faz parte da nossa vida desde os povos primitivos. Viver é negociar.
Exercícios de pensamento lateral, técnica de solução criativa de problemas poderá facilitar no ato de resolução do conflito.

A criatividade no processo de resolução de conflitos favorece a flexibilidade, melhor aproveitamento da diversidade e conciliação de situações opostas, encarando e conduzindo a negociação a favor de ambas as partes.

Ela favorece enxergar o que todos enxergam, mas visualizando coisas diferentes, transformando riscos em oportunidades, identificando algo a mais do que o cotidiano, favorecendo contornar objeções, agindo proativamente.

A pessoa pró-ativa e criativa possui uma postura sempre firme em relação aos diversos problemas que enfrenta, não só no mundo corporativo, como também diante da vida, ela não quer fazer parte do problema, mas sim da solução.

Considerando a economia globalizada em que vivemos cada vez mais temos de pensar criativamente e agir estrategicamente.
Cabe ressaltar: 

É uma questão do ponto de vista, podemos perceber o conflito como algo:

· Destrutivo 
· Construtivo

Tirando proveito

Transformando negativos em positivos
· Tomada de decisão
· Crises e oportunidades
· Diversidade como geração de idéias
· Solução, evolução
· Fator de liderança
· Fator de negociação

Identificando

· Descomprometimento
· Erros e quebras excessivas
· Atrasos
· Discórdias, guerra
· Individualismo
· Problemas sem solução
· Valorização e desvalorização
· Procrastinação
· Fantasma do passado
· Carga mental
· Solidão
· Silêncio

O QUE FAZER?

“Os conflitos sociais são motor de progresso e a mola propulsora do dinamismo. A imaginação e a inovação nascem da tensão e do conforto e não de uma unanimidade artificial” Alaim Duhamel

Já que todos os problemas são solucionáveis é importante que sejam bem definidos, procure idéias e resolva criativamente.

Temos que ter cuidado na resolução dos conflitos para não gerar outros, o que percebemos é que por alguma razão, parece que a natureza humana exige que as pessoas ajam rapidamente, quando enfrentam um problema.

Quando surge uma dificuldade, buscam a resolução sem clarificar ou analisar o problema, como conseqüência não se resolve os problemas ou se resolve equivocadamente, causando assim outros problemas, provocando o sentimento de frustração

Maria Inês Felippe
mariaines@mariainesfelippe.com.br 
Psicóloga, pós-graduada em Administração de Recursos Humanos, Máster em Criatividade e Inovação Aplicada – Universidade de Santiago de Compostela, Espanha

Por:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of