Artigos

A Ficção Cientifica E As Relações Do Trabalho

A Ficção Cientifica e as Relações do Trabalho

A cada dia me deparo com mais e mais nomes, definições e slogans diferentes e científicos, dentro do cenário das relações do trabalho, a maioria dos lançamentos trazem siglas e nomenclaturas que cada vez mais me levam ao “espaço” ao “cientifico” ao futuro.
EFD – E-social – E-processo – Conectividade ICP – ECF – Sistema CONTÁGIO – CF-e – SPED , tudo isso, me remetem aos filmes de teor cibernético e tecnológico que pessoalmente nunca me agradaram, tenho opinião e convicção que para todo relacionamento ser agradável e produtivo, o contato real, a pessoalidade deve ser o ponto forte, seja na vida pessoal ou corporativa.
As atuais e futuras mudanças na área trabalhista deste país, tentam a todo momento, e estão conseguindo, implantar avanços tecnológicos no mais profundo dos comportamentos dentro de uma empresa, que é a relação de confiança e especialmente nas relações do trabalho.
Hoje temos um infinito número de profissionais que se dirigem aos seus escritórios, seus locais de trabalho, e durante a maior parte da jornada, sequer falam com o companheiro de trabalho que está na mesa ao lado….porque isso? Porque ele já enviou um e-mail, ele já mandou um WhatsApp…o companheiro ali, bem ao seu lado, fui e continuo sendo testemunha dessa ação, vi o assunto em andamento, estava sendo tratado virtualmente, quando na realidade, exigia mais pessoalidade, mais dinamismo, mais calor e envolvimento.
A tecnologia assim como todas as suas siglas e nomenclaturas, não podem substituir um feedback, uma reunião acalorada ou serem únicas fontes que a empresa tenha e use, para desligar um funcionário ou outro contato que se faça necessário.
Os filmes de ficção, nos mostram isso, mostram vida no espaço, no futuro, histórias que vão desde a viagens de férias até mesmo uma vida cotidiana, em comunidades robóticas, os avanços tecnológicos e científicos, estão nos empurrando para esse habitat, e que nos acostumemos com esse modus operandi.
Mas eu pergunto, o que irá substituir quem?
A senhora da copa será substituída por uma máquina de café?
As visitas a recente mãe na maternidade serão realizadas via Skype ?
Uma máquina será colocada no lugar do Sr. Antônio, funcionário que em minutos consegue diagnosticar e retirar a peça defeituosa, substituindo a mesma, devolvendo a normalidade a produção.
Não podemos acreditar que as relações interpessoais não mais existirão devido a implantação de uma plataforma de gerenciamento de dados, mas é o que está se desenhando, é o que estamos alimentando, involuntariamente ou sem que seja percebida a real consequência disso, assistimos cursos, palestras e treinamentos virtuais, a distância, sem pessoalidade, sem calor, sem o aperto de mão ao final do encontro, devemos avaliar se o melhor formato do contato poderá ser a distância.

Podíamos ter tido mais avanços, quando estávamos quase chegando na tão sonhada “perfeição” nos relacionamentos corporativos, quando os RH’s e as áreas de treinamento e desenvolvimento, estavam conseguindo levar conteúdos motivacionais, comportamentais, de desenvolvimento de lideranças, quando a massa funcional estava tendo acesso ao conteúdo de um treinamento para equipes de alta performance , eis que chegam, as tecnologias e o abismo começa a ser cavado, onde estavam sendo construídas, grandiosas e valiosas pontes levando o conhecimento a todos, somos por fim, devastados por buracos tecnológicos, assim posto, não consigo mais ver, um operário ou trabalhador sem estação de trabalho, participar de outra atividade, com exceção da Sipat, se está legalmente vier a ocorrer, e porque não dramaticamente aguardando sua demissão.

Resta-nos refletir, profissionais das mais diversas áreas, da tecnológica até a área de gestão de pessoas, como queiram, estejam aonde estiverem, líderes, gerentes e diretores, se você está colaborando para construir pontes ou para cavar abismos.

Prof. Roberto Martins
contato@rhmartins.com.br

Especialista em relações do trabalho, com mais de 25 anos atuando em Gestão de Recursos Humanos & Desenvolvimento de Pessoas e organizações; – Auditor Trabalhista – – Certificado na Identificação e Implantação da “ Prevenção do Dano e do Assédio Moral no Ambiente de Trabalho. “ Professor Universitário;
Dedica-se também a ministrar palestras e treinamentos de teor corporativo, motivacional e comportamental.

Por: Roberto R

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of