Artigos

A importância da cultura organizacional na contratação de novos talentos

Os processos de recrutamento e seleção se tornaram parte do planejamento estratégico dentro do universo corporativo a partir do momento em que gestores e empresários passaram a reconhecer que o capital humano é, verdadeiramente, o grande diferencial competitivo no mercado.

Contratações acertadas são fundamentais a formação de equipes de alta performance e consequentemente, para a longevidade, crescimento e sucesso dos negócios. Paralelamente, escolhas equivocadas costumam causar uma série de prejuízos, como despesas adicionais com a rescisão de contratos, novas seleções e treinamentos, além de impactos negativos na produtividade e no clima.

Neste contexto, é essencial que as contratações sejam realizadas com base em um perfil ideal, que contemple todos os aspectos da cultura organizacional, de modo a assegurar o correto alinhamento entre as expectativas do profissional e da empresa.

Nova call to action

Acompanhe o nosso texto de hoje e entenda mais sobre a relação entre o processo de recrutamento e a cultura organizacional:

A definição do perfil ideal

Os recrutadores têm sempre a difícil missão de selecionar candidatos capacitados e engajados, mas essa avaliação deve considerar vários fatores, além do conhecimento técnico e experiências anteriores. Por isso é importante definir um perfil ideal, que deve servir como uma guia, facilitando a seleção dos profissionais. Dessa forma, a cultura organizacional precisa ser traduzida em valores e competências, de modo a personificar o novo colaborador.

Habilidades e características pessoais, como maturidade, inteligência emocional, criatividade, resiliência, potencial de liderança, proatividade, automotivação e orientação para resultados são sempre bem-vindas. Deste modo, é mais fácil perceber o grau de identificação e de aderência entre o candidato e o perfil ideal.

A contratação com base na cultura organizacional

Através da definição do perfil ideal, o recrutador é capaz de evitar escolhas fundamentadas apenas em um bom currículo e passa a avaliar outros fatores, que podem influenciar diretamente na adaptação e no desempenho do novo colaborador. Essa avaliação deve abranger as opiniões, o comportamento, os princípios e as prioridades do candidato, de modo a confirmar o alinhamento entre perfis.

Algumas questões relativas ao modelo de gestão da empresa precisam estar em sintonia, pois são responsáveis por boa parte dos conflitos e frustrações, causados pela falta deste alinhamento. Em especial, podemos citar as políticas de incentivo ao aprendizado, inclusão, reconhecimento, valorização dos talentos, foco em inovação e o estilo de liderança adotado pelos gestores.

Porém, para garantir uma avaliação precisa do perfil dos candidatos, é necessário que o recrutador conte com metodologias e soluções tecnológicas específicas para facilitar a análise, determinar critérios de seleção e eliminar a subjetividade do processo, gerando resultados confiáveis e padronizados.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of