Artigos

A ImportÂncia Do Papel Do Gestor Nas OrganizaÇÕes

O assunto “gestão de pessoas” tem se destacado nos últimos tempos. A busca por uma nova gestão pública tem sido o alvo a ser alcançado pelo Estado contemporâneo. Dentro desse contexto, o estudo das pessoas dentro das organizações se apresenta como fator estratégico e importante para uma nova gestão. A abordagem deste tema veio acompanhada de uma releitura do tradicional papel do Chefe (Líder) num contexto de evolução cultural, de dinâmica das instituições inseridas na realidade tecnológica e no mundo globalizado.
Gestores, líderes e assessores influenciam o clima organizacional e o comportamento das pessoas, de forma positiva ou negativa, dependendo da sua competência pessoal para lidar com as dificuldades características desse momento: insegurança, resistência, frustração e conflito. Toda mudança envolve esses fatores e ser um facilitador requer atitude e habilidade para lidar com as pessoas, uma vez que as mudanças são produzidas por elas.
O gestor, em geral, ajuda o grupo a entender a importância das mudanças e mostra as vantagens que a mudança traz.
O gestor deve motivar (estimular para agir) a equipe para melhorar a qualidade do serviço e a produtividade. Outras questões também desafiam os gestores públicos quando se pretende motivar os servidores: é preciso identificar as necessidades individuais para satisfazer e motivar.
Segundo alguns autores, as necessidades humanas são definidas por uma ordem de prioridade (hierarquia), a começar pelas necessidades fisiológicas e de segurança, seguidas de necessidades sociais, de status e de auto-realização. Neste aspecto, o cargo e suas implicações: atribuições, remuneração, condições de trabalho, nível de responsabilidade, grau de reconhecimento do trabalho, etc. são importantes.
Cada servidor tem um papel a desempenhar no seu cargo e esse deverá estar afinado com os objetivos institucionais. Somente dessa forma poderá ser desenvolvido um sistema de gestão que atenda à comunidade e que proporcione o máximo de contribuição dos servidores à causa pública.
A Gestão de pessoas é o conjunto de políticas, práticas, padrões de atitude, ações e instrumentos empregados no ambiente organizacional e que interferem e direcionam o comportamento humano.
Para gerenciar pessoas não se deve apenas criar uma área com estruturas ou padrões de procedimentos, para potencializar a contribuição dos colaboradores dentro da organização. A realidade requer uma forma diferente de pensar na função dos recursos humanos. O novo desafio é visualizar a ação das pessoas e atuar em conjunto com elas em seu comportamento real, em cada instância e momento específico da vida organizacional. Este é o principal papel do Gestor: vencer desafios criando formas de gerir e motivar pessoas para atingir as metas da organização, onde o clima organizacional é variável e depende, principalmente, do comportamento de cada grupo de pessoas.
CLARICE TRINDADE DOS SANTOS
Pós-graduanda no Curso de Especialização em Gestão Empresarial, com ênfase em Recursos Humanos e Marketing, da FIU – Faculdades Integradas de Urubupungá de Pereira Barreto/SP.
Analista de RH – Unesp Câmpus de Ilha Solteira

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of