Artigos

A paz em nossas vidas. Trabalhe a empatia.

“O homem, pela sua
natureza psicológica, é um ser social, mais exatamente um ser grupal”

                                                                                                                               
(Charles Fourier)

Venho
sentindo uma inquetação por conta do SPED, das novas tecnologias e da
globalização e dos treinamentos apresentados pelos nossos colegas.

O
que se percebe é que não observaram que o maior diferencial neste mundo
globalizado são os relacionamentos interpessoais, os trabalhos em
equipe e a postura ética dos profissionais
envolvidos no processo
gestacional das empresas. 

Nem
tão pouco percebo que são visualizados como um fator importante pelos
empresários contábeis e alguns professores contábeis.

A
forma como frizam a qualidade da informação, a necessidade de está
sempre atualizado, de escrever livros, de escrever artigos, de se fazer
aparecer me faz refletir sobre o perigo da má qualidade no serviço
contábil. Esta má qualidade está diretamente ligada a questões Éticas,
questão de relacionamento interpessoal, de empatia, de solidariedade e
tantas outras formas de ajuda mútua num ambiente de trabalho.


Estamos
a toda hora convivendo com pessoas. No trabalho passamos pelo menos
oito horas por dia com pessoas. O mundo corporativo tem dentre seus
recuros: pessoas. E como conviver com pessoas cujas qualidades e
objetivos são tão diferentes dos nossos? Por que se preocupar com quem
chega no trabalho de mau humor?Ou com a colega que sempre chega
atrasada? Ou o colega que não dá conta do seu serviço sozinho e sempre
precisa de ajuda? Afinal!

O problema é meu? Ou nosso?



A
responsabilidade é nossa, de cada um que trabalha na organização ou que
faça parte do processo. Assim, até o governo tem um papel fundamental
dentro da empresa. Ao fazer uso de seu papel de tributar de arrecadar
para aplicar os recursos na sociedade dependente deste Estado.


Trabalhar
a empatia
ajuda a responder as questões acima. Afinal quando nos
colocamos no lugar do outro é que percebemos o tamanho do problema, ou
nível de dificuldade de uma determinada atividade. Neste momento
deixamos de ser um grupo de trabalho para sermos uma equipe de Trabalho.
Porque quem vive em grupos caminham juntos mas não se afinam. As
Equipes compreendem seus objetivos e se engajam para atingí-los. A
fraqueza de um é substituído pela fortaleza do outro. Tem opiniões
divergentes porem não brigam. Neste momento o que vale é fazer
acontecer.

EMPATIA  é a capacidade de
compreender o sentimento ou reação da outra pessoa imaginando-se nas
mesmas circunstâncias.


 

A
história mostra bem que Jesus mesmo com todo o seu poder regrutou pessoas  com características
diversas para formar uma equipe e difundir o evangelho
. Foi
Jesus considerado o maior professor da história e o maior líder. Até
hoje tem seguidores. Mas ele não fez nada sozinho, soube manter a
motivação de seus díscipulos, foi um lider que sabia ouvir, foi
um pacificador quando queriam guerra. Trouxe paz a quem nele
acreditava e deu amor a quem  não via nele um “Rei”.

Darlene Maciel
Pós-graduanda em Metodologia da Docência Profissional
Pós-graduada em Metodologia do Ensino a Distância.
Pós-graduada em Contabilidade e Planejamento Tributário pela UFC –
UnIversidade Federal do Ceará.
Graduação em Administração pela Faculdade do Vale do Jaguaribe (2006).
Cursos de Extensão na área Publica: Orçamento Público, e Reforma
Política pela UFC – Universidade Federal do Ceara.
Profissional da área Contábil há mais de 15 anos.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of