Artigos

Acidentes do trabalho e suas consequências

Com as novas opções de pesquisa e conhecimento sobre o tema surgem novas oportunidades para melhorias significativas postergadas em alguns importantes casos.
Um primeiro exemplo é a Previdência Social mantendo site no qual pode ser pesquisada a Acidentalidade por CNPJ.
Há matéria, com efeitos e resultados bem avaliados em “Estudos Tecnológicos – Vol. 7, n° 1:12-23 (jan/abr. 2011) doi: 10.4013/ete. 2011.71.02 ISSN 1808-7310 tratando de” Medição e reconhecimento do risco físico ruído em uma empresa da indústria moveleira da serra gaúcha”.
O estudo foi publicado em 2011. Qual a situação de empresas nessa data e no presente?
Uma pesquisa por amostragem da situação de empresas em São Bento do Sul nesse período pode indicar com base em tais informações, as urgentes medidas que devem ser tomadas com a máxima brevidade pelas entidades e poder público municipal para evitar acidentes do trabalho como os considerados na amostragem .
As notas explicativas esclarecem quanto aos objetivos, metodologia e restrições desse sistema da Previdência. Social.
Não será possível com máxima segurança estabelecer correlações definitivas. O fato é que a consulta ao site, ainda que por amostragem, fornece dados que permitem estimar o quanto à poluição sonora pode influir no quadro de acidentes do trabalho e nos custos sociais e econômicos.
Para o setor moveleiro, a pesquisa ao site indica que em 2011, uma empresa desse setor teve a ocorrência de 5 registros na Frequência Absoluta (B91 – Auxílio-Doença por Acidente de Trabalho). A Frequência Relativa (CAT – Comunicação de Acidente do Trabalho) x 10.000 foi de 651. Os números dispensam comentários dada a sua máxima expressividade.
Empresa de outro segmento da economia, na Frequência Absoluta (B91 – Auxílio-Doença por Acidente de Trabalho) registrou 22 ocorrências em 2010 e 13 em 2011. São dados de períodos que antecedem as situações que foram concluídas com “Associação Estratégica, que traz vantagens para ambas às empresas.”.
Também há por considerar dados do site do TST de junho 2016 relação de “Partes com 100 ou mais processos em tramitação no TST”. Empresa nessa relação pode eventualmente ter expressiva numero de questões envolvendo acidentes do trabalho.
O total de processos com a indicação dos polos ativa e passiva sugere informações complementares em alguns casos.
Um quadro geral que é objeto de workshops promovidos pela FIESC. E também de iniciativa como a do Conselho Superior da Justiça do Trabalho:
Transtornos mentais relacionados ao trabalho pautarão Programa Trabalho Seguro no biênio 2016/2017
O presidente do CSJT salientou “ Temos uma pressão muito grande de exigência de produtividade, de qualidade e de competição. Isso faz com que empresas exijam cada vez mais metas, e assim, começam a aparecer novas doenças “.
O empresariado (FIESC, sindicatos entidades, lideranças) tomará medidas para garantir que as condições de trabalho tragam benefícios justos aos trabalhadores e também à comunidade. Há e haverá contribuição da comunidade acadêmica tendo como um exemplo, diversas referencias aos estudos na UDESC de São Bento do Sul que reconhecem a precisão das “organizações melhorarem sua competitividade no mercado e reduzir seus custos”.
A prefeitura deve atuar para eliminar na forma da lei a ocorrência de eventos como poluição sonora, que prejudicam as empresas e a coletividade como é indicado a exaustão nas publicações, estudos e legislação. A LC 140/2011, em especial nos artigos 15 a 17 é particularmente clara a respeito. Não há espaço ou alternativas omissões que prejudicam a imagem de boas empresas e saúde e segurança de moradores.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of