logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > RH na Prática > Administração de Recursos Humanos: subprocessos, direcionamento e importância empresarial

Sumário

Administração de Recursos Humanos: subprocessos, direcionamento e importância empresarial

Veja agora os motivos para este trabalho ser tão importante para o seu negócio!

A administração de Recursos Humanos (ARH) atua como uma parte essencial de qualquer negócio.

Idalberto Chiavenato¹ (1999), grande nome nesse tema, resume a área como “um conjunto de políticas e práticas relacionadas as pessoas e a condução delas nas organizações”.

Fato é que a administração de Recursos Humanos tem sofrido muitas mudanças ao longo do tempo e é fortemente afetada pelas mudanças no mercado de trabalho e nas relações humanas.

Por isso, hoje queremos falar sobre o assunto e abordar a importância deste trabalho dentro de uma empresa.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura e acompanhe!

O que é administração de Recursos Humanos?

A administração de Recursos Humanos, é o conjunto de práticas e estratégias dedicadas à gestão eficaz das pessoas dentro de uma organização.

Na verdade, quando falamos sobre essa administração, precisamos explicar que não se trata apenas um departamento.

como estruturar o seu RH do zero

Mas sim, de uma aliança estratégica que conecta a visão da liderança aos esforços coletivos de uma equipe.

Ao abraçar as práticas corretas de RH, as organizações não apenas promovem um ambiente de trabalho saudável, mas também estabelecem as bases para o crescimento sustentável, a inovação e a resiliência em um mundo empresarial em constante evolução.

Ou seja, vai além de meros processos burocráticos, sendo o elo vital entre a liderança da empresa e seus colaboradores.  

Qual a principal função da administração de Recursos Humanos?

equipe trabalhando em departamento de Recursos Humanos

A área de administração de Recursos Humanos dentro de uma empresa é dividida em várias “caixinhas”. Apesar de terem funções diferentes, precisam estar integradas e se falarem regularmente.

Dentre os principais subprocessos da ARH podemos destacar:

1. Departamento pessoal

Área responsável por toda operação técnica na relação entre empregado e empregador. Precisa de profissionais que saibam administrar dados e cumprir prazos.

Envolve folha de pagamento, cálculos de horas extras, rescisões, legislação trabalhista, conhecimento em ferramentas e softwares específicos, manuseio do e-social, entre outras obrigações importantíssimas para manter a empresa dentro das normas trabalhistas, garantindo os direitos dos funcionários.

2. Benefícios

Nessa área os profissionais buscam e avaliam fornecedores. Além disso, avaliam custo-benefício de parcerias para garantir a melhor oferta em pacotes atrativos e alinhados ao orçamento da empresa.

Por essa razão, garantem que todos os colaboradores tenham a cobertura, por exemplo, em planos de saúde, recebam vale-alimentação, refeição, transporte etc.

É de suma importância uma vez que essa área contribui para a captação de novos colaboradores em função da oferta de benefícios adotada pela empresa.

3. Cargos e salários

Estudam, alinham e propõe os salários adotados pela empresa, com base em regras e leis, obedecendo a critérios estabelecidos.

Isso é feito para evitar riscos trabalhistas e garantir a competitividade, especialmente em um mercado bem aquecido.

Ajudam a criar uma estrutura de carreira baseada em níveis de hierarquia e seus respectivos ganhos.

4. Recrutamento

Essa é área responsável pela busca de candidatos que atendam as necessidades e demandas da empresa e que estejam alinhados do ponto de vista técnico e comportamental.

Dessa forma, eles alinham a vaga com os gestores, pesquisam as melhores fontes de recrutamento caso a caso, elaboram o texto das vagas e as divulgam.

Recebem as candidaturas e fazem a triagem inicial, hoje em dia com uma ajuda extra da inteligência artificial em muitos casos.

Leia também:

5. Seleção de pessoas

Nesse subprocesso os candidatos triados na fase de recrutamento passam por uma avaliação que pode variar muito de uma empresa para outra.

Contudo são aplicados testes para avaliar conhecimento técnico, dinâmicas de grupo e entrevistas individuais.

Hoje em dia as entrevistas conseguem ser bem mais assertivas com a utilização da técnica de entrevista por competências.

Nela, o RH consegue conduzir um bate-papo mais direcionado para entender as soft skills do candidato e se as mesmas podem ser realmente aderentes ao que se busca naquele momento/área.

6. Treinamento

imagem representando equipe de recursos humanos

Área essencial na administração de Recursos Humanos. É nesse campo que os profissionais podem ser capacitados e desenvolvidos nas áreas técnicas e comportamentais.

Em geral durante a avaliação de desempenho são levantados os gaps e a partir daí faz-se um estudo das necessidades de treinamento.

Do mesmo modo, cruza-se esses dados com o orçamento da área e segue a busca por fornecedores de confiança que atendam a essas necessidades plenamente e dentro do custo e prazo combinados.

Os treinamentos podem ser externos ou in company e precisam ser recorrentes e bem direcionados.

7. Desenvolvimento

É a equipe que cuida dos programas internos de desenvolvimento tais como trainee, desenvolvimento de analistas, sucessores e lideranças.

Traçam planos de carreira e maneiras de chegar aos objetivos da empresa e das pessoas que almejam crescimento profissional.

Investir em educação continuada, atualizações e novas competências garante enorme vantagem competitiva.

Outras áreas dentro da administração de Recursos Humanos que podemos citar: relações trabalhistas, saúde e segurança no trabalho, responsabilidade social, endomarketing.

Ou seja, são muitas as possibilidades de carreira dentro desse enorme universo.

E é de extrema importância que todas as áreas estejam conectadas e se ajudem na busca por um bom gerenciamento operacional e estratégico.

Outras funções mais detalhadas

Além das responsabilidades que citamos acima, existem outras funções que devem ser desempenhadas pelo profissional ou equipe de RH, que faz a administração de recursos humanos em uma empresa.

Confira abaixo quais são elas:

Gestão de desempenho

A avaliação do desempenho é uma ferramenta vital para identificar e reconhecer talentos, bem como para fornecer feedback construtivo.

A Administração de RH projeta e implementa sistemas de gestão do desempenho, estabelecendo metas claras e avaliando regularmente o progresso dos colaboradores.

Cultura organizacional e engajamento

A construção e manutenção de uma cultura organizacional positiva é outra responsabilidade fundamental do RH. Isso envolve promover valores compartilhados, ética de trabalho e um ambiente onde os colaboradores se sintam motivados e engajados.

Estratégias como eventos sociais, reconhecimento e benefícios contribuem para um senso de pertencimento e valorização.

Resolução de Conflitos

Conflitos inevitavelmente surgem em qualquer ambiente de trabalho. O RH atua como mediador, facilitando a resolução de conflitos de maneira justa e equitativa.

Além disso, o bem-estar dos funcionários é uma prioridade, pois colaboradores saudáveis contribuem significativamente para um ambiente de trabalho produtivo.

Aprenda a ter mais agilidade em seus processos com nosso curso gratuito RH Ágil. Comece agora mesmo!

A nova administração de Recursos Humanos

Ao longo do tempo a área de administração de Recursos Humanos começou a ganhar força e foi se tornando mais conhecida como a área de gestão de pessoas, ou gestão de talentos.

De fato, a mudança da nomenclatura traz consigo a imagem de uma conexão maior entre pessoa e empresa, ou seja, uma busca por engajamento e pertencimento, aliados a resultados.

Com o advento do mundo VUCA (Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo), da quarta revolução industrial, da pandemia mundial, do surgimento de novos modelos e formatos de trabalho, da inovação tecnológica constante.

Da automatização de tarefas, da inteligência artificial e da valorização de competências comportamentais além das técnicas, administrar os Recursos Humanos se tornou cada vez mais uma tarefa estratégica e que, necessariamente, precisa estar alinhada aos objetivos da alta administração da empresa.

Nesse novo cenário as atribuições já importantes da ARH ganharam ainda mais potência. A preocupação está em várias nuances das relações humanas, tais como: trabalhar a comunicação interna como forma de melhorar a interação e diminuir os conflitos desnecessários, buscar formas de aumentar o senso de pertencimento com a cultura da empresa.

O que fazer para ajudar a equipe?

Sem dúvida, promover um ambiente de trabalho saudável e psicologicamente seguro, desenvolver pessoas para que se tornem equipes de alta performance, proporcionar treinamento contínuo e de qualidade, garantir um ambiente em que a diversidade, equidade e inclusão façam parte da prática da empresa.

Assim como, elaborar estratégias para captar e reter talentos, conduzir avaliação de desempenho garantindo que todos tenham acesso a feedback e direcionamento de carreira.

Preparar líderes que possam ser ao mesmo tempo humanos e eficazes e que se tornem inspiração para suas equipes, entender e participar ativamente da elaboração de indicadores da área e trabalhar aspectos vindo de pesquisas de clima e de solicitações da alta gestão da empresa.

Ser parceiro estratégico dos executivos, sabendo conduzir assuntos relacionados a sua área de atuação com argumentos sólidos e dados bem coerentes.

Onde uma pessoa formada em Recursos Humanos pode trabalhar?

Como já mostramos ao longo do texto, a atuação do RH de uma empresa é encontrada nos mais variados setores de uma empresa. Da mesma forma, muitas empresas, independente de quais ramos elas pertencem, tem a necessidade de uma equipe de RH bastante eficiente, o que exige profissionais qualificados. 

Confira a seguir as áreas de atuação de um profissional da área de Recursos Humanos:

Gerente de Recursos Humanos

O profissional é responsável por gerenciar a área de recursos humanos. O gerente de recursos humanos é responsável ainda por planejar e desenvolver as estratégias de todas as partes relacionadas à lida com os funcionários, o que inclui até mesmo as relações sindicais e trabalhistas de acordo com as normas da empresa. 

O salário médio de um gerente de recursos humanos é de R$ 7283,53. 

Assistente de recursos humanos

Como o próprio nome sugere, o assistente de recursos humanos auxilia na execução de todos os processos relacionados ao RH de uma empresa. É ele que põe a mão na massa, na hora de executar as estratégias desenvolvidas pela gerência do RH. 

O assistente de recursos humanos também é conhecido como assistente de departamento pessoal, assistente de RH e assistente de recrutamento e seleção. O salário médio desse profissional é de R$ 1928,21. 

Business partner

O business partner trabalha lado a lado com o pessoal da diretoria e é responsável pela administração de pessoas que trabalham na empresa. 

A atuação do business partner abrange tanto áreas comerciais quanto administrativas no mercado de trabalho e possui grande relevância no setor financeiro . O business partner consegue detalhar os dados em números e registrar as métricas de uma forma legível para a sua equipe. 

Esse profissional, que também é responsável pela resolução de conflitos, possui grande relevância dentro do RH de uma empresa. Salário em torno de R$ 4602,23. 

Tech recruiter

Profissional relativamente nova entre o setor de RH, o tech recruiter é ligado à área de tecnologia da informação e é responsável por contratar profissionais dessa área de acordo com as demandas da empresa. 

O tech recruiter se torna uma espécie de mediador entre o setor de recursos humanos e os profissionais da área de TI, digamos, alguém que entende os dois lados da moeda. O salário deste profissional gira próximo de R$ 5415,00. 

Conclusão sobre a importância da administração de Recursos Humanos

imagem que representa Recursos Humanos

De fato, uma administração de Recursos Humanos (ARH) realmente estratégica agrega um valor inestimável a empresa.

Contribuindo, assim, para o alto desempenho através de boas práticas: empoderando a marca empregadora, captando talentos alinhados aos valores da empresa, elaborando ações que visem redução de turn over e se antecipando a esse fator com estabelecimento de planos de sucessão bem estruturados.

Usando a tecnologia a seu favor para agilizar processos, trabalhando em todas as suas responsabilidades buscando atender aos objetivos finais da empresa ao mesmo tempo em que garante um ambiente de trabalho agregador, desafiador, saudável, dinâmico, diverso, inclusivo, flexível e respeitoso.

Percebendo as pessoas como o maior ativo de uma organização, a área de administração de Recursos Humanos precisa se posicionar de forma cada vez mais protagonista e essencial para o sucesso continuado das empresas no mercado.

Gostou do nosso texto sobre administração de RH?

Continue acessando o nosso blog para ler outros artigos como esse!

desenvolvimento e treinamento de pessoas
CHRO Responsável pelos times de People, Analytics Performance, Facilities, Culture; Talent Acquisition; Compensation; Employer Branding, L&D e Engagement Mestre em Administração com ênfase em Marketing, Professora Universitária Pós-graduada em Gestão de Pessoas e Pós-graduada em Orientação de Carreiras Coach e Mentoring
Assine a nossa Newsletter