Artigos

Administrando Lucrativamente As Perspectivas 2003.

Perspectivas são análises preditivas, (não divinatórias) extremamente úteis se lembrarmos que:

·são tendências – podem, ou não, se confirmar.
·são dinâmicas – novas variáveis surgem a todo momento.
·quando se confirmam não são necessariamente como o previsto.

Melhor que prever o futuro é estar preparado para assimilá-lo e adaptar-se rapidamente. O Sucesso depende da capacidade de assumir riscos. Assumir riscos é diferente de correr riscos. Assumimos riscos quando diante das incertezas adotamos uma postura empreendedora. Corremos riscos quando baseados em informações insuficientes, tomamos decisões precipitadas, pondo em risco a saúde do negócio. Vencem no mercado os profissionais que assumem riscos, não os que correm riscos!

Os focos principais em 2003 até o momento são:

– Governabilidade e sustentabilidade dos projetos “Lula”
– Risco Brasil
– Taxa de câmbio
– Taxa de Juros
– Efeito Iraque

Mantendo-se o clima de confiança e esperança (ainda que mais realista) e o otimismo/credibilidade nas intenções governamentais, o comportamento do consumidor, tende a ser positivo para os negócios.A taxa de câmbio tende a cair no médio prazo, principalmente se o efeito Iraque for de curta duração devido à renúncia do conflito ou a um rápido término das ações militares. Já se houver um novo Vietnã…

A instabilidade nas relações internacionais afeta diretamente a opinião pública e o comportamento do consumidor. Pessoas temendo que o conflito assuma proporções mundiais tendem a aumentar o consumo de produtos essenciais (especialmente alimentícios) que costumam ser estocados em períodos de insegurança e diminuir o consumo de bens duráveis (os “ditos” supérfluos).

Caso depois de uma estocagem os motivos da ansiedade venham a diminuir, poderá ocorrer uma repressão de demanda (principalmente, da classe média) nos meses subseqüentes para gêneros essenciais (os que ela estocou). Com a diminuição da insegurança a tendência é uma retomada mais forte dos gastos em gêneros não-essenciais em função da demanda reprimida do momento anterior. O mecanismo é simples: Em cenários de serenidade e expectativas favoráveis o consumidor tende a gastar mais. Em cenários de instabilidade e incerteza o consumidor tende a focar seus gastos nos produtos essenciais e a poupar preventivamente.

Nossas oportunidades são construídas pelas decisões que estamos tomando agora e pela capacidade de responder rapidamente às necessidades de ajustes. Os profissionais administradores do Setor Distribuidor e Atacadista para agir lucrativamente frente às expectativas 2003 devem:

1.Estabelecer internamente, com clientes e parceiros, um comportamento otimista e confiante, altamente benéfico à atmosfera de negócios.

2.Prever cenários alternativos e desenvolver antecipadamente ações considerando sempre a melhor e pior hipótese para cada um e antecipando (administração preditiva) decisões estratégicas.

3.Estabelecer prioridades de investimentos com critérios claros sobre o que deve ser feito a curto, médio e longo prazos.

Empresas vitoriosas não se paralisam. Agem estrategicamente diante das dificuldades, possibilidades e oportunidades que o mercado oferece em todas as fases do ciclo econômico.

Eu a Revista Distribuição vibramos com o seu empreendedorismo e suas conquistas!

Carlos Hilsdorf
marketing@carloshilsdorf.com.br
Autor e consultor de empresas, profundo pesquisador do comportamento humano.

Por:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of