logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Treinamento e Desenvolvimento > Analista de treinamento e desenvolvimento: tudo o que você precisa saber

Sumário

Analista de treinamento e desenvolvimento: tudo o que você precisa saber

Explore o papel do analista de treinamento e desenvolvimento e seu impacto no crescimento e sucesso tanto dos colaboradores quanto da empresa.

Para economizar nos custos de contratação e valorizar seus próprios funcionários, é importante ter alguém responsável por desenvolver os colaboradores para melhorá-los junto a empresa. Para este propósito, o analista de treinamento e desenvolvimento é o profissional mais indicado.

Dentro do RH, é este profissional quem desempenha funções relacionadas à capacitação de colaboradores. Até por isso, acompanhar resultados e conhecer as competências técnicas e comportamentais do time também está no pacote de atribuições do analista de treinamento e desenvolvimento.

evento voltado para profissionais de RH e DP

Para conferir o que faz um analista de treinamento e desenvolvimento, quanto ganha, o perfil e a importância deste profissional, siga com a leitura. 

O que faz o analista de treinamento e desenvolvimento?

Identificar os pontos fortes e fracos de cada colaborador, levantar quais competências são essenciais para o trabalho e desenvolvê-las nos funcionários são algumas das tarefas primordiais no cotidiano de um analista de treinamento e desenvolvimento. Participa também do levantamento de necessidades de treinamento  (LNT) junto as áreas evolutivas.

Confira as principais responsabilidades deste profissional nas organizações.

1. Mapear competências do trabalho e dos colaboradores

Antes de desenvolver qualquer atividade, é essencial que o analista de treinamento e desenvolvimento tenha uma noção clara da relação entre as competências que o trabalho demanda e o que os colaboradores sabem fazer.

Por isso, neste ponto é essencial que haja um diálogo aberto com todos os colaboradores para entender o perfil e atribuições de cada um. É neste momento que será possível observar possibilidades de desenvolver capacidades técnicas e comportamentais dos colaboradores.

2. Planejar capacitações

Após conhecer as dores e particularidades de cada colaborador, é hora de colocar a mão na massa e começar o desenvolvimento. Para isso, organizar os treinamentos, integrações e capacitações é algo fundamental.

Onde será a capacitação? Há espaço para acomodar todos os colaboradores participantes, em caso de evento presencial? Quem irá fazer a apresentação? Qual será o equipamento necessário para o treinamento? Toda essa organização é responsabilidade do analista de treinamento e desenvolvimento.

Deseja desenvolver um programa de T&D estratégico que impacte os resultados da sua empresa? Então o curso Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas da Escola de Pessoas é para você!

3. Oferecer feedbacks

Outra parte fundamental de se desenvolver qualquer competência, seja ela uma hard skill ou soft skill, é receber feedbacks. Assim é chamado o retorno enviado após a realização de determinada tarefa ou processo seletivo, explicitando o que está certo, o que está errado e o que pode ser aprimorado.

Esse parecer é primordial para que os colaboradores tenham referência daquilo que eles precisam melhorar. Vale lembrar que nem todos os feedbacks precisam ser críticos! Apontar e gratificar seus funcionários após boas ações também é um aspecto positivo a se trabalhar em uma organização.

4. Indicar ou criar cursos de capacitação

Sabe aquela plataforma necessária no seu trabalho que todo mundo tem dúvidas de como usar? O profissional mais adequado para organizar e criar cursos de utilização é o analista de desenvolvimento!

Você pode criar um pequeno curso que vai ser usado pelos colaboradores para aprenderem determinada competência necessária no seu trabalho. Há também a possibilidade de oferecer cursos em parceria com plataformas especializadas, tais quais Escola de Pessoas da Sólides, Alura, Udemy, Rock Content e mais.

5. Acompanhar resultados

Após os treinamentos, é importante dedicar algum tempo para acompanhar os Planos de Desenvolvimento Individual (PDIs) e interpretar os resultados. Esse esforço te ajuda a identificar quais melhorias o processo de treinamento terá para as próximas etapas e quais foram as ações mais assertivas.

Um formulário simples também pode ser enviado aos colaboradores, o que pode ajudar a alinhar o processo às expectativas de todos.

Leia também:

Qual a importância do analista de treinamento e desenvolvimento?

Analista de Treinamento e Desenvolvimento feliz na organização

O mercado está cada vez mais acirrado e as empresas estão disputando os melhores profissionais todos os dias. Neste contexto, vale muito mais desenvolver os colaboradores que você já tem, fazendo-os alcançar seu potencial, ao invés de procurar novos profissionais para contratação.

Por isso, o analista de treinamento e desenvolvimento possui papel fundamental até mesmo na elaboração de um plano de carreira para a empresa. Ao enxergarem oportunidades de crescer na sua organização, os colaboradores irão sempre buscar se aprimorar para atingirem novos patamares e, assim, crescer na empresa.

Fora que desenvolvendo seus colaboradores e recompensando eles apropriadamente — seja com melhorias no salário ou nos benefícios corporativos — você também reduz consideravelmente os índices de turnover, um dos maiores vilões do RH da nossa era.

Confira agora o perfil do profissional analista de treinamento e desenvolvimento.  

Perfil do analista de treinamento e desenvolvimento

Em linhas gerais, há algumas competências que são quase básicas para os profissionais que exercem a função de analista de treinamento e desenvolvimento.

Dentre as soft skills necessárias para este profissional, destacam-se:

  • Boa comunicação;
  • Olhar estratégico;
  • Organização;
  • Raciocínio lógico e visão sistêmica.

Já as competências técnicas exigidas do analista de treinamento e desenvolvimento são:

  • Pacote office;
  • Conhecimentos em análise comportamental;
  • Conhecimentos em recrutamento e seleção;
  • Noções de DHO (Desenvolvimento Humano e Organizacional).

Salário e formação do analista de treinamento e desenvolvimento

Como nas outras subáreas do setor de Recursos Humanos, a grande maioria dos profissionais analistas de treinamento e desenvolvimento possuem Graduação em Psicologia, Administração de Recursos Humanos ou Administração de Empresas.

Segundo o portal Vagas, a remuneração mensal média deste profissional gira em torno de R $3.511, podendo chegar até R$4.980 dependendo do tempo de empresa e do grau de experiência do colaborador. Vale lembrar que a maioria dos que atuam neste cargo tiveram experiências anteriores como analistas de RH.

E então, conseguiu compreender a importância e as atividades do analista de treinamento e desenvolvimento nas organizações? Então não deixe de compartilhar o conteúdo com quem mais possa se interessar.

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Camila Rocha, é uma profissional experiente em publicidade. Com formação pela Fumec, ela coordena atualmente a BU de Educação na Sólides Tecnologia, onde trabalha há 6 anos. Sua expertise em liderança e estratégias de educação corporativa tem sido fundamental para impulsionar o crescimento e o desenvolvimento dos colaboradores.
Assine a nossa Newsletter