Artigos

A arte de lidar com funcionários difíceis

lidertax

Existem todos os tipos de funcionários, e para cada tipo deve-se tratar de uma maneira específica para que ele possa manifestar o total rendimento na empresa. Mas isso não é uma questão fácil, afinal lidar com o ser humano não é simples.

Quais seriam as melhores maneiras de lidar com cada funcionário? São vários os tipos, mas vamos enumerar somente alguns, suas características e qual a melhor maneira de lidar com cada:

Nova call to action

O funcionário “rolo compressor”

Este funcionário, competitivo por natureza, não aceita sair perdendo. Sua autoconfiança faz com que ele tente com todas as forças vencer as questões impostas no escritório. Seja uma ideia, uma resposta certa dada ao chefe, não importa, ele quer ser o melhor em tudo. Este tipo passa por cima de tudo e de todos para vencer. A saída é fazer com que ele interaja em grupo, focando na equipe, mostrando a ele que o que importa é o time como um todo, e não cada indivíduo.

O funcionário inseguro

Este tipo tem medo de errar, portanto revisa muitas vezes os projetos que estão sob sua supervisão. Quando consegue entregar algo e ela está errada, ele tenta fugir da culpa, colocando-a em outra pessoa. Para lidar com ele deve-se estabelecer prazos e mostrá-lo que tem capacidade de realizar seus trabalhos.

O funcionário chorão

Ele reclama de tudo, da vida, das coisas que não dão certo, da empresa e de suas funções. Nada para ele está de acordo. Para lidar com este tipo de funcionário é necessária uma postura diferente. Conversar, levar o problema a alguma pessoa especializada, ou até ao psicólogo da empresa.

O funcionário “James Dean”

Questionar é a palavra de ordem para ele. É um rebelde “geração década de 70”, e usa isso para tentar modificar questões da empresa, mesmo não sabendo por que quer mudar. Funcionários assim precisam de motivos concretos para questionar. Mude-o de setor, coloque em contato com os clientes, com a burocracia em torno dos processos voltados aos clientes.

O funcionário estourado

Grita com as pessoas, grita ao telefone, estoura quando as coisas não estão da maneira dele. Cria um clima de difícil convivência na empresa. Para lidar com este tipo é necessário que o chefe se faça ouvir. Mostre a ele que ele está sendo pouco profissional.

O funcionário preguiçoso

Este tipo deixa tudo para depois. Aceita projetos dizendo-se capaz de resolvê-los, mas nunca termina nada. Para lidar com ele deve-se fixar prazos e cobra-lo pessoalmente, mostrando que as ações têm consequências.

O funcionário do “curtir”

Internet é uma ferramenta excelente, mas, se usada em excesso, pode ser considerada até vício. Com tantos sites de relacionamento, às vezes é difícil focar no trabalho. Para manter o funcionário fora dos sites, focado no trabalho, é necessário atribuir metas semanais, para que ele tenha pouco espaço de tempo.

O funcionário assustado

Em épocas de calmaria, este funcionário realiza seu trabalho perfeitamente, mas quando há uma crise… É ligado o alarme do pânico. Ele se descontrola, perde o foco, não consegue realizar as tarefas mais simples. Para este funcionário é necessário mudar o modo de comunicar as surpresas, realizando tais notícias de maneira mais regular, até que ele acostume com a situação.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of