logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Gestão de Pessoas > Assédio moral no trabalho: o que é e como identificar? 

Sumário

Assédio moral no trabalho: o que é e como identificar? 

Assédio moral é uma conduta abusiva que pode se manifestar por meio de palavras, comportamentos e gestos, sendo caracterizada por ser repetitiva e prejudicial à dignidade humana do trabalhador.

Nós temos uma pergunta para você: sabia que diversas condutas podem ser consideradas como assédio moral no trabalho? Identificá-las e entender como isso acontece é muito importante para tornar o ambiente profissional mais saudável e seguro para todos os colaboradores. 

Para entender melhor sobre este tipo de conduta criminosa, respondemos os seguintes tópicos: 

  • O que é assédio moral no trabalho?
  • O que caracteriza assédio moral no trabalho?
  • Quais são os efeitos do assédio moral na vida da vítima?
  • Como denunciar assédio moral no trabalho?
  • Aprenda a combater o assédio moral na empresa.

É fundamental se posicionar em casos de assédio moral na empresa. Por isso, fique com a gente até o final deste artigo para entender tudo sobre o assunto!

O que é assédio moral no trabalho?

O assédio moral no ambiente de trabalho é mais comum do que muitas pessoas imaginam, visto que, na maioria das vezes, é uma atitude mascarada pelo criminoso. Sendo assim, olhada de fora, seja por colegas ou qualquer outra pessoa, pode parecer uma atitude normal, sendo que, na verdade, é uma conduta que pode trazer problemas à saúde mental e emocional do colaborador. 

Mas, afinal, o que é assédio moral? É uma conduta que pode acontecer em diversos ambientes, principalmente no meio corporativo, com líderes e/ou colegas de trabalho, por meio de ações ou situações que envolvem humilhação e constrangimento. 

“Ah, mas qualquer brincadeira é assédio moral?”, a resposta é simples: dependente! Para ser assédio moral, a exposição precisa ser repetitiva e prolongada, ou seja, é quando acontece mais de uma vez ao longo do dia e da semana.

Além disso, é uma prática cuja finalidade é desestabilizar emocionalmente o outro, trazendo danos à saúde, tanto física quanto mental, à integridade e à dignidade.

curso para reter colaboradores

Conforme dados da pesquisa Estudo 2023 – Canal de Denúncias da IAUDIT Tecnologias, divulgados no portal da Exame, os casos de assédio moral e outros comportamentos abusivos foram relatados por 41,64% das pessoas entrevistadas. Entre os cargos das pessoas denunciadas, é possível encontrar líderes, fiscais e encarregados (37,61%), supervisores e coordenadores (32,90%) e, por último, administradores, chefes, executivos e gerentes (16,84%).

Além disso, o assédio moral está atrelado às questões físicas, psíquicas e/ou personalidade. Por isso, se já aconteceu algum tipo de importunação ligado aos aspectos mencionados na sua empresa, saiba que é um tipo de abuso.  

O que caracteriza assédio moral no trabalho?

Geralmente, atitudes, com o teor de humilhação, ligadas às tarefas feitas podem ser consideradas abusivas e, consequentemente, assédio, podendo ser cometida por meio de qualquer colaborador, independente do cargo ou senioridade. 

Sendo assim, o assédio moral no ambiente de trabalho pode acontecer em três situações: pessoas de diferentes posições hierárquicas, quando não possui qualquer tipo de relação dentro da empresa (times ou projetos diferentes) ou em ambos os casos. 

A seguir, nós selecionamos alguns exemplos de assédio moral no trabalho para te ajudar a identificar quando acontecer na sua empresa

  • Desconfiança desmedida nos projetos;
  • Pouco espaço para opinar ou trazer sugestões;
  • Divulgação de informações sobre a vida pessoal;
  • Críticas constantes em todas as entregas realizadas;
  • Boatos ofensivos atrelados aos aspectos físicos e psicológicos;
  • Sobrecarrega de trabalho em comparação aos demais colaboradores;
  • Pouco trabalho ou demandas fáceis, gerando a sensação de incompetência;
  • Entre outras situações!

Além dessas situações, muitas outras podem acontecer no dia a dia da pessoa que sofre de assédio moral. Por isso, é importante ter atenção ao comportamento recebido de outras pessoas e, a partir do momento que uma simples “brincadeira” afeta a dignidade humana do colaborador, saiba que ela já se enquadra neste tipo de abuso. 

Quais são os efeitos do assédio moral na vida da vítima?

Quais condutas podem ser identificadas como assédio moral no trabalho

Para o agressor, as suas atitudes podem parecer inofensivas, sendo que, além de ser uma conduta criminosa, pode desencadear diversos problemas psicológicos à vítima. No que diz respeito ao rendimento laboral, a pessoa perde a vontade e o sentido de fazer aquilo que faz no trabalho, resultando em afastamento médico ou pedido de demissão

Em alguns casos, quando o afastamento do profissional não acontece, é possível perceber uma queda significativa da produtividade no trabalho, prejudicando as suas entregas e, consequentemente, os resultados.  Além disso, os erros começam a aparecer com mais frequência, pois não consegue se concentrar nas tarefas.

Já em relação à saúde mental e emocional, o assédio moral deixa a pessoa debilitada psicologicamente, trazendo à tona os sintomas de estresse, ansiedade e/ou depressão.  

Consequentemente, são desenvolvidas doenças psicossomáticas, ou seja, problemas físicos devido à debilitação emocional, como, por exemplo, intestino irritável, enxaqueca, dermatite atópica, dores nos músculos e nas articulações, gastrite, impotência sexual, entre outros. 

Outro sintoma presente é a Síndrome do Pânico, gerando a sensação de medo e mal-estar, principalmente na presença do agressor. No entanto, considerando o ambiente onde a agressão aconteceu, a vítima pode entrar em desespero só por estar naquele espaço, despertando sintomas, como falta de ar, pressão no peito, tontura, suor frio e/ou tremores. 

Além de todos esses sintomas, é possível perceber diminuição na autoconfiança, na autoestima e, consequentemente, na vontade de viver, adoecendo aos poucos. Dependendo da gravidade dos sintomas, pode levar à morte. 

Leia também:

Como denunciar assédio moral no trabalho?

Denunciar o assédio moral pode ser difícil, mas é necessário. Por isso, antes de conversar com alguém responsável, lembre-se de documentar todas as ocorrências, detalhando todos os abusos sofridos, como datas, horários, se teve alguém que presenciou e descreva todo o ocorrido. 

Em seguida, procure uma rede de apoio, como colegas de trabalho, e compartilhe tudo o que aconteceu. Afinal, quanto mais pessoas souberem do ocorrido, melhor para testemunharem a seu favor. Depois, busque por um advogado especializado em questões trabalhistas. 

Por fim, converse com setor de Recursos Humanos (RH) da sua empresa. Portanto, o seu contato direto nunca será com a pessoa agressora, pelo contrário, será por meio daqueles que cuidam diretamente dos colaboradores. 

Um ponto importante: outro canal de comunicação eficaz é o próprio sindicado, combinado? Não hesite em buscar ajuda em casos de assédio moral.  

Aprenda a combater o assédio moral na empresa

Algumas ações práticas podem ajudar a combater o assédio moral na empresa, sabia? Para te ajudar, nós selecionamos algumas estratégias para você implementar na gestão do seu negócio e, é claro, das pessoas que compõem a sua equipe, visando a saúde e o bem-estar em todos os momentos. 

  1. Desenvolva uma cultura de respeito;
  2. Ofereça treinamento para as lideranças;
  3. Reformule as políticas da empresa sobre assédio;
  4. Esteja atento às mudanças de comportamento do time;
  5. Promova canais de comunicação para os colaboradores;
  6. Alinhe as leis trabalhistas e regulamentações sobre o assunto;
  7. Ofereça suporte às vítimas de assédio, como terapia e aconselhamento;
  8. Realize feedbacks recorrentes para ouvir o que os colaboradores têm a dizer;
  9. Realize uma pesquisa de clima organizacional para mapear os aspectos tóxicos.

Além dessas iniciativas, muitas outras podem ser aplicadas na sua organização. Por isso, na dúvida de como fazer, procure o sindicato ou uma consultoria especializada em questões de assédio. 

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Analista de conteúdo da Totalpass.
Assine a nossa Newsletter