Artigos

Pesquisa da Russel Reynolds mostra desafios do setor financeiro para atrair e desenvolver nova geração de líderes

líderes

Estudo Lideranças Disruptivas identifica que inovação e inclusão são as principais competências dos novos líderes, destacando a agilidade como mais forte aptidão no mercado brasileiro.

A Russell Reynolds Associates, líder global em consultoria e busca de executivos, divulga os resultados do estudo Lideranças Disruptivas apontando desafios para o setor financeiro na formação da nova geração de líderes. A pesquisa identificou que as novas lideranças, que estão sendo definidas pela capacidade de responder rapidamente a múltiplas tarefas, são inclusivas e inovadoras.

Nova call to action

O mesmo diagnóstico no Brasil apresentou outras características complementares como agilidade, pragmatismo e estímulo para um diálogo aberto. Segundo o levantamento, 85% dos líderes inovadores demonstram uma grande capacidade para também se tornarem líderes inclusivos e os executivos com essas características são de setores que apresentaram maior resultado financeiro. Os profissionais do setor financeiro, contudo, apresentaram-se menos disruptivos.

“As lideranças do setor financeiro são menos disruptivas que os líderes de indústrias de Tecnologia, de Saúde ou Serviços Profissionais, por exemplo, mas os indicadores mostram que bancos e organizações financeiras estão se destacando entre os mercados que começaram a acelerar a busca por profissionais com essas competências, comparado a esses outros setores”, analisa Fernando Machado, consultor da Russell Reynolds Associates. “Podemos dizer que os bancos começaram a identificar que existe um gargalo de inovação, então já vemos que as lideranças estão começando a buscar executivos que estejam alinhados com essas capacidades para trazer melhores resultados”, diz Machado.

O estudo da Russell Reynolds aponta que o caminho para o setor vencer esse desafio é atrair, desenvolver e promover profissionais que possuem competências de inovação e de inclusão de novas ideias e pontos de vistas. Esses profissionais devem estar dispostos a inovar, correndo riscos e quebrando paradigmas. Entre as soluções destacadas pelo levantamento que avaliou as competências técnicas de mais de 6 mil executivos C-level, incluindo profissionais do Brasil, estão a mudança na forma de analisar e desenvolver talentos, explorando comportamentos e competências que impactam resultados, adoção de métodos mais criativos para identificar pessoas que já estão dentro da organização e podem tornar-se lideranças inovadoras e inclusivas. Além de ampliar o olhar para outras indústrias, buscando profissionais que podem ser uma fonte fértil de inovação e de liderança inclusiva no setor financeiro.

Sobre a Russell Reynolds Associates

A Russell Reynolds é líder global em consultoria e busca de executivos. Com atuação junto a organizações públicas, privadas e sem fins lucrativos em mais de 26 países, a consultoria atua em todos os setores da economia. A empresa apoia os clientes a construir equipes de líderes transformacionais que podem enfrentar os desafios de hoje e antecipar as tendências digitais, econômicas e políticas que estão remodelando o ambiente de negócios global. Desde ajudar os conselhos administrativos com sua estrutura, cultura e eficácia até identificar, avaliar e definir a melhor liderança para as organizações, a empresa traz 52 anos de experiência para apoiar os clientes na solução de seus problemas de liderança mais complexos. A organização existe para melhorar a forma como o mundo é liderado.