Artigos

Bullying Nas Empresas

O BULLYING NAS EMPRESAS

Passamos mais tempo no trabalho do que com nossos familiares e amigos. A empresa de fato, se torna nosso segundo lar e com isso os colegas do dia a dia, membros dessa família.
Brincadeiras, zuações fazem parte do dia a dia e até é saudável, ajuda o aliviar o stress do trabalho. No entanto, os gestores precisam estar atentos a esses comportamentos, porque aquilo que para uns pode parecer apenas brincadeiras sem malícia, para outros pode se tornar um martírio sem fim, comprometendo não só a empresa e os relacionamentos internos, mas também sua vida pessoal.
Bullying é o ato de usar poder e/ou alguma espécie de força para, sistematicamente, intimidar, humilhar ou ridicularizar alguém.
É claro que não são todas as brincadeiras que são caracterizadas como bullying, mas sim quando isso se torna algo corriqueiro e direcionado somente a uma única pessoa, quando as brincadeiras começam a incomodar e os comportamentos dessas “vítimas” começam a mudar: de alegres à tristes, de extrovertidas à introvertidas, de comunicativas à quietas demais. Líderes e diretores, que são ou deveriam ser gestores de pessoas precisam estar atentos aos comportamentos das pessoas dentro da empresa, porque isso acarreta sérios problemas tanto para essas pessoas com o desenvolvimento de doenças psicossomáticas quanto para as empresas com desempenho abaixo da média, conflitos entre as pessoas ou até mesmo problemas judiciais.
Manter o ambiente de trabalho agradável, com respeito e civilização é obrigação de qualquer gestão que esteja preocupada não só em fechar contratos, mas também com a produtividade que conseqüentemente gera lucros a empresa.

Adriana Oliveira administradora especializada em Gestão de Pessoas e apaixonada por RH

Por:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of