Artigos

Carreira: Como Aumentar Sua Empregabilidade

A globalização tornou a economia mais competitiva e aumentou o ritmo das mudanças, afetando significativamente o mundo do trabalho, que passou a exigir do profissional contemporâneo maior flexibilidade para se adaptar às novas realidades e oportunidades do mercado em constante transformação.
Diante desse quadro, nem sempre a formação obtida no curso de graduação (ou técnico) corresponde à ocupação exercida pelo profissional, dependendo das condições momentâneas do mercado tão dinâmico. Há alguns anos, por exemplo, quem se formava em engenharia não garantia um bom emprego ou colocação. Por isso, muitos engenheiros começaram a buscar especializações em outras áreas para ampliar as possibilidades de atuação em outros áreas.
Como manter a empregabilidade diante deste cenário? Para responder esta pergunta, é preciso antes entender a diferença entre emprego e empregabilidade. Robert Wong, conhecido headhunter, afirma que emprego é obtida de forma reativa, ou seja, uma oportunidade (anúncio, amigo, indicação, etc) é apresentada ao candidato, provocando uma reação que raramente condiz com as suas habilidades, perfil e vocação. Empregabilidade é quando o indivíduo proativamente oferece ao mercado o que tem de melhor. Para isto, ele investe no aperfeiçoamento das habilidades, competências e qualidades, aumentando suas condições de competitividade na hora de escolher um emprego.
Para manter (e aumentar) a empregabilidade e apresentar-se da melhor forma possível é imprescindível investir em você mesmo. A participação em cursos complementares e atividades extracurriculares depois da graduação é necessário para obter vantagem em relação aos demais candidatos.
Em um mundo tão competitivo, além do conhecimento técnico, um investimento fundamental para o sucesso profissional é o autoconhecimento. A pessoa que tem o pleno conhecimento de si mesmo, sabe quais são seus pontos fortes, as vantagens competitivas na disputa de oportunidades, os pontos fracos que podem representar uma desvantagem em relação a outros candidatos, aumentando as chances de conquistar as melhores oportunidades e progredir na vida profissional. Inclusive, há estudos que revelam que os profissionais de sucesso, em vez de buscarem a eliminação de seus pontos fracos, investem suas energias para aprimorar aquilo que fazem melhor, deixando seus pontos fracos (aqueles que não comprometem seu desempenho, claro) em segundo plano, para tornarem-se cada vez mais competentes, produtivos e competitivos. O autoconhecimento, enfim, faz toda a diferença pois gera na pessoa mais confiança na hora de disputar uma vaga e executar suas tarefas.
O Coaching é uma metodologia eficaz para o autoconhecimento. Através de um processo de investigação e reflexão, o cliente obtém mais consciência de si mesmo, aumentado a sua confiança, o desempenho e alcançando resultados positivos na sua vida pessoal e profissional.
Aumente sua competitividade no mercado de trabalho fazendo algumas reflexões: Quais meus pontos fortes? Quais meus pontos fracos? Quais são os meus valores? Quais são os meus objetivos profissionais? O que eu gosto de fazer? O que eu não gosto de fazer?

HAMILTON T. MITSUMUNE – Master Coach
(11) 3476-5298 – contato@co-criacao.net

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of