Artigos

Choque entre Gerações na Liderança

Segundo Goleman (2007), com a prática, gestores podem ainda adaptar esses comportamentos para produzir resultados poderosos, transformadores. Consiste em que para liderar é preciso conduzir com base em pontos fortes e não ficar restrito a títulos ou cargos. Qualquer pessoa da equipe pode ser um líder: alguém que possui algum talento em particular, que pensa além do senso comum, que é inovador ou experiente em um dado aspecto do negócio.

Com o intuito de impulsionar resultados, além do estímulo ao grupo de líderes a ter o papel de multiplicador de Recursos Humanos e diante das exigências de mercado, participar da formação quase que instantânea na formação de líderes de alta performance, verifica-se que há um certo desalinhamento entre as expectativa dos líderes e do profissional de Recursos Humanos, partindo do pressuposto de que possuem por vezes diferente objetivos. Dessa forma o líder com enfoque em resultados e o setor de Recursos Humanos com enfoque no desenvolvimento de pessoas.

As características das gerações são peculiares aos contextos e cenários que cada uma delas experimentou. Assim, a importância da atuação do profissional de RH em suas ações e como ele deve conduzir os projetos de gestão de pessoas, observando a diversidade das idades dos profissionais no exercício da liderança e suas relações com subordinados e pares. De acordo com os seus aspectos comportamentais, ao utilizar como ferramenta de alta performance, as características relevantes dos líderes de cada geração, este fato deve ser considerado para a eficácia das ações de Recursos Humanos e desenvolvimento de pessoas.

Ao longo da apuração dos resultados da pesquisa, como fator positivo pode se indicar a agilidade do retorno das respostas do questionário, além da grande adesão de profissionais do segmento gráfico, em especial profissionais em postos de liderança.

Tanto os profissionais de RH quanto os profissionais de outras áreas, na maioria, acreditam nas premissas da pesquisa, comprova significativamente que a problemática levantada é coerente, ao afirmar que o comportamento das gerações influencia diretamente nos modelos de gestão, existe a preocupação entre as diferentes gerações, com o relacionamento entre elas, uma vez que esse tipo de “choque” aparece como latente. Além dos conflitos nas relações entre líderes e liderados de diferentes gerações, bem como entre os seus pares.

Para que a organização não perca o foco para atingir objetivos, principalmente em situações adversas ou desconhecidas, é essencial que existam objetivos claros, que requeirem iniciativa, mas com liberdade de ação, e ainda aumentar o comprometimento e concentração de forças de todos os níveis de liderança. Ser flexível e ao mesmo tempo manter a equipe segura, bem como o entendimento de seu próprio estilo de liderança, os pontos fortes e fracos de seus liderados para assim maximizar os resultados das equipes.


Leia mais em: http://www.webartigos.com/artigos/o-choque-das-geracoes-e-os-estilos-de-gestao-na-lideranca-de-equipes/108789/#ixzz3lM6lIdLr

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of