Artigos

Coaching, Counselling, Mentoring E Holomentoring


Novas metodologias e tecnologias (re)surgem
continuamente e passam a ser utilizadas segundo as necessidades das pessoas e
das organizações. Estas metodologias de Coaching e Mentoring não são tão
novas assim, já são bastante conhecidas no Continente Europeu ou na América
do Norte – leia-se Estados Unidos e Canadá – e estão sendo disseminadas com
muito vigor no Brasil a partir dos dois últimos anos (no fundo são
metodologias educativas usadas desde a antiguidade, reelaboradas de tempos em
tempos sob novos rótulos). Nada indica que sejam modismos temporários, e
certamente estão vindo para se inserir por muito tempo no mundo da consultoria
e do desenvolvimento de executivos e de pessoas, porque atualmente existem condições
propícias para sua implantação e utilização. Mas o que desejo relembrar
aqui neste artigo é como estas metodologias estão profundamente
interconectadas e são indissociáveis entre si, e que não podem existir ou ser
praticadas separadamente. Obviamente que esta afirmação pode ser “um
horror” para pessoas que vêem o mundo a partir de um paradigma cartesiano,
dividido e mecanicista. Mas para quem já transcendeu estas visões e compreende
a interconectividade de tudo e percebe que o Todo se repete na parte
(holografia), compreenderá perfeitamente a obviedade deste artigo. Mas vejamos
primeiramente o foco de cada uma destas metodologias: COACHING – tem foco
principal nos resultados operacionais e profissionais, portanto o Coach age
junto ao(s) seu(s) Coachee(s) mais em ambiências de trabalho, portanto a abrangência
do Coaching é também limitada a estes aspectos no mundo das empresas e dos negócios.
Muitos podem não concordar com esta afirmação sobre o Coaching, existe ainda
muita polêmica, mas resolvi adotar este critério após uma boa dose de reflexão
e pesquisa a respeito. MENTORING – tem como foco o desenvolvimento da pessoa
como um Todo, abrangendo vários aspectos da vida. Assim, sob este prisma,
aspectos profissionais ou de trabalho (Coaching) é uma parte específica do
Mentoring. O Mentoring, ou a Mentoria, em português, “é o ato de despertar
as grandes possibilidades que existem nas pessoas”, segundo o americano Jack
Carew. A Mentoria, a partir de seu radical latino, é o processo de ordenar a
Mente, e o Mentor, neste caso é o organizador da dinâmica mental. O Novo
Dicionário Aurélio define o Mentor como “pessoa que guia, ensina ou
aconselha outra; guia, mestre, conselheiro”. Pessoas mais jovens ou
iniciantes, por exemplo, buscam a experiência de Mentores, absorvendo-lhes
orientações, conselhos, metodologias. Ou, então, pessoas que exercem funções
de liderança, como empresários, executivos, administradores públicos, buscam
um interlocutor de confiança, em quem se apoiar em questões eminentemente
pessoais, geralmente difíceis de compartilhar com outras pessoas à sua volta.
Tornar-se Mentor significa tornar-se um amigo do Mentorado, num relacionamento
que pode se estender por longo prazo, com periódicas reuniões pré-agendadas.
A Mentoria não é terapia, mas uma forma de autodesenvolvimento a partir das
orientações do Mentor. COUNSELLING – tem como foco a resolução de um aspecto
específico de dificuldade pessoal ou profissional, normalmente é exercido por
especialistas no assunto, de modo rápido e pontual. Tem como característica
principal o “aconselhamento”. Agora pergunto: em certos momentos há
necessidade de “Couselling” durante procedimentos de Coaching ou Mentoring?
Obviamente que sim, em maior ou menor grau, e muitas vezes o Coach ou Mentor
exerce o papel de Counseller. Neste simples exemplo você pode perceber a
interdependência e interconectividade do Couselling com as demais metodologias.
Ou então quando o procedimento-foco é de Coaching, nele não está embutido,
em forte grau vários aspectos do Mentoring? Obviamente que sim! Lidar com
aspectos mais técnicos dos resultados operacionais é 20% do processo, o
restante (80%) é ter habilidade de lidar com pessoas, sua motivações, seu
comprometimento em equipe etc, o que está fortemente vinculado ao processo de
Mentoring. Sempre afirmo em meus cursos e seminários gerenciais que 80% do
Coaching é Mentoring, uma vez que você está lidando essencialmente com
pessoas, e lidar com esta complexidade das pessoas é por definição Mentoring.
Aliás, excelentes discussões tem acontecido em meus trabalhos grupais, e no
frigir dos ovos várias barreiras de resistência defendidas com abordagens
mecanicistas tem sido superadas e novas formas mais abrangentes e profundas de
entender estas metodologias tem acontecido para muitos participantes. Uma
metodologia está contida dentro de outra. Todo o modelo da figura abaixo se
repete, na devida proporção, dentro de cada parte da figura. Para existir uma
é necessário existir a outra. Assim também é a Vida, nós só existimos
porque todo o Universo existe, e em cada um de nós todo o Universo se faz
presente. O gráfico a seguir mostra que o Coaching e Couselling estão num grau
de igualdade considerando apenas o campo de abrangência destas atividades
dentro de um universo quase infinito de atividades humanas. Estas duas estão
englobadas pelo campo maior do Mentoring. Quando este é exercido com
mentalidade elevada (mentalidade holístico-sistêmica) expande ainda mais seu
campo de abrangência e se transforma naquilo que denominamos de Holomentoring®.
<<56.jpg>> HOLOMENTORING® – Bom este termo foi cunhado no Instituto
Holos, como uma tentativa de superar barreiras e limitações de mentalidade e
cosmovisão que encontrávamos junto aos nossos clientes e no mercado em geral.
O Holomentoring tem como foco o próprio Mentoring, mas com dois diferenciais:
a- Holomentoring incorpora em si uma atuação com elevada mentalidade holístico-sistêmica.
b- Quem exerce o Holomentoring procura ativar dentro de si (devido ao seu nível
de consciência) uma postura interna amorosa, compassiva e de ajuda
incondicional a todas as pessoas durante suas atividades, o que passamos a
denominar de Postura Prestadia, termo que emprestamos da Teoria da Organização
Humana de A. Rubbo Muller. Em resumo, o Holomentoring é a forma mais elevada de
Mentoring. Entenda-se aqui com clareza a razão disto: muitos profissionais
consultores podem exercer as atividades de Coaching, Mentoring e Counselling
profundamente presos a uma mentalidade mecanicista, dicotômica, projetiva,
racionalizante e assim prejudicam mais do que ajudam. Portanto tivemos o extremo
cuidado de chamar a atenção para este crucial aspecto da mentalidade com a
qual as metodologias são exercidas. De um modo geral o Holomentor se propõe a
instrumentar seus Mentorados a desenvolverem uma mentalidade holístico-sistêmica,
a buscarem se libertar de amarras e servidões mentais, para que possam expandir
suas potencialidades, entender e ultrapassar suas crises e impasses vivenciais e
relacionais, buscar um sentido profundo de vida e encontrar, assim, o segredo da
felicidade do bem viver. Para que isto aconteça, ele oferece a seus Mentorados
um suporte técnico e vivencial, – baseado, entre outras, na Tecnologia de
Procedimentos Evolutivos (PE) – auxiliando-o a aprender a aprender, a dedicar-se
a si mesmo, a seu próprio crescimento e evolução, a avaliar suas condições
atuais e refletir sobre o futuro, tanto na carreira profissional, quanto em sua
vida pessoal, familiar e social. O Holomentoring se aplica a empresas e organizações,
para atendimentos individuais ou em grupos, inovando e transformando a gestão e
o desenvolvimento organizacional. Em resumo, algumas conclusões: · Quem
aprende o Holomentoring exercerá as outras metodologias com desenvoltura e com
elevada mentalidade. · Todas metodologias tem o mesmo grau de importância e
seu uso depende do momento e finalidades a serem obtidas, não há uma melhor e
outra pior, o que difere é o grau de abrangência. · Quando se exerce uma
metodologia como foco, se encontrará todas as outras metodologias surgirem
neste processo, seja de forma mais explícita ou mais sutil. (O Todo está na
parte – o universo é um holograma) · Compreendendo este processo, cessam as
discussões inúteis sobre Coaching e Mentoring, e parte-se para ação concreta
independente do rótulo a ser usado. · Cada profissional se torna um Coach, um
Counseller, um Mentor ou Holomentor único, cada um fazendo sempre o seu melhor.
Devido a esta “exclusividade”, cada profissional encontrará o cliente que
necessita exatamente daquilo que pode oferecer. Portanto, há lugar para todos!
· Se você quiser aprender ou se aperfeiçoar em Holomentoring, entre em
contato com o autor deste artigo. · Sugiro que você reflita sobre o tema aqui
apresentado, e que você elabore suas próprias conclusões.

Marcos Wunderlich
Consultor, palestrante, Coach
de Executivos, tem 25 anos de experiência profissional em todo território
nacional

Por:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of