Artigos

Como calcular turnover: guia completo para você se tornar um RH ainda melhor

como calcular turnover

Como calcular turnover nas empresas de maneira prática e descomplicada? Com as ferramentas certas, fica muito mais fácil para o RH acompanhar os índices.

Ciente disso, a Sólides disponibiliza um kit de materiais completo, prático e intuitivo para reduzir as taxas de rotatividade. 

Nova call to action

Quer conhecer os softwares mais adequados para calcular e controlar o turnover, esse grande vilão da sua empresa? Continue a leitura e descubra como a tecnologia desenvolvida pela Sólides pode ajudar. 

Por que é importante saber interpretar os índices de turnover?

O índice de turnover ou taxa de rotatividade representa o número de pessoas que entra e sai da empresa, considerando um período pré-determinado. Esse cálculo traduz os desligamentos ocorridos na organização. 

Logo, saber interpretá-lo é fundamental para acompanhar a saúde laboral da empresa. Nesse sentido, taxas de desligamento muito altas podem apontar a necessidade de mudanças. Portanto, os gestores devem compreender o que está causando abandono de cargos. 

Nessa hora, diagnosticar o cenário ajuda a interpretar números ruins como possíveis dificuldades na retenção de talentos. Mas as causas para isso são muitas, por exemplo, ausência de lideranças, inexistência de um plano de carreira consistente ou clima organizacional nocivo. 

Em outros casos, é a empresa quem decide desligar colaboradores. O que gera apreensão nas equipes e alguns se adiantam em busca de novas oportunidades. 

Por outro lado, índices muito baixos também são preocupantes. Uma vez que podem ser consequência de falta de motivação ou poucas oportunidades de crescimento. Ainda, os profissionais se acomodam e apenas permanecem na empresa. 

Portanto, investigar e saber como calcular turnover é uma responsabilidade dos profissionais de RH. Além de uma estratégia necessária para tomar medidas efetivas para resolver o problema. 

Como classificar as causas da rotatividade na empresa?

As causas da rotatividade na empresa são muitas: má administração, falta de incentivos, clima hostil, salários baixos, falta de infraestrutura, inexistência de PDI. Essas são apenas algumas razões para a perda de bons profissionais.

Para auxiliar o entendimento dos motivos da rotatividade, existem as classificações que veremos a seguir. Acompanhe!

Rotatividade voluntária

Ocorre quando o colaborador solicita desligamento da empresa por vontade própria. Em geral, acontece em situações de insatisfação com o trabalho ou com a carreira. Nessa hora, ele decide abandonar seu emprego. 

Rotatividade involuntária

Acontece de maneira inversa. A empresa faz o desligamento do profissional, para cortar despesas ou por baixo desempenho. Nesse caso, a organização paga a rescisão do contrato e demite o colaborador. 

Rotatividade funcional

Está diretamente relacionada ao baixo desempenho profissional. Como resultado, ele próprio solicita desligamento por não alcançar metas estabelecidas. 

Rotatividade disfuncional

Outra situação inversa. Nesse caso, o colaborador tem alto desempenho, porém solicita desligamento por falta de incentivo e motivação. A falta de reconhecimento é a principal causa para a rotatividade disfuncional. 

Como a Sólides pode ajudar a controlar a taxa de turnover?

A boa notícia é que reduzir a rotatividade é possível, aplicando medidas preventivas. Algumas ações trazem bons resultados:

  • investir em processos seletivos mais efetivos;
  • promover capacitações e cursos;
  • oferecer benefícios;
  • dar e receber feedbacks mais claros.

Por sorte, a tecnologia ajuda a reduzir o turnover na sua empresa. E a Sólides pode auxiliar com ferramentas desenvolvidas especialmente para esse fim. 

Agora, vamos entender como cada uma das soluções oferecidas pela Sólides Tecnologia pode ajudar a calcular o turnover, reduzir os índices e oferecer melhores condições para a retenção de talentos. 

Mapeamento de perfis

O Profiler possibilita mapear o perfil dos candidatos, trazendo mais de 50 informações sobre o colaborador. Assim, a gestão de pessoas é mais eficiente, pois consegue desenvolver pontos fortes e identificar limitações. 

Nesse sentido, a plataforma analisa os recursos humanos desde a contratação de novos colaboradores até o desenvolvimento das equipes. 

Análise de pesquisa de clima

Uma ferramenta desenvolvida para fortalecer a cultura organizacional, promovendo maior engajamento e envolvimento dos times. 

Com a pesquisa de clima, os analistas de RH conseguem identificar como está o ambiente interno e compreender razões dos desligamentos e percepções negativas acumuladas pelos colaboradores. 

Engenharia de cargos

O Profiler permite trabalhar a engenharia de cargos e resolve uma das maiores dificuldades dos empregadores: os erros na contratação. Afinal, contratar a pessoa certa para o cargo certo é um trabalho de engenharia

Para ajudar nessa questão, o Profiler faz um desenho de cargos, estruturando-os da maneira correta. Para tanto, o gestor deve inserir no software as habilidades comportamentais necessárias para executar determinada função. 

Desse modo, a contratação ocorrerá conforme as soft e hard skills, garantindo precisão na busca pelo candidato ideal. 

ENPS

A métrica conhecida como Employee Net Promoter Score mostra se os colaboradores veem a empresa como um bom lugar para trabalhar. Ainda, aponta qual o grau de dificuldade eles têm para lidar com as questões organizacionais. Lembrando que fatores negativos como esses contribuem para altos índices de turnover. 

Pesquisa demissional

Fazer entrevista de demissão é um processo delicado, mas necessário às empresas que desejam estar adequadas à legislação. 

Com a pesquisa demissional, o RH consegue identificar fatores que causam evasão. A partir dela, a gestão de pessoas consegue fazer o planejamento estratégico para manter os talentos na empresa. 

Match cultural

O software Sólides Matcher ou Comparação de Perfis é uma ferramenta para contrapor um candidato com a vaga disponível, ou seja, identificar se entre eles há alinhamento e se combinam. 

O encontro de convergências entre os colaboradores melhora o clima organizacional e aumenta o apreço pelo local de trabalho. Como consequência, conseguimos estabilizar os índices de rotatividade e aumentar a satisfação dos profissionais. 

Plano de Desenvolvimento Individual (PDI)

O PDI é utilizado pelas empresas para elaborar diretrizes de crescimento. Trata-se de um planejamento estratégico individual, com apoio da organização, para prever ações de curto, médio e longo prazos. 

Hoje, empregadores que estabelecem programas de desenvolvimento conseguem reter melhor seus talentos. Já que é um incentivo para bons profissionais trabalharem pelo crescimento do negócio. 

Como vimos, saber como calcular turnover e estabilizar os índices de desligamento são etapas fundamentais para empresas que desejam crescer com a ajuda dos melhores talentos

Com as ferramentas desenvolvidas pela Sólides e conhecendo a importância de saber interpretar os fatores, fica muito mais fácil atuar preventivamente. Quer saber mais sobre estratégias de RH e conhecer ações práticas para esses e outros problemas de gestão? Fale com um especialista da Sólides agora mesmo

 

5 1 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments