Artigos

Como Liderar Pessoas Que Trabalham Em Equipe

Antes de falarmos do líder, vamos destacar o trabalho em equipe. Muitas pessoas atualmente estão trabalhando em grupo ao invés de trabalharem em equipe. Grupo é um conjunto de colaboradores com objetivos em comuns, apesar de cada um já ter o seu objetivo individual. Já na equipe, além dos colaboradores possuírem os objetivos em comuns, eles atuam juntos no cumprimento de metas específicas, ressalto que, para “atuarem juntos” esses membros primeiramente precisam conseguir vislumbrar as vantagens do trabalho em equipe, a complementaridade, a interação, a interdependência e o sinergismo das ações.

Nesse processo de formação da equipe é importante também, a disposição dos membros em compartilhar objetivos, decisões e resultados. E uma peça fundamental nessa construção é o líder.

No processo da formação de grupo em equipe, é primordial que o líder acompanhe desde o início, o mesmo deve passar todas as informações necessárias da empresa e da cultura organizacional para o recém-contratado, para que o novo membro incorpore esses valores o quanto antes, fazendo com que ele se identifique com o grupo e se comprometa com a equipe e, por fim, com a empresa.

Quando a equipe está integrada, existe a necessidade constante do líder dirigir as ações, toda situação exige um líder, cada um possui um estilo de liderança de acordo com sua personalidade, mas é importante o líder ter em mente que dependendo da situação será preciso ele modificar ou não o seu estilo. Existem três tipos de estilos de liderança de acordo com estudiosos: a autocrática – em que as decisões baseiam-se somente pelo líder, a democrática – onde as decisões são debatidas pelo grupo e pelo líder e a liberal (laissez-faire) – onde há uma liberdade total das decisões pelo grupo com participação mínima do líder.

Tendo conhecimento dos estilos de liderança é importante o líder saber também, sobre os tipos de liderança que pode exercer. A primeira é a Liderança Apoiadora – quando o líder passa segurança para o liderado, aumentando a confiança e o esforço dos colaboradores para alcançar os resultados. A segunda é a Liderança Diretiva – o líder fornece as informações de forma clara e objetiva, aumentando a satisfação e o desempenho do colaborador. Já a próxima é a Liderança Participativa – o líder pede sugestão para os colaboradores, dando liberdade para argumentarem sobre suas ideias. E por fim, a Liderança Orientada – que é indicada para encorajar os subordinados a buscar padrões elevados de desempenho e terem maior confiança e habilidades para alcançarem os objetivos desafiadores.

Atualmente, nas empresas, a liderança transformacional e criativa está sendo muito discutida, porque nesse tipo de líder ajuda as organizações e as pessoas a fazerem mudanças positivas no modo como elas conduzem suas atividades.

O estilo e/ou o tipo de liderança podem ser entendidos como uma relação recíproca de interesse entre o colaborador e o líder, por isso é extremamente relevante o líder conhecer as necessidades de cada membro e dar espaço para ouvir cada colaborador de sua equipe.

O líder precisa ter a capacidade de perceber, entender, compreender as ações, as expectativas, anseios e desejos de seus liderados. Somente quando conhecendo bem seus liberados é que o líder realmente assume a responsabilidade de representá-los.

Carla Fernanda Gutierres de Oliveira
Graduada em Psicologia pela Faculdade FADAP/FAP, Faculdade da Alta Paulista. Possui MBA em Recursos Humanos e Desenvolvimento de Pessoas e Especialização em Psicopedagogia Clínica e Empresarial. Atua há aproximadamente dez anos na área de Recursos Humanos. Nos últimos sete anos, realiza processos de seleção, treinamentos e desenvolvimento de pessoas, principalmente a comercial. Aplica palestras abordando temas como: comunicação, trabalho em equipe, liderança, motivação e atendimento ao cliente.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of