Artigos

Como Perder O Medo De Empreender E Ser Uma Mulher De Sucesso?

Que as Mulheres vem se destacando cada vez mais no mundo dos negócios e do empreendedorismo, isso já não é novidade para ninguém. No Brasil, a pesquisa GEM (2012) aponta que o número de mulheres à frente de negócios estabelecidos foi de 44% e de negócios iniciais foi de 49,6%. Outro destaque da pesquisa GEM (2012) revela que a maioria dessas empreendedoras foram guiadas por uma oportunidade de mercado (73,9%) e não por necessidade, como vinha acontecendo com as mulheres de uma forma geral. Ainda, pode-se ressaltar que o empreendedorismo feminino por oportunidade foi maior que o masculino na mesma condição (GEM, 2012).

Porém, nem tudo são rosas. No contexto social e familiar, os recursos de tempo e energia necessária para relacionamentos afetivos, para desempenhar o papel de mãe e os trabalhos domésticos, muitas das vezes entram em conflito com as demandas de desenvolver uma carreira empreendedora eficaz. O sucesso profissional geralmente exige longas horas de trabalho, com uma demonstração individual de ambição pessoal e comprometimento com o seu negócio. Assim, pesquisas demonstram que a vida familiar tem um impacto dramático sobre as mulheres empreendedoras. Além da relação trabalho-família, outros problemas surgem no processo empreendedor feminino. Muitos desses problemas são inerentes ao empreendedorismo em si, outros, porém, alinham-se ao caráter feminino do empreendimento.

No meu caso mesmo, eu hoje sou Coach especializada em Condicionamento Neuroassociativo e ajudo as mulheres a superar o medo de empreender e adquirir confiança para alcançar o sucesso, sem abrir mão da Vida Pessoal. Sou Palestrante Motivacional, Autora, possuo 2 empresas bem sucedidas, mas acabei perdendo o controle da minha vida pessoal, para conquistar com muito sacrifício todo o sucesso que tenho hoje. Só para você ter uma ideia, e forma bem resumida, eu tive 2 filhos sendo 1 de cada pai e senti vergonha disto por muito tempo, pois achava que nenhum homem me aceitaria e tinha vergonha dos olhares críticos da sociedade; fui traída e muitas vezes oprimida, desmoralizada e humilhada moralmente por não poder expressar meus desejos e vontades; tive que entregar meus 2 filhos para os pais criarem por não ter condições financeiras e psicológicas de criá-los; fui criticada pela minha família e amigos por ter dado meus filhos; não tive o que comer por muitas vezes e para completar, descobri um câncer de mama e decidi que não contaria para ninguém da minha família por orgulho e por não querer que ninguém sentisse pena de mim.

A grande verdade e que ninguém gosta de assumir ou falar é que a realidade da experiência empreendedora feminina muitas vezes apresenta aspectos negativos e uma fonte de tensão real. As experiências negativas surgem a partir de questões como os compromissos conflitantes, sentimentos de culpa e as tensões decorrentes do nosso ponto de vista e dos outros sobre o papel “tradicional” das mulheres na sociedade, especialmente nosso papel de mãe e cuidadora principal. Mas quem disse que mães empreendedoras não podem ter sucesso?Outros aspectos são decorrentes de questões de saúde pessoal, bem-estar emocional, níveis de energia, sentimentos de isolamento e estresse dentro das relações pessoais. Do ponto de vista profissional, as mulheres também apresentam dificuldades decorrentes de sua falta de experiência como empreendedoras, medo do risco financeiro e da dívida, falta de modelos e o baixo nível de assistência. É possível elencar uma lista bem relevante das dificuldades acerca do empreendedorismo feminino.

Mas existe uma saída para tudo isso! E por incrível que pareça, tudo começa com o seu mindset. A forma como você enxerga e encara os desafios que surgem na sua vida é que faz toda a diferença. Ter controle e dar qualidade aos sua forma de pensar indica se você terá resultados bons ou ruins, uma vez que somos responsáveis por tudo que acontece na nossa vida e por toda realidade que criamos. Os pensamentos produzem os nossos sentimentos, que nos levam a tomar nossas ações que nos dão os nossos resultados, por isso, se os seus resultados ainda não estão da forma como você deseja, é preciso que você reveja a sua fonte, ou seja, seu mindset.

Digamos que você andou 99 vezes de avião e que tudo foi maravilhoso, porém, na centésima vez em que você anda, você passa por uma turbulência que faz as máscaras de oxigênio caírem e obriga o piloto a fazer um pouso forçado, você realmente passa por uma experiência marcante. E depois de tudo isso, na semana seguinte, você precisa embarcar novamente, o que você acha que irá acontecer? Você vai andar de avião? Se for andar, vai se sentir tranquila? Será que vai fazer uso de medicamentos para dormir e só acordar no destino final? E então eu te pergunto: você andou 99 vezes de avião e tudo correu perfeitamente bem, então porque a sua mente resolveu fazer da sua única exceção a sua regra e não ao inverso? Porque este é um exemplo clássico da sua mente te controlando e não você controlando a sua mente. Agora, se a sua mente sem o seu controle, é capaz de fazer isso com você apenas por conta de um voo de avião, imagina o que ela não pode impactar na sua vida pessoal e profissional, se você não souber dar qualidade para o que pensa e ter controle sobre ela?

Escrito por Cintia Souza, Coach para mulheres que sonham em empreender.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of