Artigos

Conheça as melhores dicas sobre como se comportar em uma entrevista de emprego

como se comportar em uma entrevista de emprego

Como se comportar em uma entrevista de emprego? Esta etapa do processo seletivo gera ansiedade e nervosismo nos candidatos. Por conta disso, muitos acabam encerrando a trajetória exatamente na entrevista. 

Afinal, saber se comportar em público é uma arte. Durante uma entrevista de emprego, muito mais. Nessas situações, o candidato é observado em cada gesto. E qualquer palavra mal empregada pode ser um desastre. 

Nova call to action

Por isso, preparamos as melhores dicas de como se comportar em uma entrevista de emprego. Para tanto, consideramos quatro cenários: entrevista presencial, coletiva, por Skype e com psicólogos. Quando pensamos que cada empresa tem seu processo seletivo próprio, nada melhor do que estar preparado para qualquer situação. Boa leitura! 

Afinal, como se comportar em uma entrevista de emprego?

Entrevistas de emprego costumam gerar ansiedade porque exigem atenção aos detalhes. Ademais, existem regras básicas, como evitar gírias e gestos expansivos, além de se vestir adequadamente. Mas essas não são as únicas. Confira dicas sobre como se comportar em uma entrevista de emprego. 

Celular desligado sempre

A menos que você seja um médico especializado em urgência e emergência, manter o telefone ligado durante uma entrevista de emprego é descortês. Ainda, denota falta de profissionalismo. Trata-se de uma situação que requer foco, portanto, é inaceitável compartilhar atenção com o celular. 

Caso o telefone toque durante a entrevista, o constrangimento será inevitável e o candidato perde pontos. Atender ligações ou responder mensagens no WhatsApp durante a entrevista pode significar o fim do processo seletivo. 

Seja cordial com todos

Não é apenas o recrutador que precisa ser bem tratado. A avaliação começa no momento em que o candidato chega na empresa. Por isso, seja simpático e cordial com todos. 

Não é raro que o avaliador pergunte sobre o comportamento do candidato à recepcionista, por exemplo. Nesse sentido, ser profissional desde o princípio diz muito sobre a personalidade do postulante à vaga. 

Cumprimente o recrutador de forma adequada

Quando o RH entra na sala, o candidato deve se levantar e cumprimentá-lo com um aperto de mão vigoroso, mas sem exagero. Olhar o recrutador nos olhos demonstra segurança. Não é recomendado permanecer sentado ao saudar o interlocutor. Além de transparecer arrogância, causa péssima impressão. 

Profissionalismo em cada atitude

Mantenha a postura adequada e ereta, tenha gestos contidos e segurança na voz. Quando for falar, não gesticule em demasia. O vocabulário deve ser formal, porém sem parecer pedante. Não utilize palavras as quais desconhece o sentido, somente para impressionar. Entenda que o headhunter percebe o domínio da linguagem e fica evidente quando o candidato tenta parecer algo que não é. 

Demonstre segurança

Transmitir confiança é fundamental. Para isso, fale sem atropelos e com clareza. Ainda, o candidato deve olhar diretamente para o avaliador e responder às perguntas com objetividade. Recrutadores experientes percebem quando o candidato está seguro e sendo sincero ou quando está tentando confundir o interlocutor. 

Atenção à linguagem corporal

O ser humano se comunica de várias formas: oral, verbal, não-verbal e visual são as principais. Um tipo de comunicação não-verbal muito utilizado é a linguagem corporal. Por meio dela, o corpo “fala”, seja por gestos, postura ou expressões faciais. 

Recrutadores têm habilidades para reconhecerem sinais que a linguagem corporal transmite. Por isso, durante uma entrevista de emprego, evite determinadas atitudes. O excesso de movimento das mãos demonstra empolgação, mas também pode ser sinal de nervosismo. Veja como se comportar em uma entrevista de emprego.

Posturas para evitar:

  • roer unhas ou passar a mão no cabelo repetidas vezes (insegurança);
  • cruzar os braços diante do interlocutor (demonstra indiferença);
  • ombros contraídos (desconforto). 

Enquanto outros gestos são positivos para a linguagem corporal:

  • contato visual constante (transmite segurança);
  • sentar com as costas eretas (denota respeito ao interlocutor);
  • espelhar o movimento (demonstra sintonia e compreensão mútua). 

Reserve as perguntas para o final da entrevista 

O ideal é não interromper o recrutador com perguntas, guarde-as para o final da entrevista. Questionamentos, somente quando o profissional de RH perguntar se há alguma dúvida. Fazer perguntas o tempo todo denota ansiedade. Confie no processo. Todo bom entrevistador abre espaço para dúvidas no fim da conversa. 

Não tente parecer alguém que não é

A regra em uma entrevista de emprego é ser autêntico. Em alguns casos, por não ter intimidade com o headhunter, alguns candidatos exageram nas atitudes e respostas, tentando transmitir uma imagem “melhorada” de si mesmos. Esse não é o melhor caminho. Inverdades e situações inventadas não se sustentam. Apenas farão o pretendente à vaga perder credibilidade. 

Despedida elegante conta pontos

O final da entrevista é tão importante quanto o começo. Manter o contato visual, apertar a mão do recrutador e agradecer pelo tempo dispensado são atitudes bem-vistas. Ao concluir essa etapa, não é necessário se retirar da sala de imediato para não demonstrar indisposição com a conversa. 

Como se comportar em uma entrevista de emprego coletiva?

Vale destacar que nem toda entrevista de emprego ocorre da mesma forma, ou seja, recrutador e recrutado frente a frente em uma sala. Existem outros formatos e um deles é a entrevista coletiva.

Trata-se de uma maneira de avaliar os candidatos em grupo enquanto interagem entre si. Na ocasião, um ou mais recrutadores observam os participantes. Entrevistas coletivas costumam ocorrer no início do processo seletivo para reduzir o número de participantes. A entrevista coletiva é chamada “dinâmica de grupo”. 

De maneira geral, as empresas não divulgam quais testes ou atividades vão aplicar durante a entrevista coletiva. No entanto, é possível se preparar para essa modalidade. Entenda que ela equivale a uma entrevista, sem entrevistador. Confira abaixo algumas regras que o candidato deve seguir e saber como se comportar em uma entrevista de emprego.

O teste é em grupo, mas a avaliação é individual

O recrutador analisa cada candidato, sua conduta, forma de desenvolver as atividades, as soluções que propõe, entre outras características. Por isso, o participante deve mostrar suas habilidades e tentar se destacar no grupo. 

Mostrar as capacidades, sem ser egoísta

Apresentar as qualidades é fundamental, mas o candidato não deve se sobrepor aos demais de maneira ostensiva. Logo, precisa haver equilíbrio ao apresentar o perfil e a forma de interagir com os concorrentes. A maneira como o candidato trabalha em grupo e propõe soluções também serão avaliadas. 

É importante estar atento ao grupo

O candidato deve ser perceptivo durante a entrevista coletiva, tendo atenção ao que os demais estão fazendo e contribuindo com as soluções. Os recrutadores não avaliam bem os participantes que agem isoladamente, pensando apenas no seu desempenho.

O candidato deve evitar reações impulsivas

Decisões em grupo nem sempre são unânimes. Desse modo, o recrutador ficará atento aos candidatos que reagem mal a uma ideia compartilhada ou a um erro de outro concorrente. Ao discordar do grupo, o participante deve controlar a frustração e evitar reações exageradas. 

Dinâmica de grupo parece atividade lúdica, mas não é

Em geral, as entrevistas coletivas propõem jogos que parecem brincadeira de criança. Os candidatos podem cumprir desafios, fazer desenho, encontrar soluções para um enigma, entre outras ações. Nesse caso, o recrutador está avaliando a desenvoltura e a criatividade do recrutado, ou seja, qualidades bastante procuradas pelas empresas. Logo, o que parece brincadeira, não é. 

Por fim, é importante considerar que a entrevista coletiva ocorre no início do processo seletivo. Sendo assim, não há “vencedor” nessa etapa. Ainda, o recrutador está procurando habilidades de colaboração e empatia entre os candidatos. 

Como se comportar em uma entrevista de emprego via Skype?

Com a pandemia — e mesmo antes — as entrevistas em ambientes virtuais já eram frequentes. Muitas empresas adotaram o Skype como ferramenta para interagir com os candidatos. Portanto, a tecnologia contribuiu para otimizar o tempo da gestão de pessoas e dos candidatos. 

A questão é: existem regras universais para processos de recrutamento e seleção. E elas seguem valendo para os diálogos remotos. No entanto, alguns detalhes são importantes para ter êxito na entrevista via Skype. Acompanhe como se comportar em uma entrevista de emprego!

Equipamentos devem funcionar

A tecnologia é uma aliada, mas pode ser uma inimiga e deixar de funcionar a qualquer momento. Nesse sentido, antes de começar a entrevista, confira como estão os equipamentos. Ligue o computador e cheque a qualidade da conexão com a internet. Testar a configuração do microfone e da webcam com antecedência também é válido. A regra é: não deixe para conferir os equipamentos cinco minutos antes do compromisso.

Testar a qualidade da imagem 

Ao verificar a configuração da webcam, confira a qualidade da imagem transmitida e o enquadramento da câmera. O mais adequado é posicionar-se mostrando dos ombros para cima, como uma foto 3×4. 

Iluminação adequada faz a diferença

O ambiente deve estar bem iluminado, com fundo neutro, por exemplo, uma parede branca. Ainda, sem exagero de objetos ao redor para não distrair o recrutador. Afinal, o foco da entrevista é o candidato. Então, evite locais com muita luz, pois pode ser incômodo aos olhos do interlocutor. 

Áudio de boa qualidade

A qualidade de áudio também é importante. Em videoconferências, é normal ocorrerem atrasos na transmissão do som. É o chamado delay. O candidato deve ter paciência e aguardar a conclusão da pergunta antes de responder. E vice-versa. 

Evitar leitura durante a entrevista

Escrever respostas antes da entrevista não é uma boa ideia. O recrutador percebe quando o candidato está lendo algo e isso pode pegar mal. 

Olhar diretamente para a câmera

Como nas entrevistas presenciais, olhar diretamente para o interlocutor transmite confiança. Logo, o contato visual também é importante durante as videoconferências. Nessa hora, olhar direto para a webcam e evitar distrações é a melhor alternativa. 

entrevista de emprego

Como se comportar em uma entrevista de emprego com psicólogo?

Até aqui, sugerimos dicas sobre como se comportar em uma entrevista de emprego com recrutadores. No entanto, não é raro que ela seja conduzida por psicólogos. Nesse caso, estar diante de um especialista em analisar o comportamento humano requer atenção sobre alguns pontos. 

O candidato deve ter autoconhecimento

O recrutador observa as qualidades profissionais do entrevistado, enquanto o psicólogo analisa o indivíduo como pessoa. Assim, o recrutado deve saber descrever quem é, sem esconder pontos fortes e aspectos negativos da personalidade. 

Psicólogos fazem perguntas inesperadas

O candidato deve estar preparado para perguntas fora do script. Psicólogos podem surpreender com questionamentos inesperados. Geralmente, são questões subjetivas, para as quais é impossível treinar uma resposta. A regra é ser autêntico e responder com sinceridade. Exemplo de perguntas feitas por psicólogos:

  • como você descreve seu chefe anterior?
  • se ligarmos para seus contatos de referência, o que essas pessoas diriam sobre você?
  • se a empresa fosse demiti-lo, quais seriam as razões para isso?
  • relembre um colega com pouca afinidade: quais características dele incomodavam você?
  • como você reage quando é contrariado?

O candidato deve agir moderadamente

Diante de uma pergunta surpresa, o recrutado deve manter a calma. Nunca exagerar na resposta. Os psicólogos que trabalham com Recursos Humanos sabem diferenciar histórias genuínas de situações fantasiosas. 

Dica bônus: check list da entrevista de emprego

Antes do compromisso:

  • prepare-se com antecedência;
  • tenha o currículo em mãos;
  • cuide da pontualidade e cumpra o horário marcado;
  • caso a entrevista seja por Skype, verifique se a ferramenta está funcionando corretamente;
  • vista-se conforme a ocasião, sem exageros ou desleixo;
  • busque informações sobre a vaga e sobre a empresa.

Durante a entrevista:

  • caso o encontro seja presencial, cumprimente o entrevistador de forma cordial;
  • manter contato visual é importante, mesmo em entrevistas por vídeo;
  • não desabone seu antigo empregador;
  • jamais comente situações internas ou revele informações confidenciais a respeito da empresa anterior;
  • trate o motivo do desligamento com sinceridade;
  • referências profissionais não devem faltar;
  • ter entusiasmo pela oferta de emprego faz a diferença;
  • tirar dúvidas sempre é uma atitude bem-vinda. 

Depois da avaliação:

  • é interessante transmitir um feedback para o consultor de recrutamento;
  • manter contato com o headhunter e com o candidato denota compromisso com o processo de seleção. 

Conclusão

Por fim, uma entrevista de emprego não deve ser um dilema para o profissional que busca uma colocação. Seja conduzida por psicólogos, por profissionais de RH, virtuais ou presenciais, os objetivos são os mesmos, avaliar se há fit cultural com a empresa e se o candidato tem o perfil comportamental desejado. 

Esperamos que essas dicas sejam úteis e muitos contratos de trabalho sejam assinados daqui para frente. Aproveite para conhecer as tendências e estratégias para ter um RH extraordinário em 2022

 

ebook janeiro branco

 

5 1 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

News do RH Portal

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de todas as Novidades e Tendências do Universo do RH