Artigos

Como analisar o comportamento de um candidato a vaga?

Identificar se um candidato se encaixará na sua empresa é uma das mais importantes habilidades para responsáveis pela contratação de novos colaboradores.

Há algum tempo, foram desenvolvidas técnicas e ferramentas de avaliação comportamental para auxiliar esses profissionais. Porém, antes da aplicação de qualquer método avançado é importante saber o que é preciso identificar no comportamento desse candidato.

Depois, será possível saber quais mecanismos devem ser utilizados para verificar se o profissional possui o perfil ideal para a organização.

O combo de uma ferramenta de análise comportamental aliada a uma técnica conceituada de entrevista comportamental é a melhor maneira de se fazer isso.

Abaixo, veja exemplo de uma ferramenta de avaliação comportamental e de uma conceituada técnica de entrevista comportamental.

Análise comportamental DISC

A análise DISC busca posicionar o estilo comportamental do candidato dentro de quatro dimensões: Dominância, Influência, Estabilidade e Conformidade.

O DISC ajuda a entender como o candidato reage ao ambiente ao seu redor, como ele se relaciona com as pessoas, como ele é motivado, etc.

O teste mais indicado é o Profiler, da Solides, que pode ser feito em menos de 7 minutos e são extraídas mais de 50 informações da pessoa.

Uma análise comportamental é melhor utilizada antes da entrevista individual, pois servirá de base para o entrevistador criar um roteiro durante a entrevista e explorar o comportamento do candidato.

Entrevista comportamental S.T.A.R.

O conceito por trás da técnica de entrevista S.T.A.R (Situation or Task; Action Taken; Results Achieved) é que “o comportamento passado é o melhor indicador do comportamento futuro”.

Assim, o entrevistador evita perguntas clichês e foca nas ações do candidato em situações ou metas passadas. Dessa maneira, ele pode verificar quais foram os resultados alcançados e busca direcionar as perguntas aos comportamentos que ele espera do candidato em seu novo cargo.

Entretanto, utilizar tudo isso não servirá de nada se não for bem definido o perfil comportamental que se busca.

É importante também levar em consideração o perfil do profissional que irá gerenciar esse novo colaborador, pois se seus estilos comportamentais não forem complementares ou compatíveis, poderá haver atritos que conduzam à resignação ou demissão precoce de um candidato de alto potencial.

No final, identificar o comportamento de um candidato é tanto uma ciência quanto uma arte, sendo tão importante para a empresa quanto para o profissional.

fonte: Exame