Artigos

Comportamento eficaz em redes profissionais

Hoje com a facilidade de acesso e conexão à internet, bem como agilidade na disseminação das informações, encontrar empresas, seus profissionais e vagas de trabalho disponibilizadas tornaram-se muito mais fácil.
A internet e as redes profissionais, abriram portas e inúmeras possibilidades de contato e quem está em busca de recolocação passou a ter acesso mais facilitado às informações.

Em contrapartida, a empresa também passou a ter acesso facilitado aos profissionais que estão na vitrine das redes profissionais, portanto sujeitos à exposição e à avaliação das empresas, colegas de trabalho, gestores, profissionais de RH, headhunters, empresas de recrutamento e dos profissionais concorrentes no mercado de trabalho.

Natural que as pessoas se sintam à vontade e emitam opiniões e posicionamentos e escrevam o que lhes vem à mente, entretanto a distância entre o mundo real e o virtual tornou-se tênue. Diante deste cenário, devemos ter atenção ao usar essas redes já que o que se “tecla” fica registrado, é disseminado e fica sujeito às análises, avaliações e julgamentos dos leitores.

Se for negativo ou desrespeitoso, a imagem será negativa e de alguém arrogante que chamará a atenção como alguém desrespeitoso conhecidos como Trolls, que apreciam desestabilizar debates e provocar os demais participantes, em contrapartida se o posicionamento for positivo sua imagem será igualmente positiva e chamará a atenção para seu perfil.

Os profissionais não devem perder a naturalidade e sua essência, mas o mesmo cuidado que temos em nos posicionar no mundo real deve ser utilizado no mundo virtual, portanto segue algumas dicas de comportamento em redes profissionais:

PERFIL PROFISSIONAL: Cuidado com sua foto, com a gramática, erros de digitação. Leve em consideração que seu perfil é o seu currículo, portanto seu cartão de visitas e sua bagagem profissional. Assim como deve tomar cuidado com seu conteúdo, deve tomar cuidado com sua embalagem!

INTERAÇÃO: Procure interagir com sua rede de conexões e nos grupos de debate, demonstre que tem algo de interessante a dizer e a mostrar. Promova cordialidade e consistência!

RELEVÂNCIA: Cuidado com o conteúdo, seja relevante contribuindo de forma positiva para agregar valores e posicionamentos. Se não puder falar bem de alguém ou de algo, evite falar mal se não tiver embasamento!

LÍNGUA PORTUGUESA: Nada mais lamentável do que observar profissionais que escrevem errado e não tomam cuidado com a escrita. É possível identificar claramente quando o erro está na digitação e quando o profissional escreve errado mesmo. Uma coisa é certa: Profissional que escreve mal e apresentando erros grosseiros de português, dificilmente se recolocará.

CONVITES DE CONEXÃO: No LinkedIn existe a possibilidade de convidar pessoas para serem nossas conexões, mas muitos não sabem usar essa ferramenta de forma adequada. Enviam os convites pré-formatados do LinkedIn, sem ao menos personalizá-lo e explicar por quê do interesse no envio daquele convite. Relevância e justificativa no convite significa atenção e respeito ao convidado, normalmente esses convites são excluídos pois o convidado desconhece o objetivo daquele convite.

AJUDA E TROCA: Quando solicitar ajuda e a outra pessoa ajudar ou emitir alguma opinião acerca do assunto abordado, por mais que não gostemos o mínimo que se espera é um agradecimento. Esse gesto faz parte da boa educação e demonstra que temos respeito à atenção que nos foi dispensada. Eu particularmente considero a ingratidão uma falha de caráter!

SEJA FLEXÍVEL: Procure desenvolver senso de avaliação e reflexão e não promova generalizações, pois ao generalizar situações você demonstra falta de flexibilidade e jogo de cintura.

PRECONCEITOS E ESTEREÓTIPOS: Tome cuidado ao promover debates e emitir opiniões que fale ou julgue o profissionalismo, a religião, ração, orientação sexual, idade e condição do profissional no mercado de trabalho. Nada mais negativo e preconceituoso do que falar mal de quem está desempregado ou colocar em xeque os profissionais que não conhece.

EDUCAÇÃO: O mínimo que se espera de um profissional no mercado ou disponível é que se tenha educação, portanto cuidado com agressões verbais, julgamentos e palavras de baixo calão.

MERCADO DE TRABALHO: De quê adianta ficar reclamando e disseminando ódio ao mercado de trabalho? Vai mudar a condição de disponível? Não, ao contrário só vai potencializar tal condição, afinal o tempo que se perde em reclamar deve ser investido em pesquisas e busca por recolocação. Fazer análises é saudável e contribui positivamente para os debates, mas o problema são as reclamações constantes as afirmações infundadas e sem provas.

QI E NETWORKING: Evite reclamar da utilização e influência dos QI´s no mercado de trabalho, pois a presença das pessoas em redes profissionais é justamente estabelecer laços profissionais e desenvolver o networking, vulgarmente chamado de QI. Todos os profissionais um dia lançarão mão de seu QI ou networking para se recolocar, então as reclamações não se justificam!

RESPEITO ÀS OPINIÕES: O mundo é diversificado e as pessoas caracterizam-se pela diversidade de cultura, credo, raça, localidade, educação (berço), formação acadêmica, intelecto, nível hierárquico, profissões… Enfim, lidamos todos os dias com todos os tipos de pessoas, portanto nada mais natural do que as divergências de opiniões! Cuidado ao divergir, pois todos temos direito às opiniões, mas também temos a obrigação de respeitar às dos outros!

CRÍTICAS: As críticas são saudáveis e contribuem para crescimento e amadurecimento, mas promova críticas fundamentas e embasadas para que haja reflexões. Criticar por criticar, promovendo críticas vazias e inconsistentes, prejudica a imagem de quem as promove, pois contribui para um debate vazio, preconceituoso e com generalizações.

NÃO “CUSPA” PARA CIMA: Jamais se comporte como Dessa água nunca beberei! O mundo dá voltas, hoje as pessoas podem apresentar condição diferenciada ou favorável, mas nunca sabemos o que nos acontecerá no momento seguinte e essa mesma pessoa com condição “diferenciada”, pode estar amanhã do outro lado e ter de beber dessa água que antes foi desprezada! Como o mundo dá volta, quem hoje está por cima, amanhã pode estar por baixo!

EMPATIA: Até mesmo pela Lei do Universo, temos que exercer mais a capacidade de “colocar-se no lugar dos outros”. Portanto ao interagir, coloque-se no lugar de seu interlocutor!

RECLAMAÇÕES: Evite as reclamações, evite ficar conhecido nas redes profissionais como alguém que só reclama – reclama da vida, reclama do mercado, reclama do RH, reclama da empresa. Nada pior do que presenciar debates onde todos reclamam, mas que pouco contribuem, já que empresas ignoram profissionais que não contribuem para um ambiente saudável.

Lembremos sempre de nossa imagem, do marketing pessoal e que muitas empresas utilizam redes profissionais como etapa de processo de recrutamento e seleção!

SIMONI AQUINO, Consultora Autônoma de RH na Baixada Santista. Graduada em Gestão de Recursos Humanos e pós-graduanda em Psicopedagogia Institucional. Registrada no CRA/SP e associada à ABRH/SP. Possui know how na área de RH adquirido ao longo de 6 anos, apresentando experiência em Desenvolvimento Estratégico, Implantação e Coordenação da área de RH, desenvolvendo e conduzindo programas de Recrutamento e Seleção; Integração, Reintegração e Socialização; Comunicação Interna e Endomarketing; Treinamento e Desenvolvimento; Pesquisa de Clima e Diagnóstico Organizacional; Gestão do Desempenho; Desligamento de Pessoas e Organização de Eventos Organizacionais. Expertise em Recolocação Profissional e Mercado de Trabalho. Atualmente atua como Consultora de RH na IPS Consultoria em Santos e é Blogueira-Escritora do Blog Além do RH – Baixada Santista no link www.alemdorh.blogspot.com

Por:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of