Artigos

Comunicador: saiba mais sobre esse perfil comportamental

Diferentes pessoas vêm com diferentes cargas, gostos, desgostos, conhecimentos, desejos, cultura e criação. Isso tudo leva ao que já é de conhecimento geral: as pessoas não são iguais — cada um é cada um — e respeitar essas diferenças é essencial dentro do mercado de trabalho.

No mundo corporativo, os perfis comportamentais servem para distinguir e definir os diferentes profissionais com os quais podemos nos deparar em nossa jornada. Um desses perfis é o de comunicador. 

Neste post, contaremos mais sobre esse perfil comportamental. Mas antes de aprofundarmos, entenderemos também sobre os demais existentes.

Nova call to action

Quais são os perfis comportamentais

Ao todo, contamos com quatro diferentes perfis comportamentais. Confira os três que existem além do comunicador.

Analista

Um profissional com tendência de ser um pouco pessimista, o analista é preocupado, rígido e distante. Além disso, é mais observador e calado, habilidoso com atividades detalhadas e conta com agilidade, inteligência e intelectualidade. 

Executor

Considerado um líder nato, o executor é ativo, otimista e dinâmico. Sempre disposto a encarar desafios. Ainda, finaliza suas atividades com rapidez e competência. 

Planejador

O planejador é amante de uma rotina fixa, sendo calmo, tranquilo e cuidadoso. Nesse sentido, gosta de seguir regras e normas, sendo constante e disciplinado. Quando em circunstâncias de emergência, é calmo e pensa antes de agir. 

Como é o perfil do comunicador

O perfil comportamental do comunicador conta com características de pessoas falantes, extrovertidas e sempre ligadas ao que os rodeia. Além disso, têm facilidade em abordar vários assuntos diferentes e atuar em trabalhos em equipe.

No lado ruim, o comunicador tende a não gostar de feedbacks negativos, sempre procurando uma saída para não recebê-los — seja se vitimizando ou simplesmente ignorando o que lhe foi falado. Assim, buscar encontrar maneiras de compensar e voltar a ser prestigiado.

Ainda, quando trabalha em grupo, sempre procura se destacar entre os demais, além de promover a interação e integração no time.

Por fim, como a organização não é um de seus fortes, os líderes de um comunicador têm que se certificar que os prazos de entrega estão sendo cumpridos e que eles estão trabalhando focados nas demandas.

O comunicador no papel de liderança

Os bons gestores de uma empresa não necessariamente têm apenas um perfil comportamental. Cada área e equipe requerem diferentes competências e qualidades para definir, de fato, quais líderes se adéquam.

Para o comunicador, ao se encontrar em uma posição de liderança, ele não deixa que a formalidade o intimide, optando por gerir a sua equipe com uma informalidade e maior proximidade de cada colaborador, gerando um elo na vida pessoal e profissional.

Assim, ele trata a sua equipe com leveza, respeito e dinamismo, sempre a procura de chance para poder inovar, o que movimenta a sua criatividade como líder. O comunicador sempre traz novas visões, dinâmicas e atividades, visando promover a criatividade de sua equipe.

A autoconfiança ainda é algo que o líder comunicador necessita desenvolver, mas está sempre trabalhando nesse ponto. O empecilho de não deixar que o emocional entre no caminho de suas decisões também é algo que precisa de um pouco de atenção. 

Por fim, para a solução de demandas e tarefas, o profissional comunicador necessita se fixar mais ao lado prático e estratégico da coisa. Além disso, ele precisa aprender a falar não para tarefas que não fazem parte do seu escopo.

O conteúdo foi útil? Então, continue por aqui e descubra como os perfis e a gestão comportamental são essenciais para as empresas.

0 0 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments