Artigos

Currículo: Existe Uma Formula Secreta?

De fato, hoje encontramos diversas formas e formatações de currículos, mas será que eles estão de acordo com o cargo e o objetivo ao qual se pleiteia nas organizações?

Primeiramente precisamos nos cercar de que temos a experiência ao cargo que desejamos, não é possível que um candidato se inscreva em uma vaga ao qual não se tem o perfil desejado. Bom senso e discernimento será fundamental neste momento. Sabemos que o mercado está difícil, e não é por isso que iremos nos candidatar a uma vaga que não se enquadre ao nosso perfil profissional, salvo se a empresa em seu anúncio colocar (“sem experiência”).

Em nosso currículo, nossa vida profissional precisa ser contada de forma simples, clara e objetiva, afinal nenhum recrutador que ler histórias, mas sim ir de direto ao ponto em que interessa. Quanto mais limpo e objetivo for seu currículo, mais chances terá de atrair o selecionador. Evite colocar informações desnecessárias como números de documentos, nos dias de hoje não sabemos em que mãos nossas informações estão indo, por isso certifique-se antes as informações da empresa e verifique se é confiável. Posteriormente essas informações serão preenchidas na solicitação de emprego quando for chamado para uma seleção. (Nome, Idade, se é solteiro ou casado e etc, CNH e Registro do Conselho caso possua, Endereço, telefone e e-mail) São informações básicas de nosso cabeçalho curricular.

O Objetivo ao qual deseja alcançar na organização deve estar alinhado as suas experiências anteriores. É de suma importância que essa etapa seja preenchida adequadamente, é por ali que o selecionador irá orientar-se para futuros contatos e também se suas experiência anteriores se enquadram com a necessidade da empresa.

Após esse conceito, descreva sua formação acadêmica, não é preciso colocar desde seu ensino fundamental, ou seja se colocar o ensino médio significa que passou pelas etapas anteriores e vice-versa. Especificar se está concluído ou em andamento e seu prazo de término.

Se tem algum conhecimento em língua estrangeira também é necessário especificar, não só colocar mas também descrever qual o nível de conhecimento (escrita, leitura, compreensão (audição e conversação).

Posteriormente virão as suas experiências profissionais, que precisam seguir a ordem cronológica do último para os anteriores. Mas o que colocar nas descrições das experiências? Primeiramente colocar o nome do cargo e o da empresa bem como a data de contratação e a data do desligamento. Após este conceito deverá especificar de maneira objetiva as atividades desenvolvidas na função, é neste campo que o selecionador dará maior atenção. Importante lembrar que devemos colocar pelo menos os últimos três locais aos quais tivemos experiências, as demais experiências poderão ser comentadas em uma futura entrevista e caso seja de relevância profissional.

Em seguida, colocaremos os cursos extracurriculares, cursos de informática, administrativos, palestras, cursos internos na empresa, congressos e até mesmo mencionar trabalhos sociais caso venha a exercer algum na comunidade. Lembrando que os trabalhos sociais tem grande peso e relevância para as empresas e são vistos com bons olhos pelas organizações.

Pontos os quais poderão contribuir e muito em seu currículo profissional é não mentir e omitir informações, afinal a empresa atual que está recrutando entrará em contato com seu último emprego e irá verificar a veracidade das informações descritas ou até mesmo faladas em uma entrevista presencial. Cuidado é a palavra certa.

Outro ponto que podemos abordar são as fotos incluídas nos currículos, muito cuidado para não se queimar sem ao menos participar de um processo seletivo. Fotos devem ser colocadas dependendo da exigência da empresa. Caso não seja solicitado não coloque.

Os candidatos pecam demais com tipos de fotos colocadas em seus currículos, por exemplo eu já recebi currículos com fotos de corpo inteiro, a pessoa fazendo caras e bocas a vaga é para Técnico de Laboratório, mas parecia que a pessoa havia enviado o currículo com foto para agência de modelos, ou seja, nada adequado para o cargo ao qual pleiteava na empresa. Ou então fotos de redes sociais do tipo “Selfie” (autorretrato). Fotos com garrafas de bebidas e etc. Não colocar molduras no currículo, ou colocar florzinhas, corações. Lembre-se Bom senso é tudo, trata-se de um documento e não um papel de carta.

Dica: Não exagere no número de páginas do currículo, pois já dissemos anteriormente o selecionador não quer ler histórias, mas sim obter informações o mais rápido possível para executar o processo de seleção. No máximo duas páginas, está de bom tamanho, e é aceitável pelo Recrutamento e Seleção das empresas.

Com essas informações já podemos inserir no mercado nosso currículo, não se preocupe se seu currículo está com pouca informação, lembre-se sua carreira profissional pode estar começando e é evidente que não tem experiências anteriores, portanto para enriquecer seu currículo profissional a dica é: Estude, faça cursos, participe de palestras e congressos, isso irá contribuir para o enriquecimento de seu currículo e também do seu intelectual. Estar por dentro das informações e inovações é obrigação do profissional moderno que deseja obter crescimento e ser reconhecido como um diferencial pela empresa e não ser considerado mais um na multidão.

Faça a diferença.

Boa sorte!

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of