Artigos

Por que você envia muitos currículos e não consegue entrevistas de emprego?

currículos

Por Eduardo Felix, Especialista em Recursos Humanos, Carreiras & Recolocação. Trabalha atualmente com treinamento para entrevistas de emprego, com mais de 300 clientes recolocados ao redor do mundo desde 2019

Muitos candidatos reclamam que passam o dia inteiro navegando por sites de recrutamento e que apesar de enviar muitos currículos, não conseguem ser chamados para entrevistas de emprego. Muitos tendem a culpar o recrutador, já que há casos nos quais o candidato possui a maioria dos requisitos listados nas descrições das vagas e mesmo assim não consegue chamar a atenção do recrutador. E agora, o que fazer? Será que é possível um recrutador ler tantos currículos em um único dia? Saberemos a seguir.

Nova call to action

Quem busca emprego precisa entender que atualmente há muito mais candidatos para pouquíssimas vagas para a maioria das profissões no nosso país. Quando um recrutador publica uma vaga em um site, pode ser que ele receba centenas ou até mesmo milhares de candidaturas. Não é possível que um recrutador leia essa quantidade recebida.

Por isso, muitas empresas utilizam um ATS (Applicant Tracking System), ou seja, um Sistema de Rastreamento de candidaturas que tem como função primária, dentre muitas outras, fazer a triagem inicial dos currículos que os candidatos enviaram. O ATS ajuda o recrutador a conduzir o processo seletivo de ponta a ponta, desde a abertura da vaga até o fechamento.

Quem se candidata às vagas disponíveis no mercado precisa buscar informações de como utilizar os sites nos quais ele faz suas candidaturas diárias, já que cada um deles possui peculiaridades. É preciso entender cada uma dessas peculiaridades, como por exemplo, quais você deve manter um modelo único e quais você deve customizar de acordo com a descrição em sites que pedem para anexar currículos ou preencher formulários.

Outro ponto importante é saber se a maioria das vagas que se candidata pedem testes, que possuem validade. Caso sim, é importante estudar antes de começar a fazer, já que os resultados possuem validade e podem prejudicar candidaturas futuras.

Por último, precisamos compreender a tecnologia Parsing e a sua relação com as palavras-chave. Essa tecnologia vai analisar um currículo, extrair as informações contidas e transfere para o sistema de uma empresa e ajuda a identificar e classificar os perfis mais interessantes de acordo com critérios – é comum que um dos critérios seja a busca por palavras-chave.

Dessa maneira é possível concluir que as palavras-chave são customizadas em algumas plataformas ou são estáticas em outra. Não é possível que o candidato trabalhe com base no achismo. É preciso que ele busque essas palavras-chave, que estão contidas nas descrições de cargo.

Há outras variáveis que podem estar envolvidas com o fracasso de geração de entrevistas, como o tempo de envio: minha sugestão é que seja feita em todos os dias úteis e apenas uma vez por dia, no máximo de sites/plataformas que puder, já que as empresas trabalham com plataformas diferentes de acordo com as necessidades de contratação e o investimento.

Outro fator importante é enviar currículos para vagas que há similaridade entre a descrição e a experiência. Arrumar um emprego é um emprego, que exige dedicação, regularidade e foco.

O conteúdo foi útil? Então, o que acha de conferir  outras dicas sobre a LGPD e os currículos no processo de seleção.

planilha controle de férias

5 1 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

News do RH Portal

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de todas as Novidades e Tendências do Universo do RH