Artigos

Guia do Currículo: Sem segredos

Curriculum Vitae, Currículo ou, simplesmente, CV são nomes que se dão a sua trajetória de vida e profissional. Esta trajetória deve ser contada de maneira simples, sem conter quaisquer erros de português, com uma estrutura limpa e com as informações necessárias para que o recrutador possa saber um pouco sobre quem você é, o seu objetivo profissional, seu histórico acadêmico, a sua trajetória profissional, seus conhecimentos em outros idiomas e em informática e os cursos realizados.

Quem você é – dados pessoais

  1. Nome completo, data de nascimento, estado civil, endereço completo, telefones, e-mail e redes sociais.

2. Em relação a e-mail tenha um com o endereço contendo seu nome, por exemplo: josesantos@… ou feliciasilva@… Nada de usar endereço com apelidos. O curriculum é um documento.

3. Quanto as redes sociais coloque o endereço do LinkedIn, se não tiver, coloque o endereço do Facebook.

4. Não coloque números de CPF e RG.

Objetivo profissional

Coloque apenas o cargo ou a área em que desejar atuar.

É proibido colocar – Venho através desta, candidatar-me a uma vaga nesta conceituada empresa com o objetivo de não medir esforços para que possam ficar satisfeitos com o meu trabalho e daí então crescer profissionalmente junto a mesma, ou algo parecido. O recrutador quer o profissional focado e comprometido.

Histórico acadêmico

Cite a escolaridade (ensino médio completo) ou a graduação, o nome da instituição e ano de conclusão ou a previsão de término. Não é necessário colocar o ensino médio caso tenha ensino superior.

Exemplo – Ensino médio completo, no colégio x, concluído no ano x.

Graduação em x, na faculdade ou universidade x, concluído no ano x ou com previsão de termino no ano x.

Trajetória profissional

Cargo, nome da empresa, ano de entrada e saída, atividades desenvolvidas.

1. Cite primeiro o emprego mais recente indo até o primeiro.

2. Cite apenas os empregos que tenham a ver com o objetivo profissional.

3. Caso seja o primeiro emprego ou esteja saindo da faculdade, cite os estágios realizados, trabalhos voluntários e aquelas atividades realizadas na faculdades.

4. Vale também citar os principais prêmios recebidos, bônus e os reconhecimentos nos empregos.

5. Se houver muitos empregos, não coloque todos para o curriculum não ficar muito extenso. Coloque só os mais recentes/importantes.

Idiomas

Coloque o nível de fluência na escrita e na fala em tal idioma.

Exemplo: fluente na escrita e na fala em inglês, espanhol ou outra língua, ou nível intermediário na escrita e fluente na fala em inglês, espanhol ou outra língua.

Não minta no currículo, o recrutador costuma testar o candidato. Se não fala e nem sabe escrever, nem coloque este tópico.

Cursos realizados

Coloque o nome do curso, o período realizado e a instituição. Aqui também vale para os cursos de informática.

Exemplo: Curso em x, no ano x, no total de x horas. na instituição x ou no local x / Curso em x, no ano x, nos dias de x a x, na instituição x ou no local x

Considerações importantes

1. O curriculo deve estar totalmente de acordo com o objetivo profissional e de acordo com a vaga em questão;

2. Não minta, não exagere ou omita informações importantes;

3. Apenas coloque foto quando solicitado no anúncio da vaga;

4. Caso a vaga em questão peça informações sobre: categoria da habilitação, carro ou moto próprios ou condições de mudar de cidade ou de país, crie um tópico com o nome outras informações.

5. Caso a vaga seja na área de informática, de tecnologia ou administrativa (escritório) é obrigatório informar as habilidades e todo conhecimento no pacote office

6. Ao fim dele, não assine e nem coloque coloque a cidade, estado e a data.

O Currículo é o primeiro contato que você tem com o recrutador, então tenha cuidado ao elaborar, ao manusear e ao entregar em mãos. Preste atenção em cada detalhe, pois cada empresa tem sua maneira de analisá-lo e sua maneira de enxergar os candidatos.

Para fazer um bom currículo:

1. Visite sites especializados em carreira (geralmente estes sites dão dicas e conselhos sobre como fazer um bom);

2. Peça auxílio para aquele amigo que participa de entrevistas;

3. Peça a algum professor ou aquele amigo “expert” em português para que faça uma boa revisão gramatical e ver se possui coerência e persuasão;

4. Não peça a profissionais especializados em currículos para criar ou para fazer uma revisão caprichada, isso acaba tirando muito sua personalidade.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of