logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > RH na Prática > Dinâmica para processo seletivo: conheça as mais populares

Sumário

Dinâmica para processo seletivo: conheça as mais populares

Descubra quais são as atividades aplicadas com mais freqüência pelos recrutadores e veja dicas para ter sucesso durante o processo

Optar por realizar dinâmica para processo seletivo é de grande valia. A busca pelo candidato ideal em um processo seletivo é um desafio crucial para as organizações.

Além de avaliar habilidades técnicas, é essencial identificar candidatos que se encaixem na cultura da empresa e demonstrem habilidades interpessoais relevantes. 

É nesse contexto que as dinâmicas para processo seletivo desempenham um papel fundamental.

Essas atividades proporcionam uma visão única das capacidades dos candidatos, indo além do currículo e da entrevista convencional. 

Neste artigo, exploraremos as dinâmicas para processo seletivo mais populares, destacando como elas podem ser aplicadas eficazmente no contexto de recrutamento e seleção. 

Sobre dinâmica no processo seletivo 

Para muitos candidatos, a dinâmica de grupo é um dos momentos mais críticos de um processo seletivo. 

Além de ter de interagir e se destacar em meio a pessoas desconhecidas, é exigido do participante jogo de cintura para saber lidar com jogos e atividades propostos na hora.

“A dinâmica de grupo em processos seletivos visa identificar o candidato certo para uma vaga específica. 

Por isso, a atividade aplicada deve ser análoga à função do cargo oferecido”, afirma Roberto Hirsh, da SBDG (Sociedade Brasileira de Dinâmica dos Grupos).

Deste modo, a maior dica para o candidato é ter certeza de que possui o perfil desejado pela empresa. 

“O maior inimigo do candidato é ter o perfil inadequado para o cargo, e não as pessoas que estão concorrendo com ele”, explica a psicóloga organizacional Beatriz de Campos, consultora da Pensare Consultoria.

Mas como os selecionadores optam por aplicar esta ou aquela dinâmica? “Cada profissional tem seus autores de dinâmica favoritos.

No meu caso, gosto do trabalho de Maria Rita Gramigna e Marise Jalowitzki, entre outros. Além disso, pesquiso em sites especializados”, conta Beatriz.

Não há como prever qual tipo de dinâmica será aplicado em determinada empresa, mas estudar alguns exemplos pode ajudar em sua preparação.

Confira algumas vivências frequentes em processos seletivos

Gestor de RH liderando uma dinâmica para processo seletivo com candidatos participativos.
  • Apresentação: Antes de começar a trabalhar em grupo, é preciso conhecer cada um dos candidatos. A apresentação pode ser feita apenas oralmente, quando cada participante fará uma pequena descrição de sua vida pessoal e profissional.
  • Atividade individual: Também é uma opção de avaliação do selecionador, que busca examinar a capacidade do candidato em se expor a outras pessoas, competência na argumentação e fluência verbal;
  • Redação: Algumas empresas pedem durante a dinâmica que os candidatos escrevam um texto (cujo tema pode ser específico ou livre) para avaliar o domínio da língua escrita – seja em português ou outro idioma requisitado pela vaga.
  • Simulação de vendas: Não é raro que os recrutadores peçam para os participantes se dividirem em grupos e bolarem uma estratégia de venda para determinado produto.
  • Trabalho em equipe: Inúmeras dinâmicas têm o objetivo de avaliar como o candidato interage em grupo – se é introvertido ou não, engajado com a equipe ou relapso, possui capacidade de argumentação ou não, apresenta características de liderança ou de liderado, etc.

Conquistando o sucesso na dinâmica para processo seletivo

Muitas competências são avaliadas durante todo o processo e, por mais diferentes que sejam as vagas, algumas habilidades são sempre bem-vindas.

Tais como: criatividade, flexibilidade, iniciativa, capacidade de negociação, foco em resultados, capacidade de trabalho em equipe, autoconfiança, liderança, estabelecimento de metas e tomada de decisão.

É muito importante que você se prepare e estude bem a empresa e o cargo pretendido, contudo, lembre-se de que sua atitude deve ser o mais natural possível.

Não tente decorar o que vai fazer na dinâmica. Você ficará mais ansioso e as chances de falhar aumentam.

Como você não pode prever quais serão as atividades aplicadas, veja quem é o candidato que os avaliadores procuram – em todos os tipos de dinâmica:

  • Aquele que é seguro de si, que possui valores, metas e ideias condizentes com as da empresa;
  • Acompanha o ritmo da equipe, respeitando e colaborando com os membros participantes;
  • Desempenha sua tarefa com o uso do raciocínio, planejando e executando o trabalho de forma organizada, expondo suas ideias com fundamento;
  • Aceita os demais membros, promovendo-os também para o sucesso e êxito em seu desempenho.

É automaticamente descartado quem:

  • Demonstra comportamento arrogante;
  • Possui timidez demasiada, sem participação efetiva;
  • Finge comportamentos;
  • Boicota algum membro do grupo;
  • Busca destaque em excesso, não permitindo a participação dos demais membros.

Saiba mais: confira nosso curso sobre Processo Seletivo Humanizado e aprenda  a tornar suas ações de recrutamento e seleção mais assertivas e focadas na humanização, promovendo sua marca empregadora e garantindo o desenvolvimento saudável do mercado corporativo.

Quais dinâmicas são as mais usadas no processo de seleção?

No processo de seleção, várias dinâmicas são comumente usadas para avaliar as habilidades, competências e adequação cultural dos candidatos.

As dinâmicas escolhidas podem variar dependendo da empresa, do cargo em questão e dos objetivos da seleção. 

Escolha de um candidato através de uma dinâmica para processo seletivo ilustrada por ícones de pessoas.

Aqui estão algumas das dinâmicas mais usadas:

  • Entrevistas Comportamentais: Embora não sejam uma dinâmica de grupo tradicional, as entrevistas comportamentais são amplamente usadas para explorar como os candidatos lidaram com situações passadas.
  • Estudos de Caso: Os candidatos são apresentados a um problema ou desafio de negócios e são convidados a propor soluções. 
  • Dinâmicas de Grupo: Neste cenário, os candidatos são colocados em grupos e recebem tarefas ou problemas para resolverem juntos. Isso avalia habilidades de trabalho em equipe, liderança, comunicação e resolução de conflitos.
  • Assessment Center: Um conjunto de exercícios, incluindo estudos de caso, simulações e dinâmicas em grupo, é usado para avaliar várias habilidades e competências dos candidatos, incluindo liderança, tomada de decisões, habilidades interpessoais e resolução de problemas.
  • Testes de Personalidade e Habilidades: Embora não sejam dinâmicas de grupo no sentido tradicional, os testes psicométricos são amplamente utilizados para avaliar traços de personalidade, aptidões e competências específicas.
  • Apresentações: Os candidatos podem ser convidados a fazer uma apresentação sobre um tópico relacionado ao trabalho, demonstrando suas habilidades de comunicação, clareza e capacidade de persuasão.
  • Jogos de Negócios: Em alguns casos, jogos de negócios podem ser usados para simular situações de trabalho do mundo real e avaliar habilidades analíticas, estratégicas e de tomada de decisões.
  • Simulações de Trabalho: Os candidatos podem ser convidados a realizar tarefas que seriam típicas do cargo, permitindo que os avaliadores vejam como eles se saem na execução de suas funções.
  • Dinâmicas de Avaliação de Valores e Cultura Organizacional: Os candidatos participam de atividades que avaliam sua compatibilidade com os valores e a cultura da empresa.

Qual a melhor dinâmica de grupo?

A escolha das dinâmicas de seleção depende dos requisitos específicos do cargo e dos objetivos da empresa.

Muitas vezes, uma combinação de diferentes métodos é usada para obter uma visão completa dos candidatos.

É importante que as dinâmicas sejam relevantes para o cargo e aplicadas de forma justa e imparcial.

Não existe uma única “melhor” dinâmica de grupo, pois a escolha da dinâmica mais adequada depende dos objetivos específicos da seleção ou do treinamento, do cargo em questão e das competências que a empresa deseja avaliar.

Cada dinâmica tem seu próprio propósito e é mais apropriada em determinadas situações.

Veja também:

Algumas dinâmicas populares incluem estudos de caso, simulações de trabalho, role plays, jogos de negócios e dinâmicas de grupo tradicionais.

No entanto, a melhor dinâmica será aquela que atende aos critérios específicos do seu processo de seleção ou treinamento.

É importante adaptar a escolha da dinâmica às necessidades da empresa e aos requisitos do cargo, garantindo que ela forneça informações relevantes para a tomada de decisões informadas sobre a contratação ou desenvolvimento dos candidatos.

Peça de quebra-cabeça faltando em um fundo laranja, representando a dinâmica para processo seletivo e a busca pelo candidato ideal.

Como é a dinâmica para processo seletivo da caneta?

A dinâmica da caneta é uma atividade frequentemente utilizada em treinamentos e workshops para ilustrar conceitos relacionados à comunicação, percepção, trabalho em equipe e solução de problemas.

Ela é uma dinâmica simples, mas eficaz, que pode ser adaptada para diferentes contextos e objetivos. 

A dinâmica da caneta visa destacar a importância da comunicação clara, da escuta ativa e da colaboração em um grupo.

A dinâmica da caneta é uma ótima maneira de destacar a importância da comunicação, da colaboração e da atenção aos detalhes em um ambiente de grupo.

Portanto, é uma atividade simples, mas eficaz, que pode gerar discussões valiosas e insights sobre como melhorar o trabalho em equipe e a comunicação.

Conclusão

Em conclusão, as dinâmicas para processo seletivo desempenham um papel fundamental na identificação e seleção dos candidatos mais adequados para uma determinada posição ou empresa. 

Elas oferecem uma visão única das habilidades interpessoais, competências e capacidades dos candidatos que vão além do que pode ser revelado por meio de currículos ou entrevistas convencionais.

Assim, incorporar dinâmicas eficazes em seus processos de seleção pode resultar em contratações mais bem-sucedidas e contribuir para o crescimento e sucesso de uma organização.

Portanto, ao planejar um processo seletivo, considere cuidadosamente quais dinâmicas podem ajudar a alcançar seus objetivos de recrutamento.

CHRO Responsável pelos times de People, Analytics Performance, Facilities, Culture; Talent Acquisition; Compensation; Employer Branding, L&D e Engagement Mestre em Administração com ênfase em Marketing, Professora Universitária Pós-graduada em Gestão de Pessoas e Pós-graduada em Orientação de Carreiras Coach e Mentoring
Assine a nossa Newsletter