logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Treinamento e Desenvolvimento > Educação corporativa nas empresas: o que é, benefícios e como implementar

Sumário

Educação corporativa nas empresas: o que é, benefícios e como implementar

A educação corporativa é uma estratégia de desenvolvimento profissional que visa capacitar os colaboradores para que eles possam desempenhar suas funções de forma mais eficaz e contribuir para o crescimento e sucesso da empresa.

Investir no desenvolvimento contínuo do capital humano é mais do que focar apenas no treinamento dos times. Empresas que têm a educação corporativa como parte de sua cultura, conseguem operar de forma muito mais estratégica no alcance de objetivos e metas. 

Neste post, o RH Portal vai explicar melhor esse conceito, sua importância dentro das organizações, como implementar uma cultura de aprendizagem e outros pontos relevantes para que você alavanque o seu negócio. Confira o conteúdo na íntegra. 

O que é educação corporativa nas empresas?

Trata-se de uma estratégia de gestão de pessoas que visa uma cultura de aprendizagem entre os colaboradores. Mas a prática vai muito além de fornecer treinamentos e qualificar a mão de obra. 

Na verdade, consiste em desenvolver competências e habilidades importantes no contexto organizacional, contribuindo para o desenvolvimento dos profissionais e para o crescimento do negócio. 

Jeanne Meister, fundadora da Future Workplace Academy e colunista da Forbes, define a educação corporativa como um “guarda-chuva estratégico para desenvolver e educar funcionários, clientes, fornecedores e comunidade, a fim de cumprir as estratégias da organização”.

Entre as experiências de aprendizagem relacionadas ao processo, podemos citar:

  • Workshops internos;
  • Universidades corporativas;
  • Trilhas de aprendizado;
  • Plataformas de e-learning;
  • Parcerias com escolas de tecnologia. 

Quais são os objetivos da educação corporativa nas empresas?

A educação empresarial tem como principal objetivo uma boa gestão de conhecimento dentro das organizações, alinhando o desenvolvimento de pessoas às metas e necessidades do negócio. 

No entanto, é importante frisar que não se trata de uma capacitação tradicional, e sim de uma estratégia que deve contribuir ativamente na busca pelos objetivos da empresa. 

Nesse sentido, teóricos especializados pensam na educação corporativa com base em 7 princípios fundamentais:

  • Competitividade: é um importante diferencial competitivo;
  • Perpetuidade: é parte de um processo da cultura organizacional;
  • Conectividade: é incentivada por meio das conexões e da democratização das informações;
  • Disponibilidade: os meios de aprendizado devem ser acessíveis;
  • Cidadania: deve estimular a cidadania, o pensamento crítico e a ética dentro e fora da empresa;
  • Parceria: a organização deve contar com o apoio de parceiros e fornecedores para promovê-la;
  • Sustentabilidade: precisa trazer valor e resultados ao negócio. 

Qual a importância da educação empresarial?

Qualificação e atualização constante são processos fundamentais para uma empresa que deseja crescer e se manter relevante no mercado. 

Dessa forma, uma cultura voltada para a educação corporativa é de grande valia para identificar pontos de melhoria e necessidades da empresa, contribuindo para suprir essa demanda de conhecimento e aprimoramento dos colaboradores. 

A educação corporativa não só ajuda no treinamento de pessoas recém-contratadas, mas também proporciona um maior desenvolvimento interno, com estratégias de Reskilling e Upskilling.

Além de ajudar a solucionar gaps e desenvolver talentos, esse tipo de cultura também é extremamente benéfico para a gestão de pessoas. Isso porque, demonstra aos colaboradores que a empresa confia e acredita neles, garantindo, assim, mais motivação, engajamento, produtividade e retenção.

Qual a diferença entre treinamento e educação corporativa?

Embora pareçam sinônimos, existem algumas diferenças relevantes entre a educação corporativa e os modelos de treinamento tradicionais. As principais são:

  • Público-alvo: os treinamentos são voltados exclusivamente para os funcionários, enquanto a educação corporativa pode atingir também clientes, parceiros e fornecedores;
  • Objetivos: o objetivo da educação corporativa é o crescimento da empresa alinhado ao desenvolvimento dos colaboradores. No caso dos treinamentos, a estratégia visa o desenvolvimento de skills individuais, importantes para cada colaborador, e não necessariamente para a estratégia macro;
  • Duração: a educação corporativa é pensada a longo prazo, enquanto a capacitação é feita a curto prazo, com foco no desenvolvimento imediato de habilidades;
  • Modelo de aprendizagem: o treinamento padrão tem uma abordagem mais passiva, na qual o aluno assimila a informação recebida, com pouca participação. Já na educação corporativa, o papel do aluno é ativo no processo de aprendizagem. 

Como fazer a gestão do conhecimento e a educação corporativa?

gestão do conhecimento nas organizações

Antes de mais nada, é importante entender o conceito de conhecimento. Pela definição geral, conhecimento é o entendimento e a interpretação das informações recebidas, ou seja, é uma etapa posterior à obtenção de informações. 

Hoje, somos constantemente atingidos por um excesso de informações e a gestão desses dados é essencial para a construção do conhecimento e para garantir que o processo de aprendizagem seja completo e eficiente. 

Portanto, a gestão do conhecimento é uma facilitadora no processo de aprendizado e ajuda a construir uma linha de raciocínio coerente para a resolução de problemas. Exatamente por isso, ela é fundamental na educação corporativa. Isso porque, garante uma capacitação alinhada aos objetivos e estratégias da empresa.

Quais são os benefícios da educação empresarial para as organizações? 

A educação corporativa apresenta inúmeras vantagens para as empresas, já que é muito mais abrangente do que os treinamentos tradicionais. Entre os principais benefícios, podemos citar:

  • Mais agilidade de negócio;
  • Tomada de decisões estratégica;
  • Práticas e processos mais sustentáveis para o negócio;
  • Renovação de conhecimento;
  • Melhora no business agility, ou seja, na capacidade de adaptação da empresa;
  • Fortalecimento do employer branding;
  • Desenvolvimento de lideranças nas organizações;
  • Estímulos à inovação.

Como implementar a educação corporativa nas empresas?

O primeiro passo é realizar um levantamento do cenário atual da organização para entender suas necessidades. Aqui, é importante identificar o que já está consolidado e quais pontos precisam de mais desenvolvimento em cada área da empresa. 

Em seguida, é hora de traçar um plano de ação, com cronogramas que contemplem tudo o que foi mapeado. Mas é fundamental que esse plano esteja alinhado com as metas e objetivos da empresa. Então, organize todas as dores que foram mapeadas e que você deseja resolver/desenvolver, mesmo que elas não estejam nos planos imediatos.  

O próximo passo é a execução. Nessa etapa, você deve elencar todos os temas e conteúdos que serão abordados e definir quais metodologias e ferramentas serão mais eficazes em cada um deles. Se a ideia for implementar cursos, por exemplo, é válido pensar em pesquisas de satisfação e testes que ajudem o departamento de RH a acompanhar os resultados. 

Desse modo, monitorando os resultados e métricas e utilizando ferramentas tecnológicas de análise de dados, como o People Analytics, será possível avaliar a efetividade de cada trilha de aprendizado, o que possibilitará a realização de ajustes e mudanças caso seja necessário.  

Quais as principais tendências da educação corporativa?

Assim como outras áreas, a educação corporativa também está sempre em evolução, recebendo contribuições da tecnologia e se modificando para atender novas demandas. Para você ficar por dentro do que está em alta nessa área, a seguir, listamos 4 tendências que estão chegando para ficar. 

Realidade virtual

Nos últimos anos, muito se falou sobre realidade virtual e metaverso. Mas você já parou para pensar em como essas tecnologias podem ser incorporadas no dia a dia corporativo? 

Esse tipo de simulação é bastante interessante quando aplicado na educação empresarial. Com a realidade virtual, é possível simular situações reais e treinar os colaboradores de forma muito mais divertida e interessante. 

Imagine que você esteja programando cursos de RH e capacitações para os profissionais que trabalham com gestão de capital humano (HCM). Nesse caso, seria possível simular, por exemplo, entrevistas de recrutamento e seleção, para preparar os profissionais e ajudá-los a lidar melhor com diferentes perfis comportamentais.

Microlearning

O modo como as pessoas consomem conteúdo mudou conforme os anos. Hoje, as redes sociais, como o Tik Tok e o Instagram, influenciam em uma busca por conteúdos rápidos e dinâmicos, o que acaba, indiretamente, refletindo no aprendizado. 

Para suprir essa nova demanda, foi criado o conceito de microlearning. A técnica busca dividir um conteúdo completo em pequenos fragmentos, para que eles possam ser consumidos em forma de pílulas nos dispositivos móveis. 

Gamificação

A gamificação, já tão utilizada no recrutamento e seleção, também ganha um espaço interessante na educação corporativa, pensando em maximizar a experiência do aluno e garantir uma aprendizagem prazerosa e eficiente.  

Essa técnica utiliza jogos, missões, recompensas e ranqueamentos para garantir o engajamento dos profissionais, que aprendem novas habilidades e competências dentro de uma dinâmica de game. 

E-learning

Por fim, o e-learning, ou aprendizado à distância, também é uma tendência que vem ganhando cada vez mais força. Isso porque, ao realizar treinamentos, cursos e workshops em um ambiente virtual, a empresa consegue reduzir custos e promover o conhecimento de forma prática e interessante. 

O e-learning também permite uma maior personalização de temáticas e plataformas, de acordo com o perfil da empresa, o que ajuda a fortalecer a cultura organizacional e a promover o employer branding. 

O que esperar para o futuro?

Como vimos, a educação corporativa e o lifelong learning (ou aprendizado constante) são  conceitos muito importantes e que estão ganhando cada dia mais espaço dentro das grandes corporações. 

Muitas empresas que ainda não investem nesse tipo de desenvolvimento de talentos estão ficando para trás no mercado e perdendo um importante diferencial competitivo. Dessa forma, se você ainda não está implementando políticas voltadas para o aprendizado, é interessante começar a planejar essa mudança. 

Agora que você já sabe o que é a educação corporativa e como ela pode ajudar a alavancar o seu negócio, que tal aprender mais sobre como a educação corporativa pode ajudar sua empresa a crescer?

Na Escola de Pessoas, plataforma de educação da Sólides, você encontra uma variedade de cursos voltados para o desenvolvimento de habilidades técnicas, comportamentais e de liderança.

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Camila Rocha, é uma profissional experiente em publicidade. Com formação pela Fumec, ela coordena atualmente a BU de Educação na Sólides Tecnologia, onde trabalha há 6 anos. Sua expertise em liderança e estratégias de educação corporativa tem sido fundamental para impulsionar o crescimento e o desenvolvimento dos colaboradores.
Assine a nossa Newsletter