logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Gestão de Pessoas > Employee experience: o que é e o que ela pode fazer pelo seu RH

Sumário

Employee experience: o que é e o que ela pode fazer pelo seu RH

O employee experience, ou EX, coloca o colaborador como foco central das decisões tomadas pelos Recursos Humanos. Seu objetivo é implementar ações que promovam o crescimento e o bem-estar das equipes na corporação.

Durante muito tempo, as empresas se preocuparam apenas com a experiência dos clientes e usuários de sua marca.

Assim, os esforços para melhorar os produtos e serviços foram sempre voltados para o público externo. Mas a experiência do colaborador, como fica? Employee experience são ações para garantir o bem-estar das equipes.

Com o passar dos anos, porém, o mercado foi descobrindo que, para oferecer bons produtos e serviços aos clientes, o primeiro público a receber atenção e investimento deveria ser os colaboradores.

Ou seja, a forma como o público interno é tratado e valorizado afeta, diretamente, nos resultados externos.

Daí surge o conceito de employee experience, ou experiência do colaborador/empregado, que tem sido adotado e praticado por muitas empresas e que tem trazido resultados positivos, em relação aos retornos financeiros e também de engajamento, relacionamento e atração e retenção de talentos.

O que é employee experience e sua relação com o RH estratégico

A employee experience diz respeito à relação que é construída entre a empresa e o colaborador e que, podendo ser positiva ou negativa, traz bons ou maus resultados para a organização. 

É um conjunto de experiências vividas pelo colaborador, desde o momento em que ele se inscreve para uma vaga de emprego naquela empresa. 

curso para reter colaboradores

Assim, o propósito desse conceito é melhorar o relacionamento e a conexão entre ambas as partes, a fim de conquistar funcionários que estejam realmente engajados e motivados a darem o seu melhor pela empresa e, junto a ela, obter crescimento e reconhecimento profissional.

Trabalhando sob o viés da employee experience, a empresa demonstra que sabe que, para agradar seus clientes, precisa primeiro investir em um ambiente de trabalho saudável, que atraia e retenha talentos e que se preocupa com as necessidades e preferências do seu time. 

Em linhas gerais, esse conceito trabalha a gestão de pessoas sob um aspecto mais humano e comportamental, não apenas com foco em resultado para a empresa, mas para ambas as partes.

De acordo com um estudo da Gallup, colaboradores que têm uma experiência de funcionário positiva são 70% mais propensos a se engajar no trabalho e 63% mais propensos a recomendar a empresa a amigos e familiares.

Para isso, o papel do RH estratégico é fundamental.

Atuar com a employee experience, primeiramente, diz respeito a um vasto conhecimento sobre sua equipe, características e sobre o alinhamento dos valores da empresa e dos funcionários, sempre com base no diálogo, na comunicação e na transparência.

Isso quer dizer que o RH deve preocupar-se com o bem-estar das equipes e com formas eficazes de tornar seus funcionários admiradores da empresa e do que ela representa. 

Afinal, essa é a área que estará por trás do planejamento das ações e da colocação em prática do conceito, é claro, tendo os demais setores como fortes aliados do processo.

Qual o objetivo do Employee Experience?

O objetivo do Employee Experience é criar um ambiente de trabalho positivo e enriquecedor que supere as expectativas dos colaboradores em todos os aspectos de sua jornada na empresa. 

Esta abordagem foca em entender e melhorar a forma como os funcionários interagem com a organização, desde o processo de recrutamento até o desenvolvimento de carreira e eventual desligamento.

O Employee Experience visa proporcionar uma experiência holística que englobe todos os pontos de contato entre o empregado e a empresa, incluindo a cultura organizacional, o ambiente de trabalho físico e virtual, as políticas de RH, a gestão e a liderança. 

Ao otimizar estes aspectos, a empresa busca melhorar a satisfação, o engajamento e o bem-estar dos colaboradores, levando a um aumento da produtividade, criatividade e lealdade à empresa.

Além disso, uma excelente Employee Experience contribui para fortalecer a marca do empregador, tornando a organização mais atraente para talentos de alto nível e ajudando na retenção de funcionários valiosos. 

Em um mercado cada vez mais competitivo, onde talentos qualificados são um diferencial, oferecer uma experiência positiva aos empregados é essencial para o sucesso e crescimento sustentável de qualquer empresa.

“A experiência do colaborador é a soma total de todas as suas interações com a empresa.” – Jacob Morgan, autor e especialista em Employee Experience.

Portanto, o objetivo principal do Employee Experience é alinhar as necessidades e expectativas dos empregados com os objetivos da empresa, criando um ambiente de trabalho sinérgico que beneficie tanto os colaboradores quanto a organização como um todo.

Quais os benefícios do employee experience?

Equipe colaborativa em uma reunião, refletindo uma experiência positiva do funcionário no ambiente de trabalho.

Apresentado o conceito geral da employee experience, é importante conhecer também benefícios específicos trazidos pelo conceito.

Eles afetam, positivamente, na produtividade, nos resultados e na dedicação dos funcionários pela empresa. Veja alguns dos principais.

1. Aumento do engajamento dos funcionários e dos resultados para a empresa

Funcionário motivado e engajado produz mais. Essa realidade tem sido compreendida cada vez mais pelas empresas. E, quanto mais produtividade, mais resultados a empresa tem também.

Investir na experiência do colaborador é pensar que, juntos, funcionário e empresa, ambas as partes podem sair ganhando.

E essa é, sem dúvidas, uma das principais vantagens de se implementar a employee experience. 

Veja também:

2. Redução da rotatividade e aumento da retenção de talentos

O turnover, ou rotatividade, pode ser considerado um dos principais desafios para as empresas, especificamente para o RH. 

Uma empresa que está sempre demitindo e precisando fazer novas contratações está enfrentando algum problema. Seja durante a seleção, na escolha do perfil ideal para a vaga, na falta de um bom líder ou até mesmo um clima organizacional nada agradável.

Pensar na experiência do colaborador é considerar todas as etapas da contratação e o pós, ou seja, como atrair e reter bons talentos, que vão permanecer por tempo suficiente para evoluir junto com o negócio e deixar o seu legado.

3. Associação do conceito de marca empregadora

Além disso, quando a empresa consegue reter bons talentos e reduzir o turnover, ela também reduz gastos. Isso porque os processos de contratação e demissão geram altos custos e tomam tempo do RH. 

O conceito de experiência do colaborador está diretamente ligado ao de marca empregadora ou employer branding

Basicamente, a employer branding é uma estratégia que busca desenvolver uma visão positiva da marca no mercado. Isso faz com que ela atraia profissionais diferenciados e que queiram trabalhar na empresa. 

Uma marca empregadora é aquela com a qual os melhores profissionais do mercado se identificam e fazem questão de oferecer seus talentos. 

Com esse “título” de marca empregadora, além da atração e retenção de bons talentos, a empresa se coloca em uma posição privilegiada no mercado e é referência para sócios, acionistas, concorrentes, fornecedores e clientes.

4. Ambiente/rotina mais saudável e agradável

Uma empresa que consegue promover um ambiente saudável e uma rotina agradável, sem dúvidas, está à frente de muitas outras.

Esse é um desafio considerável, visto que muitos fatores são necessários para que o clima organizacional seja o mais adequado possível.

Mas buscar isso é ainda mais acessível quando a empresa está pensando no bem-estar dos seus colaboradores e quer, de fato, que as pessoas sintam-se à vontade e confortáveis para desempenhar suas tarefas.

Saiba mais: Confira nosso curso completo sobre Experiência do Candidato e explore os diversos aspectos que compõem a jornada do candidato, desde o primeiro contato até o processo de integração.

Dicas de como implantar employee experience

Mão adicionando a peça final a uma pirâmide de satisfação, representando o aprimoramento da employee experience.

Implementar a employee experience requer, antes de qualquer ponto, o profundo conhecimento sobre a empresa e seus funcionários.

O processo pode ser desafiador, principalmente por se tratar de uma estratégia que mescla aspectos humanos com a busca de resultados. 

Para ajudar as empresas a planejarem a implementação desse conceito, algumas dicas devem ser observadas:

1. Implementar uma cultura de feedbacks realmente eficaz

Comunicação transparente e diálogo aberto são chaves para que a empresa coloque em prática a employee experience e tenha sucesso.

Muitas empresas têm dificuldade em praticar todo esse processo de comunicação.

Afinal, nem todas estão realmente interessadas em entender as demandas e receber também o retorno dos funcionários. Porém, sem essa prática, a experiência do colaborador fica comprometida.

2. Alinhamento de expectativas

A relação trabalhista tende a ser cada vez mais satisfatória quando ambas as partes deixam claras quais são suas expectativas.

O que a empresa espera desse funcionário? E qual a ideia que esse colaborador tem, considerando o seu crescimento e evolução, dentro da empresa?

Entender o que cada parte espera da outra é alinhar sonhos e objetivos para que, juntas, possam realizar.

3. Flexibilidade de horário, modelo híbrido de trabalho e mais autonomia na gestão dos horários

Outra possibilidade de se colocar em prática a employee experience é oferecer alternativas ao colaborador. Principalmente quando o assunto é a sua jornada de trabalho e as regras sobre ela. 

Essa realidade é possibilitada, principalmente, pela tecnologia e pelo surgimento de ferramentas de home office.

Elas permitem uma gestão do trabalho remoto mais eficiente e produtiva com a oferta de tecnologias como, por exemplo, o aplicativo de controle de ponto, dentre outras.

4. Elaborar um bom plano de cargos e salários

Pensar no crescimento e na evolução da empresa é pensar também no sucesso de seus funcionários.

Por isso, negócios que possuem um plano de cargos e salários estruturado tendem a oferecer uma melhor experiência do colaborador.

Isso porque, além dos incentivos, promoção de ambiente de trabalho favorável e autonomia, promoções e aumentos de salários são imprescindíveis nesse pacote, reconhecendo os esforços e investimentos dos funcionários em estudos e projetos e oferecendo a ele possibilidades de crescer dentro da empresa.

Conclusão

Em conclusão, a experiência do empregador, ou employer experience, é um aspecto crucial na gestão de recursos humanos moderna.

Ao focar na criação de uma jornada positiva e enriquecedora para os colaboradores, as organizações constroem uma cultura de trabalho forte e coesa. 

Isso resulta em maior retenção de talentos, produtividade aprimorada e, em última análise, em um desempenho empresarial superior.

Como está a preocupação da sua empresa a respeito da employee experience? Como ela pode levar o negócio para um nível mais humano e focado na satisfação do funcionário?

desenvolvimento e treinamento de pessoas
CHRO Responsável pelos times de People, Analytics Performance, Facilities, Culture; Talent Acquisition; Compensation; Employer Branding, L&D e Engagement Mestre em Administração com ênfase em Marketing, Professora Universitária Pós-graduada em Gestão de Pessoas e Pós-graduada em Orientação de Carreiras Coach e Mentoring
Assine a nossa Newsletter