logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Engajamento – O que é, qual a sua importância e como melhorar

Sumário

Home > Artigos > Benefícios > Engajamento – O que é, qual a sua importância e como melhorar

Engajamento – O que é, qual a sua importância e como melhorar

Entender o conceito de engajamento e como você pode aplicar na sua empresa são passos essenciais para manter um time comprometido com os valores do negócio. Portanto, leia esse conteúdo até o final!

Se você ainda tem dúvida, aí vai uma informação muito importante, o sucesso da sua empresa está diretamente ligado a qualidade do engajamento que a organização proporciona aos colaboradores.

Quando engajados, os funcionários tendem a pensar como donos do negócio, por isso, se dedicam mais e, consequentemente, geram melhores resultados para a empresa.

Mas, como é possível gerar engajamento na empresa? É sobre isso que iremos abordar neste conteúdo, além de lhe mostrar como saber o quão engajado está o seu time. Vamos lá?

Engajamento – O que é?

Engajamento é o termo utilizado para se referir a participação ativa diante de alguma situação. Trazendo o tema para os negócios, o engajamento dos colaboradores está relacionado a ações como:

  • Comprometimento;
  • Compromisso;
  • Dedicação;
  • Envolvimento.

Porém, as ações precisam levar a outros aspectos, como:

  • Satisfação;
  • Motivação;
  • Afetividade.

Ou seja, o que significa engajamento no trabalho?

O engajamento é fundamental para manter a ligação afetiva dos colaboradores com a empresa. Essa ligação pode estar relacionada à relação com o líder, projetos futuros ou o papel que atualmente exerce no negócio.

Portanto, é fundamental saber que o engajamento não se mantém em uma constância. Hoje o colaborador pode estar animado por estar trabalhando na empresa A, porém, daqui a um tempo ele pode não se sentir mais assim.

Qual o objetivo do engajamento?

Segundo uma pesquisa realizada pelo Gallup em 2020, apontou que quando os profissionais estão mais engajados e atuam na linha de frente, são capazes de vender 20% mais.

Por outro lado, os colaboradores se tornam 17% mais produtivos e a gestão consegue minimizar 40% de pontualidade.

Além disso, colaboradores felizes tendem a indicar a empresa 5 vezes mais, são 5 vezes mais comprometidos com prazos e são 3 vezes mais inovadores que outros funcionários.

Portanto, o objetivo do engajamento é tornar os colaboradores o mais motivado possível, para que eles se tornem mais produtivos, tenham uma melhor performance e ainda indiquem a empresa para outros talentos e profissionais.

Assim, o objetivo do engajamento deve ser:

  • Aumentar a produtividade;
  • Aumentar a motivação.
  • Oferecer um bom clima organizacional.

Engajamento e motivação: Qual é a diferença?

Engajamento e motivação: Qual é a diferença?

Motivação é um processo cognitivo fundamental, que faz cada um sair da cama em busca de conquistar os próprios objetivos e pode ser um influenciador para quem quer se destacar no âmbito profissional, já que ela está à disposição para agir.

O engajamento, por outro lado, está relacionado a uma tríade de alinhamento do colaborador, como:

  • Emocional;
  • Cognitivo;
  • Físico.

Ou seja, o que move o colaborador precisa estar ligado a missão, visão e valores da empresa e é apresentado pelo simples movimento de realizar bem suas tarefas.

Quando um profissional está engajado, ele acredita que a sua atuação na empresa é uma maneira de expressar também as suas crenças e propósitos, já que ele está alinhado com a empresa.

Engajamento de colaboradores – Como medir na empresa?

Existem diversas formas, através das pesquisas de engajamento, que você pode medir a relação entre o negócio e os colaboradores.

Abaixo abordaremos algumas:

Pesquisas e Feedback:

É comum que as empresas distribuam aos finais de ano uma pesquisa para seus profissionais, como um meio de avaliar o quão satisfeitos eles ficaram frente a empresa no ano que passou.

Direto ao ponto, essas pesquisas não costumam oferecer todos os dados necessários para organizar uma mudança.

O ideal é que sejam criados questionários de feedback regulares, com uma periodicidade mensal ou trimestral.

Além disso, devem conter os mesmos questionamentos, permitindo assim checar possíveis mudanças ao longo do tempo.

Se você ainda não fez uma pesquisa como essa, uma boa forma de iniciar é enviando um questionário que contenha um mix de perguntas qualitativas e quantitativas, escalonadas, que possibilitem respostas livres para a captação de dados de referência.

Você deve ser transparente quanto aos resultados e fazer uma comparação de resultados obtidos com os de empresas concorrentes. Dessa forma, você poderá entender o empenho da sua empresa dentro do universo escolhido.

NPS do funcionário:

Sendo um provedor de serviço, você provavelmente está familiarizado com o Net Promoter Score (NPS), ou a escala 1 a 10 que mede a lealdade do cliente. A mesma escala pode ser utilizada para avaliar a fidelidade do colaborador.

Ao invés de perguntar o quão provável seria para eles indicarem seu produto ou serviço, você deve perguntar “O quão provável seria você recomendar para um amigo trabalhar nessa empresa?”.

E em seguida faça uma questão aberta, como: “Qual o motivo para sua nota?”, assim você consegue avaliar o feedback e entender como melhorar.

Encontros 1 x 1:

Encontro um a um é uma maneira mais informal e valiosa de medir o comprometimento do funcionário é realizar encontros individuais periodicamente.

Uma maneira mais informal e valiosa de medir o comprometimento do funcionário é realizar encontros individuais periodicamente.

A privacidade proporciona um ótimo ambiente para entender o que está se passando com seus colaboradores e como eles se sentem a respeito do trabalho.

É importante que as pessoas sintam confiança em compartilhar detalhes sem se preocuparem com possíveis consequências.

Você também pode aproveitar esse momento para falar a respeito do crescimento profissional.

Algumas perguntas que podem guiar a conversa:

  • O que você tem pensado nessa semana? Algum novo desafio?
  • Você se sente confiante quanto ao desenvolvimento da empresa?
  • O que aconteceu de bom ou de ruim nos últimos [período de tempo]?
  • Tem alguma habilidade que você gostaria de desenvolver no trabalho?

Entrevista com os atuais colaboradores:

Faça entrevistas com os atuais colaboradores para entender o que faz com que eles continuem indo trabalhar na empresa.

Isso te dará uma ideia sobre o que está dando certo e como você pode melhorar. E, ainda mais importante, como você pode manter seus colaboradores e reter os talentos.

Como engajar pessoas?

Engajamento - o que é

Para gerar engajamento em equipe a empresa precisa passar pelos seguintes aspectos:

Mostre para o colaborador que ele é importante:

A missão da organização é um fator essencial para enaltecer o motivo, ou seja, a razão de existência daquela organização e esclarecer suas atividades fins, demonstrando o que a empresa realiza em seu dia a dia é essencial.

Para o colaborador, é essencial que sua atividade seja percebida de forma efetiva através dessa missão, ou seja, que ele faz parte do resultado final.

Assim, o colaborador começa a compreender que sua atividade, por mais simples que seja, é essencial para que a empresa funcione e continue suas operações com alto padrão de excelência e conformidade com a proposta na missão.

Saiba Mais: Aprenda a fazer a retenção de talentos de forma assertiva, considerando estratégias de recrutamento e seleção, proposta de valor, cultura organizacional e muito mais! Conheça o nosso curso gratuito.

Pratique o Mindfulness:

As técnicas de atenção plena (ou de mindfulness) são formas de aumentar a concentração dos trabalhadores. Afinal, o estresse e a correria podem tirar o foco das ações realmente importantes de cada um.

Assim, estimular o cérebro para desempenhar sempre o seu melhor terá impacto na motivação. Com isso, os funcionários vão sentir que estão rendendo dentro da empresa.

Tenha planos de benefícios e recompensas:

tenha planos de benefícios para aumentar o engajamento. Além de elogios, implemente sistemas de bonificação e recompensa. Isso pode ser mensurado com objetivos e resultados (OKRs).

Além de elogios, implemente sistemas de bonificação e recompensa. Isso pode ser mensurado com objetivos e resultados (OKRs) e tende a estimular os colaboradores a entregarem sempre o seu melhor.

Porém, não crie metas impossíveis e irreais. Afinal, isso pode desmotivar o seu colaborador que nunca será capaz de atingir os objetivos esperados.

Garanta o bem-estar dos colaboradores:

Como falamos no começo deste post, a motivação e engajamento inclui uma série de fatores cognitivos. Eles são influenciados tanto pela saúde mental quanto por ações externas. Portanto, promova um ambiente saudável.

Além disso, é essencial compreender as necessidades de cada indivíduo. Ao se sentir único, o funcionário também se sentirá mais valorizado.

Dívida com o time a visão de futuro da empresa:

A visão é um parâmetro que permite perceber os movimentos necessários para que a organização altere seu status quo, assumindo novos desafios que gerem interesse para o amadurecimento, crescimento e evolução da organização.

Os colaboradores devem estar constantemente acompanhando esse desafio para que possam sentir-se parte da construção do futuro da organização.

Deixe claro quais são os comportamentos toleráveis:

É importante que a empresa deixe claro, desde o início, quais são as posturas de comportamentos adotados no dia a dia da empresa e que norteiam a perspectiva do processo de construção social.

Os valores da empresa é um dos aspectos mais importantes e capazes de destoar o que é esperado pela organização em questão de valores e o colaborador, gerando muitas vezes o desligamento dele.

Reconheça bons trabalhos:

Críticas, desde que bem construídas, podem ajudar na melhoria dos processos. Por isso, é extremamente importante reconhecer os trabalhos bem-feitos, funcionando como uma espécie de chave de nível.

Considere isto como uma forma de animar os funcionários. Eles vão se sentir mais úteis e valiosos para a empresa.

Consequentemente, eles também tendem a continuar o bom desempenho, ou seja, haverá motivação e engajamento.

Seja transparente:

É muito comum que as empresas sejam divididas em setores sem que um não saiba exatamente o que o outro faz. Assim, organizar reuniões periódicas para debater resultados é uma maneira de manter todos alinhados no mesmo propósito.

Dessa forma, fica mais fácil entender como seu trabalho impacta em outros departamentos. Porém, é importante sempre ser transparente.

Conclusão

Compreender o conceito de engajamento, sua aplicação e o reconhecendo como um tema que vai além do estímulo momentâneo, buscando criar conexões duradouras entre os colaboradores e a organização é um fator crucial para o sucesso e a produtividade de uma empresa.

Antes de aplicar qualquer tipo de estratégia, é fundamental entender como medir o engajamento, através de ferramentas de pesquisas e outros métodos, como entrevistas com os colaboradores, visando uma compreensão mais profunda das necessidades e expectativas da equipe.

Praticar o reconhecimento de bons trabalhos, estabelecer comportamentos toleráveis e adotar a transparência como um princípio fundamental são passos essenciais para promover o engajamento e construir uma cultura organizacional sólida e positiva.

Assine a nossa Newsletter