logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Carreira e Negócios > Entrevista de Desligamento: o que é, importância e como aplicar

Sumário

Entrevista de Desligamento: o que é, importância e como aplicar

Descubra como conduzir entrevistas de desligamento produtivas, transformando-as em ferramentas de aprendizado e melhoria organizacional.

A entrevista de desligamento, ou entrevista demissional, é uma das últimas etapas do offboarding que um profissional de recursos humanos precisa executar.

Ela acontece quando um colaborador é desligado da organização ou quando alguém pede desligamento. 

Ela desempenha um papel super importante para a organização, pois além de ter a capacidade de oferecer insights para melhorias no ambiente de trabalho e na Gestão de Pessoas, também é crucial para a imagem da corporação.

Mas, muitas vezes o RH não entende a sua importância e deixa de colocá-la em prática. Por isso, hoje vamos te mostrar como organizar uma entrevista de desligamento e quais são os benefícios dela para o RH e para a empresa. Continue a leitura do artigo!

Como organizar a entrevista de desligamento?

É preciso organizar a entrevista antes de aplicá-la. É com ela que você irá entender os motivos do colaborador ter sido desligado ou pedido demissão.

Por isso, é necessário ter alguns critérios definidos para conseguir obter o máximo de informações possíveis.

Saiba qual é o momento ideal

É importante que você escolha o momento ideal para realizar a entrevista.

planejamento de carreira

Uma opção é marcar a reunião quando a pessoa voltar na empresa para entregar documentos, aí já se passaram alguns dias que ela recebeu a notícia e estará mais calma, conseguindo falar mais sobre a sua experiência na organização.

Planeje estrategicamente a entrevista de desligamento

Pensar na estratégia da entrevista e listar os pontos que você precisa saber é importante para que a conversa não seja vaga e que você consiga aproveitar todas as informações.

Assim, você pode aproveitar para mudar algum processo ou ação da organização, baseando-se na experiência dos profissionais que estão deixando a empresa.

Veja quanto tempo será necessário para que a pessoa consiga falar tudo o que precisa.

Pense nas perguntas antes da entrevista demissional

Já vá para a entrevista com as perguntas estruturadas, não deixe para pensar na hora o que precisa perguntar.

Isso faz com que você otimize tempo, não se esqueça de nenhuma questão relevante e consiga elaborar a entrevista de forma mais estratégica.

Por exemplo, se várias pessoas de um mesmo setor pediram demissão em um período próximo, é claro que algo está acontecendo e você precisa descobrir isso na entrevista de desligamento.

Então, liste os pontos que acha que podem ter feito os colaboradores se sentirem insatisfeitos e busque, na fala de cada um, questões que podem ser repetitivas, encontrando assim um motivo para essas demissões.

Quais os benefícios gerados pela entrevista de desligamento?

entrevista de desligamento

Muitos podem pensar que a entrevista é irrelevante, mas ela é um processo muito importante para o RH e para a empresa e gera diversos benefícios. Veja mais sobre eles a seguir:

Clima organizacional

Quando você realiza a entrevista de desligamento, fica mais fácil perceber, pela fala das pessoas, quais são os pontos fortes e os fracos da cultura da empresa e do ambiente de trabalho em geral.

Assim, você pode pegar esses feedbacks e pensar em ações mais assertivas para a empresa.

Processos internos

Outro questão que você pode receber o feedback durante a entrevista é sobre os processos da organização.

Se eles funcionam ou não, quais são os gatilhos que existem e o que esses colaboradores que estão saindo acham que deviam mudar e como.

Essa visão de quem está deixando a organização pode ser também a de muitas outras pessoas dentro da empresa. Por isso, não pode ser ignorada.

Satisfação dos clientes

Você pode estar achando estranho, mas a entrevista de desligamento ajuda na satisfação dos clientes.

Isso porque, se você usar os feedbacks recebidos nas entrevistas para tentar mudar o que não está funcionando bem, pode gerar uma melhor produtividade dos colaboradores e, assim, eles entregam produtos e serviços de uma forma melhor, satisfazendo os clientes.

Retenção de talentos

A taxa de turnover da organização também pode cair com a valorização da entrevista de desligamento, os atuais colaboradores percebem que todos têm voz dentro da organização.

E também se atentando aos pontos falados nas entrevistas, o RH consegue mudar alguns pontos, fazendo com que os colaboradores atuais se sintam mais satisfeitos, engajados e performem melhor.

Colocar em prática a entrevista de desligamento no seu RH é muito importante para receber feedbacks e entender aspectos que podem ser mudados e melhorados no setor e na empresa. Por isso não deixe de fazer!

O que falar em uma entrevista de desligamento?

entrevista de desligamento

O principal objetivo de se fazer uma Entrevista de Desligamento é, a princípio, dar apoio ao ex-colaborador (em caso de demissão) e colher o máximo de informações e/ou impressões que ele leva da empresa.

Esta entrevista tem como objetivo conhecer o nível de satisfação dos colaboradores ao deixarem a empresa e gerar melhorias na gestão de pessoas e clima organizacional para os profissionais que permanecem.

Aqui estão algumas diretrizes sobre o que falar durante esta entrevista.

Para o Empregador:

  • Inicie com Positividade: Comece agradecendo ao funcionário pelo tempo e esforço dedicados à empresa.
  • Seja Claro e Respeitoso: Explique os motivos do desligamento de forma direta, mas mantenha um tom respeitoso.
  • Solicite Feedback: Pergunte sobre a experiência do funcionário na empresa e o que ele acha que poderia ser melhorado.
  • Ofereça Suporte: Informe sobre os recursos disponíveis para transição, como serviços de outplacement ou aconselhamento de carreira.
  • Mantenha a Discrição: Garanta que a conversa será mantida em confidencialidade e que o foco está em um desligamento respeitoso e profissional.

Para o Funcionário:

  • Seja Profissional: Mesmo que o desligamento não seja ideal, mantenha o profissionalismo. Este não é o momento para queixas ou reclamações emocionais.
  • Expressar Gratidão: Agradeça pela oportunidade e pelo aprendizado obtido durante o período de trabalho.
  • Compartilhe sua Experiência: Seja honesto, mas construtivo sobre sua experiência e o que você acredita que poderia melhorar na empresa.
  • Discuta sua Trajetória: Fale sobre o que você aprendeu e como isso pode influenciar sua carreira no futuro.
  • Evite Negatividade: Mesmo que tenha tido experiências negativas, tente focar nas positivas ou expressar críticas de maneira construtiva.
  • Mantenha as Portas Abertas: Nunca se sabe quando as conexões profissionais podem ser valiosas no futuro, então é aconselhável não queimar pontes.

O que colocar no motivo da saída de uma empresa?

Se o motivo for a busca por novos desafios ou o desejo de avançar na carreira, é recomendável comunicar essa transição como uma etapa natural do seu desenvolvimento profissional.

Pode-se dizer, por exemplo, que a mudança reflete o desejo de alinhar as habilidades e interesses com oportunidades que ofereçam maior crescimento e aprendizado.

Mudanças organizacionais ou reestruturação também são razões comuns e aceitáveis, podendo ser explicadas objetivamente, sem entrar em detalhes negativos sobre a empresa ou colegas.

Em casos de término de contrato ou conclusão de um projeto, a saída é uma consequência natural do ciclo de trabalho.

Em qualquer situação, é benéfico manter um tom respeitoso e concentrar-se em olhar para frente, expressando entusiasmo pelas futuras oportunidades e aprendizados que aguardam na próxima etapa da jornada profissional.

É obrigado fazer entrevista de desligamento?

entrevista de desligamento

Embora as leis trabalhistas não exijam que as empresas realizem entrevistas de desligamento, muitas organizações escolhem conduzi-las para entender melhor os motivos por trás da saída de um funcionário, coletar feedback sobre a cultura e o ambiente de trabalho, e identificar áreas de melhoria.

Realizar uma entrevista de desligamento pode trazer diversos benefícios tanto para a empresa quanto para o funcionário que está saindo. Para a organização, fornece insights que podem ajudar a reter talentos, melhorar o ambiente de trabalho e reduzir o turnover.

Para o funcionário, é uma chance de expressar sua opinião de forma construtiva e potencialmente impactar positivamente a organização para futuros colaboradores.

A entrevista de desligamento deve ser conduzida de maneira que respeite a dignidade do funcionário e forneça informações valiosas para a empresa, visando melhorias contínuas e um término de relação de trabalho amigável.

Quem faz a entrevista de desligamento?

O entrevistador deve observar, para um bom andamento da entrevista que este é um momento muitas vezes delicado e que, em algumas situações, o ex-funcionário encontra-se sensibilizado com o desligamento.

É importante que a entrevista seja mais informal, como um bate-papo, porém em caráter confidencial e em local reservado.

Como a Entrevista de Desligamento é um documento, deverá ser preenchida obrigatoriamente, em todos os campos (com exceção, é claro, no caso do ex-colaborador se recusar a responder as questões), com o parecer do RH é arquivada na pasta do ex-colaborador.

Modelo entrevista de desligamento

Confira um modelo de carta de desligamento a seguir:

 Suas respostas são de suma importância, pedimos total sinceridade para obtermos os resultados de melhorias acima citados.

Nome:Setor:
Admissão:      /      /Demissão:      /      /Chefia:

 Tipo de desligamento: (   ) Pedido de Demissão   (   ) Demitido 

 Motivo do Desligamento (Justificativa da Chefia para o funcionário)

(  ) Redução de Quadro     (  ) Faltas / Atrasos      (  ) Falta de perspectiva profissional

(  ) Término de Contrato   (  ) Desmotivação          (  ) Outro emprego com ___________________melhor.

(  ) Performance/Desempenho       (  ) Trabalho por conta própria      (  ) Problemas Comportamentais

(  ) Mudança de Cidade/Estado    

 (  ) Outros: ___________________________________________________________________________

 Motivo do Desligamento (Justificativa da Chefia na Solicitação)

________________________________________________________________________________________________________________________

QUESTIONAMENTOSMuito satisfeito  SatisfeitoSatisfeito parcialmenteInsatisfeitoMuito insatisfeito
01. Satisfação em relação ao trabalho que executava     
02. Satisfação com o reconhecimento recebido pelo seu trabalho     
03. Satisfação quanto à divisão do trabalho entre membros da equipe     
04. Satisfação em relação às condições do seu ambiente de trabalho (segurança, organização e limpeza)     
05. Satisfação em relação aos recursos destinados à realização do seu trabalho (móveis, ferramentas, materiais, etc.)     
06. Satisfação em relação ao seu salário     
07. Satisfação em relação aos benefícios      
08. Satisfação em relação às oportunidades de participação (sugestões, reuniões, grupos de melhoria, etc.)     
09. Satisfação em relação às oportunidades de treinamentos (cursos, palestras, etc.)     
10. Satisfação em relação ao relacionamento no ambiente de trabalho com colegas e chefia     
11. Satisfação em relação à comunicação interna 

Conclusão

A entrevista de desligamento é uma ferramenta útil tanto para o empregador quanto para o funcionário que está deixando a empresa. Para os funcionários, oferece insights cruciais sobre a cultura da empresa, o ambiente de trabalho, os processos de gestão e as áreas que precisam de melhorias.

Ao analisar e comentários honestos, como as organizações podem implementar mudanças que levem a um ambiente de trabalho mais positivo e produtivo, tendo em vista a rotatividade futura dos funcionários.

Para os funcionários que partem, é uma oportunidade de expressar suas opiniões e encerrar seu ciclo na empresa de maneira profissional e construtiva.

Ao adotar a prática da entrevista de desligamento, as empresas não apenas demonstram seu compromisso com a melhoria contínua, mas também fortalecem sua confiança como empregadores que valorizam genuinamente seus funcionários.

desenvolvimento e treinamento de pessoas
CHRO Responsável pelos times de People, Analytics Performance, Facilities, Culture; Talent Acquisition; Compensation; Employer Branding, L&D e Engagement Mestre em Administração com ênfase em Marketing, Professora Universitária Pós-graduada em Gestão de Pessoas e Pós-graduada em Orientação de Carreiras Coach e Mentoring
Assine a nossa Newsletter