logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Notícias > Entrevista de emprego: perguntas e respostas, etapas e muito mais

Sumário

Entrevista de emprego: perguntas e respostas, etapas e muito mais

Descubra como preparar respostas impactantes, causar uma boa impressão e abordar perguntas difíceis, aumentando suas chances de sucesso.

A entrevista de emprego é o portal para novas oportunidades profissionais e um passo crítico na jornada de qualquer candidato. É o momento onde as primeiras impressões contam e onde a preparação encontra a oportunidade. 

Neste artigo, exploraremos as técnicas e estratégias que podem transformar qualquer candidato em um concorrente memorável e destacado.

Seja você um profissional experiente ou um recém-chegado ao mercado de trabalho, entender as nuances de uma entrevista pode ser o diferencial que levará à conquista da vaga desejada. 

Vamos mergulhar nas melhores práticas para entrevistas de emprego, ajudando você a navegar por esse processo com confiança e sucesso.

Quais as etapas de um processo seletivo?

Considere que ao ver um anúncio, ser chamado para um processo seletivo ou participar de um concurso, há vários termos utilizados pelos selecionadores que para nós leigos, parecem-se somente com avaliações psicológicas – que também são usadas nos processos, diga-se de passagem – e que nos torna ansiosos pelo resultado. 

Entender como funciona este processo pode lhe auxiliar a diminuir a ansiedade natural de quem está buscando uma nova colocação.

Consultando algumas literaturas a respeito, vamos tentar esclarecer o que ocorre em cada fase do processo e com isto permitir que sua resposta positiva para aquela tão sonhada vaga, ocorra com mais naturalidade. 

Os termos técnicos e expressões podem confundir, mas são fases de um processo cada vez mais complexo que visa apenas contratar os melhores profissionais e garantir que ele permaneça na empresa o maior tempo possível. Utilize-se destas informações para planejar sua próxima oportunidade de trabalho.

Sem a pretensão de elaborar um dicionário ou uma Wikipédia sobre o assunto, os termos mais utilizados são:

Anúncio

 É uma declaração pública de uma empresa indicando a necessidade de contratar um profissional para atuar em um cargo específico. Esta declaração acontece de forma direcionada – jornal, internet, fontes – visando atingir especificamente o perfil desejado nesta vaga, considerando uma verba de divulgação previamente estabelecida. 

Desta forma, nenhuma empresa saudável irá contratar uma copeira através de um anúncio na TV em horário nobre, sem nenhum demérito aos profissionais… a questão aqui é o melhor custo benefício a fim de garantir um número relativamente pequeno de candidatos e cada um tenha exatamente o perfil desejado.

Fonte 

São empresas ou base de dados que podem disponibilizar os currículos do profissional com o perfil ideal que a empresa busca. Os bancos de currículos podem ser da própria empresa, dos sites de empregos ou instituições de ensino. 

Normalmente eles são muito padronizados e solicitam exatamente o que é fundamental para identificar os melhores perfis, ainda considerando o custo benefício.

Triagem 

É a análise dos currículos. O objetivo é escolher os melhores perfis analisando os históricos escolares, de empregos anteriores e identificar as habilidades necessárias. Normalmente, esta triagem agrupa de 5 a 10 profissionais que são contatados por telefone para uma verificação inicial das características. 

Considerando o risco de ser descartado sem uma entrevista formal, recomendo extremo cuidado neste primeiro contato. Você tem apenas um minuto para “encantar” o selecionador.

Entrevista de emprego

É realizada com quem passou pelo processo de triagem que reduziu o número de candidatos pela metade. A entrevista visa aprofundar as informações do currículo e entender as aspirações do candidato. 

Este contato pode ocorrer com o RH da própria empresa ou de uma empresa de seleção e recrutamento contratado para tal. O próximo passo é uma entrevista com seu líder direto. 

Técnicas de processo seletivo 

São aplicados pelo selecionador para avaliar as habilidades buscadas no candidato. Normalmente são usadas dinâmicas de grupo, provas situacionais ou avaliações psicológicas.

Dinâmica de grupo 

São diversas atividades aplicadas com o objetivo de analisar o desempenho do candidato em equipe e detectar comportamentos e competências compatíveis ao cargo pretendido pelo candidato. Durante as atividades, o selecionador observa o desempenho de cada integrante. 

Provas situacionais 

São simulações de problemas rotineiros ocorridos na empresa em que o candidato deverá atuar como se já estivesse contratado. Quanto mais alto o cargo, menor a possibilidade de o selecionador aplicar testes como esses. Eles são bastante utilizados para a contratação de trainees e estagiários.

Avaliação psicológica 

São diversos testes aplicados durante o processo seletivo para analisar aspectos da intelectualidade, personalidade e a coordenação motora do candidato. Nem todas as empresas aplicam testes deste tipo. 

Eles não são eliminatórios, podem parecer estranhos, mas sempre seja sincero nas respostas. Nunca menospreze ou se recuse a fazê-los. Eles são apenas formas de confirmar o resultado das entrevistas e visam auxiliar os selecionadores a escolher o melhor perfil. 

Lembre-se, não há respostas certas ou dicas para preenchê-los. Use apenas a sinceridade. 

Devolutiva ou Feedback 

É uma resposta dada ao candidato sobre o seu desempenho e a sua situação no processo. Por meio do feedback, o candidato pode saber os motivos pelos quais ele foi ou não escolhido pela empresa. Infelizmente é muito pouco utilizada. 

Carta de agradecimento 

É uma correspondência que algumas empresas mandam para agradecer pela sua participação no processo seletivo. Confira alguns modelos de carta de apresentação.

Com este resumo, acredito que ficou mais fácil entender as etapas que virão no seu próximo processo.

O que falar de mim em uma entrevista de emprego?

Três pessoas sentadas em cadeiras e segurando papéis, se preparando para uma entrevista de emprego.

Ao se preparar para uma entrevista de emprego, uma das perguntas mais comuns e desafiadoras é “O que falar sobre mim?”. A chave para responder a esta pergunta de forma eficaz é equilibrar a apresentação de suas habilidades e experiências com uma visão óbvia de sua personalidade e valores.

Primeiramente, concentre-se em suas experiências e habilidades relevantes para o cargo. Fale sobre sua formação educacional e experiência profissional, destacando conquistas específicas e como elas se relacionam com a posição desejada. 

Por exemplo, se você está se candidatando a um cargo de gerenciamento, discuta situações passadas em que liderou uma equipe com sucesso ou contribui para o crescimento de um projeto.

Além das competências técnicas, é importante discutir suas soft skills. Habilidades como trabalho em equipe, comunicação, capacidade de resolução de problemas e adaptabilidade são altamente valorizadas em qualquer ambiente de trabalho. 

Dê exemplos concretos de como você aplicou essas habilidades nas situações profissionais anteriores.

Inclua também algo sobre seus objetivos de carreira e como eles se alinham com a empresa e a posição oferecida. Isso mostra ao entrevistador que você tem uma visão de longo prazo e está interessado em crescer junto com a organização.

Cinco pontos que devem ser considerados pelo candidato em uma entrevista de emprego

Contratar a pessoa certa para o cargo certo vem se tornando ultimamente o “calcanhar de Aquiles” das empresas, estão sendo investidos cada vez mais esforços materiais e financeiros no sentido de não se errar em uma contratação. 

Nesse sentido, o setor de “Gestão de Pessoas” tem ganhado importância sem limites dentro de uma organização. Os processos de contratação estão cada vez mais longos e rigorosos, tudo com o objetivo de conhecer melhor o candidato.

Assim os recrutadores sabem exatamente quem estão procurando e o processo fica aberto até que se ache a pessoa correta para a vaga correta. 

Pensando nisso, algumas características básicas precisam fazer parte do repertório de todo candidato:

  1. Saber elaborar um bom currículo – o currículo abrirá a porta para a entrevista.
  2. Ter autoconfiança
  3. Saber trabalhar em equipe.

Seu comportamento em uma entrevista é a chave que vai abrir a porta do emprego e é aqui que concentraremos o texto a partir daqui. Partindo do princípio de que o candidato já tem noção dos pontos citados acima, vamos dar algumas dicas de como se sair bem em uma entrevista de emprego.

Muitas empresas têm se utilizado das redes sociais para garimpar possíveis colaboradores, mas a entrevista ainda se faz necessário para se ter certeza de que se está contratando a pessoa certa.

Temos então dois tipos de entrevista, a individual e em grupo, mas vamos nos ater na individual.

Busque informações da empresa 

Três pessoas sentadas em cadeiras brancas e segurando papéis, representando as etapas do processo seletivo.

Aqui quero dizer que essas informações podem ser das mais variadas, por exemplo; informações financeiras, informações sobre seu criador, informações sobre a cultura interna da empresa, como o mercado vê a empresa, enfim, busque o máximo de informações que puder sobre a empresa.

Encontre a vaga adequada ao seu perfil

Com as informações acima em mãos, separe as que mais se relacionam com a vaga que você busca e alie essas informações com os seus pontos fortes, o intuito aqui é que se tenha uma resposta mais objetiva quando lhe for perguntado por exemplo: “Por que a empresa deveria te contratar? ”

Seja você mesmo 

É muito comum em entrevistas de emprego querer demonstrar ser a pessoa certa para o cargo, porém às vezes o seu perfil não é para aquela vaga, ao menor sinal de que você está tentando parecer alguém ou algo, o recrutador já te descartou.

Então seja você mesmo, não se preocupe com o recrutador porque você está preparado lembra, estou sobre a empresa, sobre a vaga, está com foco nos seus pontos fortes, mas aqui vale uma dica muito importante, saiba exatamente quais são os seus pontos fracos e busque não levar o recrutador para esse lado.

Prepare-se para responder a questões desafiadoras como “Quais são seus pontos fracos?”. Lembre-se de que, em entrevistas de emprego, não há respostas universalmente corretas, mas sim aquelas que ressoam com o entrevistador e revelam seu autoconhecimento. 

Seja transparente e construtivo: ao mencionar uma fraqueza, imediatamente contextualize-a, demonstrando como a transforma em motivação para melhorar em aspectos específicos, como: “Reconheço que posso ser perfeccionista, o que às vezes me leva a dedicar muito tempo aos detalhes. 

Seu currículo 

Mentir no currículo sobre suas qualidades pode fazer com que você seja chamado para a entrevista, porém o recrutador vai perceber que você mentiu logo nas primeiras perguntas.

Afinal, ele te chamou para a entrevista porque algo lhe chamou a atenção e ela vai destrinchar tudo sobre o que lhe chamou a atenção até que não reste mais dúvida, tenha certeza disto, então não minta, os recrutadores agradecem e as empresas também, sem falar do seu tempo perdido também.

Atire no que viu não no que não viu 

Em outras palavras, envie o seu currículo para a empresa caso a vaga esteja no mesmo nível de suas qualidades, por isso é importante obter as informações citadas no ponto um, assim caso não se enquadre, se estará evitando grandes desperdícios.

Assim, fica aqui algumas dicas para que você se saia bem em uma entrevista de emprego de uma vez por todas.

Como se comportar em uma entrevista de emprego

Duas mulheres em um ambiente profissional, uma conduzindo uma entrevista, com um laptop e xícaras de café na mesa.

Saber como se portar durante uma entrevista é fundamental. O candidato tem que ser verdadeiro, responder as perguntas de forma tranquila, direta e sem rodeios, humildade, não tentar ser aquilo não é, ficar atento a cada pergunta, manter uma linguagem intelectual e corporal adequada, pois tudo será avaliado.

Colocar-se em um nível que é o oposto da própria capacidade, das habilidades necessárias para o cargo, qual compromisso o candidato terá com a empresa? Nenhuma, a mentira se tornará um hábito, o profissional passará até por cima dos seus colegas de trabalho para subir de cargo e para alcançar os seus objetivos a todo custo. 

E deixará de lado o mais importante, que são os objetivos e metas esperadas pela empresa, pois ela remunera o funcionário em troca dos seus serviços prestados de sua competência e de suas habilidades profissionais para aquele determinado cargo.

O entrevistador colherá as informações do candidato para serem analisadas, se o perfil do mesmo é compatível com o da empresa, se é aquilo que o empregador está buscando no mercado no momento.

Quais as principais perguntas de uma entrevista de emprego?

Logo abaixo algumas perguntas que com certeza constará no questionário do entrevistador:

1. Conhecer o candidato primeiramente, exemplo, ‘fale um pouco sobre você’.

É de grande importância a primeira impressão, pois são as que ficam registradas, o entrevistador atentará a cada resposta vinda do entrevistado. 

Ser claro, objetivo, ir direto ao assunto conta muito neste requisito, não querer encher muita linguiça, pois mostrará que não está seguro de si; tem que passar que você corresponde ás expectativas da empresa; por isso que se candidatou aquela determinada vaga;

2. Será avaliado o conhecimento do candidato sobre a empresa: o que você sabe sobre a organização? E sobre o cargo que está concorrendo?

Imagine você buscando aquela determinada vaga e não sabe nada sobre a organização, sua filosofia, objetivos e metas a serem alcançadas, sobre o setor que pretende ocupar, fica um pouco vago, tem que ter alguma intimidade com aquilo que está buscando.

3. Por que escolheu a área de sua formação?

Se a vaga for à área de sua formação, explique o seu percurso escolar, o que o levou à formação nesta área, o que mais o motivou. Pode desenvolver um pouco mais a fala, pois a sua formação não foi do dia para outro, teve um longo percurso para chegar aonde chegou, fale mais dos seus esforços e dedicação. 

E se a vaga que estiver concorrendo for dissemelhante da sua, explique o porquê da escolha em atuar em outra área específica, quais seus objetivos, o que tem á oferece à organização no ponto de vista profissional.

4. Quanto tempo está desempregado? Por que deixou o antigo emprego?

O entrevistador quer saber se o seu desligamento da empresa foi por motivos de crise, podemos dizer econômicas, ou por motivos pessoais. Para não se atrapalhar, diga apenas que durante todo tempo que permaneceu na empresa deu o máximo de si, desenvolvia bem o seu trabalho, se a mesma precisasse fazia hora extra sem exigir remuneração. 

Aqui também você poderia dizer que o motivo da demissão foi pela busca do seu crescimento profissional, novas e melhores oportunidades de carreira.

5. Habilidades e organização: como você faz para organiza o seu tempo?

Seja direto, mas não diga apenas que conseguem se organizar facilmente, cite como realmente você faz no dia a dia no trabalho para não acumular tarefas.

6. Você se preparou para essa entrevista?

Mostre que você fez sua tarefa de casa, que buscou primeiramente conhecer a empresa, seu seguimento, sua filosofia, visão antes de se candidatar à vaga, nem que tenha sido apenas pelo site da organização, e se buscou conhece-la pessoalmente, melhor ainda.

7. Quais seus objetivos a curto prazo? Quais seus objetivos a longo prazo?

São seus objetivos profissionais, fale de suas expectativas a curto prazo que pretende alcançar ocupando aquela vaga, e também das expectativas profissionais da evolução do cargo ao qual se propõe a ocupar e da sua somação na equipe de trabalho, é muito importante.

8. Como se comportar no ambiente de trabalho?

Diga que é pontual, comprometido, responsável, que é bem flexível e que sabe trabalhar em equipe, criativo, dinâmico.

No momento em que o entrevistador te dê espaço para perguntas, se têm alguma dúvida sobre a empresa e sobre o cargo que pretende atuar pode ser muito bom ao seu favor. 

Mantenha o foco

Outra dica é manter o foco da pergunta, devendo abordar perguntas estratégicas, isso mostrará ao entrevistador que você tem conhecimento sobre o cargo disputado e o seu interesse em trabalhar naquela empresa.

Acima foram citadas algumas perguntas que poderão cair no questionário do entrevistador, claro que, várias outras poderão constar no questionário, o dever de cada um é buscar conhecê-las mais a fundo para quando chegar o momento da entrevista não se perder.

Durante o período de experiência será avaliado tudo aquilo que foi dito por você na entrevista, se realmente foi verdadeiro em suas respostas. Terás um tempo de experiência para mostrar o seu trabalho e as suas habilidades profissionais. 

Claro que, existem outros requisitos de extrema importância que o candidato deve seguir à risca antes de começar uma entrevista de emprego, segue abaixo algumas dicas cruciais para ter o sucesso desejado:

Homens

A linguagem corporal desempenha um papel crucial em como somos percebidos durante uma entrevista de emprego. Gestos, postura, expressões faciais e o contato visual são aspectos que comunicam tanto quanto as palavras. 

Portanto, é importante falar de maneira clara e profissional, evitando o uso de gírias ou expressões coloquiais que possam parecer informais ou deslocadas no contexto de uma entrevista.

Além disso, a maneira como você se veste pode influenciar a primeira impressão que você deixa. Para posições que demandam um visual mais formal, opte por um traje social adequado, como um terno bem ajustado, e atenção aos detalhes, como sapatos polidos. 

A higiene pessoal também é fundamental — um corte de cabelo bem feito, barba aparada, dentes escovados e o uso de enxaguante bucal podem contribuir para um aspecto mais cuidado e um hálito fresco, aumentando a sua autoconfiança e conforto durante a entrevista.

Leia também:

Mulheres

Também vale para as candidatas alguns requisitos acima citados para os homens como outros citados abaixo:

Podemos concordar que, se o candidato busca àquela determinada vaga, e vai representar a empresa, vestir a camisa da mesma logicamente não só sua capacidade intelectual, mais também sua imagem terá que ser avaliada, a imagem diz muito sobre o profissional e é avaliada com certeza pelo entrevistador.

As organizações buscam pessoas comprometidas, dispostas a dar melhor de si para o seu crescimento, para o alcance de suas metas, aquele profissional que tenha facilidade em adaptações, mudanças, e que veja o seu trabalho não só apenas como um meio de remuneração. Isso o tornará valioso para empresa.

Enfim, ninguém sabe tudo, o aprendizado é contínuo, o profissional tem que ficar atento às oportunidades e precisa estar realmente disposto a crescer, em aprender, mostrando o profissional que realmente é e que seja flexível, pois as mudanças se faz necessárias para que os processos organizacionais sejam realizados de maneira eficaz atendendo assim a empresa em todos os aspectos.

Dúvidas frequentes sobre entrevista de emprego

Um grupo de pessoas em uma reunião de negócios, com uma pessoa gesticulando como se estivesse fazendo uma pergunta.

É comum que os candidatos fiquem na dúvida do que responder na entrevista de emprego em perguntas clássicas como “fale sobre você”, “cite 3 pontos negativos” e “por que a empresa deve te contratar?”. Para te ajudar, vamos dar algumas dicas importantes para arrasar na sua entrevista:

Fale sobre você

Quando você está em uma entrevista de emprego e lhe perguntam “Fale sobre você”, é uma oportunidade de ouro para destacar suas habilidades e experiências mais relevantes para o cargo. 

Concentre-se em traçar um breve histórico profissional que mostre sua trajetória e como ela se alinha com o cargo em questão. Apresente suas realizações significativas, suas habilidades-chave e como elas contribuíram para o sucesso de projetos ou equipes anteriores.

Três pontos negativos

Ao abordar “três pontos negativos”, é prudente escolher traços que possam ser vistos sob uma luz positiva em um contexto profissional. Por exemplo, você pode dizer que às vezes pode ser excessivamente detalhista, mas isso também significa que você produz trabalho de alta qualidade. 

Ou talvez você possa ser muito autocrítico, o que o leva a se empenhar constantemente para melhorar. O importante é mostrar que você está ciente desses pontos e está trabalhando para melhorá-los.

Por que devo te contratar?

Quanto à pergunta “Por que devo te contratar?”, este é o momento para você se vender. Relate suas habilidades específicas e experiências que são diretamente relevantes para o trabalho e como você pode agregar valor à equipe e à empresa. 

Mostre que você fez sua lição de casa sobre a empresa e como você vê um alinhamento entre os objetivos da empresa e sua própria carreira. Essencialmente, você quer convencer o entrevistador de que não só é um candidato competente, mas também alguém que trará dedicação, uma perspectiva única e resultados tangíveis para a posição.

6 dicas para ajudar o candidato na entrevista de emprego

Demonstrar-se assertivo e confiante ajuda na comunicação com o novo empregador. A perspectiva de uma entrevista de emprego pode gerar medo e ansiedade, mas com uma preparação prévia, é possível se comunicar com segurança e aumentar as chances de conseguir um novo emprego.

Uma maneira de se preparar para uma entrevista é fazer uma lista de palavras do vocabulário familiar de sua área de trabalho, para elaborar conceitos e frases alinhados a habilidades pessoais que ajudem a explicar suas qualificações e traços de personalidade.

Apresentar as melhores respostas sobre a sua personalidade, experiência e habilidades de trabalho é apenas parte do processo de preparação para uma entrevista. 

Também é importante saber sobre a empresa. Felipe Calbucci, Diretor de vendas do Indeed, afirma que a pesquisa além de mostrar interesse é uma fase crucial na preparação para a discussão na entrevista de emprego.

“O candidato pode começar lendo os comunicados oficiais, como o site da empresa, mídias sociais e comunicados à imprensa. Pesquise a história e os valores essenciais da organização, como ela se encaixa no setor. 

Procurar a empresa em sites como o do Indeed também pode ajudar a conseguir informações sobre a empresa antes da entrevista”, analisa Calbucci. “É importante conhecer os detalhes da descrição do cargo e, na entrevista, citar palavras-chave e explicar como sua experiência e habilidades se enquadram na vaga pretendida”.

Enquadrar a discussão em torno de palavras positivas e fortes pode te ajudar a adquirir confiança e equilíbrio durante qualquer entrevista. 

Por isso, separamos uma lista de 6 palavras essenciais para demonstrar mais assertividade durante a entrevista de emprego e que vão contribuir para o seu sucesso no processo de seleção.

1. Motivação

Quando estiver em uma entrevista de emprego, tente dizer: “estou motivado em discutir o que posso trazer para a sua empresa”. É uma linguagem positiva e esperançosa que mostra que você tem confiança em suas habilidades.

Em seguida, durante a entrevista, você pode usá-la para explicar os aspectos da vaga que mais gostaria de desempenhar ou explicar seu estilo de trabalho.

2. Respeito

Após se familiarizar com a empresa, você pode descrever ao entrevistador aspectos específicos sobre os produtos, práticas, diversidade ou projetos da empresa que você respeita. 

Expressar seu respeito mostra que você pesquisou a companhia e te ajudará a falar sobre detalhes que podem levar a uma conversa mais profunda sobre esses tópicos.

Além disso, você também pode descrever mentores ou líderes e as qualidades sobre eles que você respeita e se inspira.

3. Oportunidade

“Oportunidade” é uma palavra que descreve as chances que você já teve de desenvolver suas habilidades e mostra possibilidade e gratidão. Ela é frequentemente associada a uma oferta de emprego em um ambiente de entrevista.

Ainda, você pode falar sobre oportunidades anteriores e como está animado com as perspectivas de oportunidades futuras para se sair bem.

4. Experiência

Embora seu currículo deva falar de sua experiência de trabalho, geralmente é um resumo das muitas tarefas que você realizou durante sua carreira.

Quando possível, é bom descrever na entrevista suas funções, projetos ou resultados em termos de sua experiência de trabalho, de estudos e intercâmbios que sejam relevantes durante uma entrevista de emprego. Usar a palavra “experiência” vai te ajudar a soar como alguém qualificado e até um especialista.

5. Liderança 

Mesmo que você não esteja em uma entrevista para um cargo de gestão, a liderança em qualquer função é valiosa. Descreva uma ocasião em que você recebeu uma posição de liderança ou experiências que o ajudaram a desenvolver habilidades de liderança.

Pense sobre o que ser um líder significa para você e, então, elabore sua fala para se dar bem na entrevista de emprego.

6. Flexibilidade

Se você puder demonstrar que pode trabalhar com várias pessoas em muitos ambientes diferentes, como o trabalho remoto, e se adaptar a mudanças em projetos, prazos e escopo, mostrará como pode ser uma adição flexível e positiva para o time. 

Você pode explicar como se adaptou a uma mudança nas circunstâncias no passado e o que ser flexível ensinou a você sobre si mesmo.

Saiba como se preparar: tipos de entrevista de emprego

Quem nunca recebeu um “Não” após uma entrevista de emprego? O problema não é o “não”, é a forma como você reagiu a ele.

O que você fez da última vez que isso aconteceu? A maioria das pessoas toma alguma dessas atitudes, em geral: “Chorei sem parar” / “Me achei incompetente” / “Desisti de procurar” / “Duvidei da minha capacidade o resto da vida” / “Não fiz nada a respeito”.

Não fazer nada, ou fazer as mesmas coisas que já deram errado, possivelmente não vai te ajudar em nada em uma próxima oportunidade de entrevista de emprego. 

Então o que fazer?

Se você quer de fato aumentar suas possibilidades de conseguir aquela vaga tão almejada, você precisa se preparar de verdade para a próxima entrevista de emprego e para tal precisa desenvolver resiliência, foco e um bom plano de ação.

Comece revendo seu currículo. Esse deve ser o primeiro item no seu radar de plano de ação. Elabore um documento com layout bacana e conteúdo relevante. Use palavras chave para driblar a inteligência artificial.

Seja objetivo e assertivo, currículos longos não têm espaço na agenda do recrutador atual e aqueles em que faltam informações relevantes, são mal redigidos, possuem lapso de tempo ou layout mal estruturado e cansativo, com isso passam longe da aprovação.

Atente para esse primeiro passo elaborando um currículo consistente e convincente. Dessa forma você aumenta suas chances de ser chamado para uma entrevista de emprego.

O segundo item do seu plano de ação deve ser ganhar visibilidade no seu perfil profissional. Tenha um perfil no LinkedIn que seja completo, atrativo, consistente e seja constante na interação nessa plataforma.

Preencha todos os dados, use um bom storytelling na parte do seu resumo profissional e utilize palavras-chave assertivas, além de incluir suas principais conquistas e competências.

Agora, a parte mais importante do seu plano de ação deve ser a preparação para a entrevista de emprego. Hoje em dia os recrutadores não suportam mais respostas enlatadas e candidatos inconsistentes. 

O RH mudou e está se tornando cada vez mais estratégico e assertivo em todos os seus processos, especialmente no recrutamento e seleção de pessoas.

Muitas empresas utilizam uma ferramenta bem assertiva para escolher o candidato ideal: a entrevista por competência. Já conhece? Se ainda não, continue lendo para continuar descobrindo o que pode melhorar ainda mais o seu currículo.

O que é entrevista por competências?

Entrevista de emprego acontecendo com foco no currículo e nas mãos do entrevistador.

É uma entrevista conduzida com utilização de perguntas com intuito de fazer o candidato refletir e relatar situações onde ele precisou usar determinadas competências como: negociação, criatividade, gestão do tempo, etc.

Em geral essas perguntas são inseridas de forma sutil ao longo da conversa e conseguem trazer à tona as tendências de comportamento do entrevistado em vários aspectos. O recrutador pode, por exemplo, estar em busca de alguém bastante flexível.

Para descobrir se o candidato tem ou não essa competência internalizada, ele pode fazer uma pergunta tipo: “Me conte alguma situação em que você precisou ser flexível, por exemplo: já aconteceu de você estar focado resolvendo um problema importante no trabalho, quando foi interrompido por seu gestor com uma demanda que ele via maior urgência? Como lidou com isso naquela ocasião?” .

Sua resposta a uma situação real passada vai refletir sua conduta no dia a dia, possivelmente no futuro.

Saiba tudo sobre entrevista por competências com o curso gratuito da Escola de Pessoas, e aprenda sobre etapas do processo seletivo, passo a passo para a realização de uma entrevista, e muito mais.

Para se sentir seguro em uma situação dessas, é importante analisar antes da entrevista toda sua trajetória profissional, tentando antever perguntas desse tipo que poderão surgir.

Para fazer esse exercício de análise de trajetória, sugiro que pratique o método SOAR antes de qualquer entrevista de emprego, é uma excelente forma de preparação.

O Método SOAR

Esse método ajuda a resgatar eventos e situações referentes a realizações profissionais de forma a demonstrar a utilização e a relevância de suas habilidades e ajuda a se sair bem em qualquer entrevista de emprego.

Cada letra dessa sigla sugere uma ação. Pratique!

S = SITUAÇÃO (Aqui você vai relembrar uma SITUAÇÃO específica de desafio que tenha passado no trabalho);
O= OBSTÁCULO (Reflita sobre quais eram os principais obstáculos nessa situação específica);
A= ATITUDE (Resgate quais foram as ações, as atitudes que precisou empreender para resolver a tal situação);
R = RESULTADO (Indique quais foram os resultados positivos ou não que alcançou com seu comportamento, decisões e atitudes nessa ocasião. Tendo sido positivos deixe claro que voltará a aplicá-los em situações parecidas. Tendo sido negativos demonstre que aprendeu com seus erros e por isso não voltará a cometê-los).

Além disso, fique atento a comunicação não verbal durante a entrevista.

Quando a comunicação não verbal precisa ser priorizada?

Você sabia que a comunicação não-verbal pode chegar a ser 70% do que é percebido pelo receptor?

Diante desse dado é mais do que urgente termos em mente do que se trata e como usá-la a nosso favor, especialmente em uma entrevista de emprego, não é mesmo?

  • Elementos-chave:
  • Postura corporal;
  • Gestos;
  • Expressões faciais;
  • Contato visual;
  • Tom de voz.

O recrutador, durante a entrevista está consciente ou inconscientemente tomando notas mentais a partir da captação desses sinais que o candidato emite, muitas vezes sem perceber. 

Enquanto faz isso ele forma uma percepção e uma opinião a respeito desse candidato, que pode ser positiva ou negativa. E isso é crucial para a pessoa conseguir ou não a vaga.

Conclusão

 a preparação adequada e a abordagem estratégica são essenciais para se destacar em uma entrevista de emprego.

Ao enfrentar perguntas comuns, como “fale sobre você”, “três pontos negativos” e “por que devo te contratar”, é importante destacar suas habilidades relevantes, experiências significativas e mostrar como você pode agregar valor à empresa.

Além disso, pesquisar sobre a empresa e demonstrar conhecimento sobre seus valores e objetivos é fundamental para causar uma boa impressão. Ao escolher palavras-chave positivas, como motivação, respeito, oportunidade, experiência, liderança e flexibilidade, você pode transmitir confiança e equilíbrio durante a entrevista, destacando suas qualificações e adaptabilidade.

Lembre-se de que a preparação prévia e a prática são fundamentais para se comunicar com segurança e aumentar suas chances de sucesso no processo de seleção.

desenvolvimento e treinamento de pessoas
CHRO Responsável pelos times de People, Analytics Performance, Facilities, Culture; Talent Acquisition; Compensation; Employer Branding, L&D e Engagement Mestre em Administração com ênfase em Marketing, Professora Universitária Pós-graduada em Gestão de Pessoas e Pós-graduada em Orientação de Carreiras Coach e Mentoring
Assine a nossa Newsletter