Artigos

10 dicas para reduzir o estresse no trabalho

estresse no trabalho

Um ambiente de trabalho estressante pode trazer diversos problemas para sua empresa, comprometendo a saúde mental dos colaboradores e fazendo com que o desempenho e a produtividade baixem. Por conta disso, muitas companhias têm incorporado iniciativas focadas na qualidade de vida dos profissionais, a fim de reduzir os níveis de estresse no trabalho.

Quer entender melhor os impactos do estresse e como o RH pode garantir um ambiente de trabalho mais harmonioso e saudável? Neste post, explicaremos melhor as causas e sintomas do problema e listaremos 10 dicas práticas para implementar em sua empresa. Confira!

Nova call to action

O que é o estresse no ambiente de trabalho?

O estresse é uma resposta natural do corpo a determinado estímulo ou ameaça. Ainda, é o responsável, por exemplo, pelas reações de fugir ou lutar em momentos de perigo. Sendo assim, o estresse não é um vilão, já que ele é importante em alguns momentos da vida.

Na verdade, situações de estresse no trabalho são bastante comuns. Contudo, elas se tornam preocupantes quando começam a se prolongar por muito tempo, trazendo problemas físicos e psicológicos para os colaboradores e impactando nos resultados da empresa.

Dessa forma, é essencial que o RH busque boas práticas para diminuir ao máximo o estresse e a cobrança excessiva sobre os profissionais, melhorando o ambiente de trabalho e proporcionando mais qualidade de vida.

Quais as principais causas do estresse no trabalho?

Várias situações podem causar estresse em uma pessoa e o trabalho é um dos principais desencadeadores. A seguir, listamos os principais fatores de estresse no ambiente corporativo.

Jornadas de trabalho exaustivas

Trabalhar muitas horas extras diariamente e até mesmo durante o horário de almoço pode fazer com que o profissional acabe sobrecarregado e com esgotamento físico e mental. Assim, é preciso que o trabalho seja acompanhado de horas de lazer e descontração, mantendo uma rotina equilibrada.

Pressão excessiva

Ambientes muito focados em resultados e que não valorizam a saúde mental e o tempo dos colaboradores também se tornam tóxicos e contribuem para o estresse elevado. Isso acontece também quando são propostas metas inalcançáveis e irreais.

Ambiente competitivo

Outro fator que pode contribuir para o estresse são os ambientes excessivamente competitivos, em que o colaborador é pressionado o tempo todo para vencer e obter resultados melhores que os demais.

Problemas de relacionamento com líderes e colegas

Gestores despreparados também podem trazer mais estresse para os colaboradores, principalmente quando ocorrem muitos conflitos e desentendimentos. Outro ponto de atenção são ambientes com muitas intrigas e fofocas, que podem gerar angústia, raiva e medo constante, levando ao aumento do estresse.

Falta de valorização

A falta de valorização e reconhecimento também impacta na saúde mental dos colaboradores, que sentem que seu trabalho é inútil e sem perspectivas de evolução. Esse sentimento de estagnação é outro fator que pode favorecer o estresse, impactando a saúde mental.

Medo de ser demitido

Por fim, o cenário de crise econômica também é um fator de importância. Nos últimos anos, os números de desemprego cresceram significativamente, o que faz com que muitos profissionais fiquem constantemente inseguros e estressados com medo de demissões.

Como o estresse impacta na qualidade de vida e na empresa?

O estresse excessivo tem grande impacto na saúde do indivíduo, trazendo problemas físicos, emocionais e cognitivos. Os sintomas variam de acordo com cada pessoa e com a gravidade do caso. Conheça agora os mais comuns.

Sintomas físicos

  • dores e tensões musculares;
  • dor de cabeça;
  • gastrite;
  • mudanças no sistema gastrointestinal;
  • náuseas;
  • queda de imunidade;
  • dores no peito;
  • cansaço excessivo.

Sintomas emocionais

  • mudanças repentinas de humor;
  • irritabilidade;
  • insônia;
  • dificuldades para relaxar;
  • isolamento social;
  • infelicidade;
  • ansiedade;
  • cansaço mental.

Sintomas cognitivos

  • problemas de memória;
  • dificuldades de concentração;
  • inquietação;
  • pessimismo;
  • preocupação excessiva.

O excesso de estresse e a tensão emocional no trabalho podem levar, inclusive, à Síndrome de Burnout, um problema sério de esgotamento reconhecido como doença emocional pela Organização das Nações Unidas.

Além de afetar a saúde do profissional, o estresse no trabalho também impacta diretamente nos resultados da empresa, já que uma organização é feita de pessoas.

Assim, se as pessoas responsáveis pelos processos estão sobrecarregadas e exaustas, a tendência é que o número de falhas aumente, comprometendo a produtividade e a eficiência das tarefas.

Por fim, ambientes potencialmente estressantes também podem elevar os índices de turnover, absenteísmo e presenteísmo, além de atrasos nas entregas, perda de prazos e até mesmo acidentes de trabalho. 

10 dicas para reduzir o estresse no trabalho

Afinal, como o RH pode atuar para reduzir o estresse no trabalho e garantir mais saúde e qualidade de vida aos profissionais? A seguir, listamos 10 dicas bastante úteis que podem ser aplicadas em todos os tipos de empresas.

1. Proporcione um bom ambiente de trabalho

O clima organizacional faz toda a diferença na saúde mental dos colaboradores, por isso, proporcionar um ambiente agradável e alegre é um dos principais pontos para trazer mais qualidade de vida.

Para isso, é essencial utilizar ferramentas de RH, como a pesquisa de clima. Por meio dela, é possível mensurar a percepção dos profissionais sobre a empresa, identificar pontos de conflito e solucionar problemas para tornar o ambiente menos estressante.

2. Mantenha uma agenda equilibrada

Como vimos, o excesso de trabalho é um dos principais fatores que contribuem para o desgaste dos colaboradores. Dessa forma, uma boa dica é rever agendas e entender se existem profissionais sobrecarregados, fazendo muitas horas extras semanais ou trabalhando mesmo nos períodos de descanso.

Nesse sentido, controlar agendas e estabelecer limites para que os profissionais não levem trabalho para a casa é uma medida importante para garantir melhores entregas, sem prejuízos à saúde.

3. Incentive comportamentos saudáveis

Iniciativas que estimulam uma vida mais saudável, como boas opções de alimentação, prática de atividades físicas ou ginástica laboral também são bastante benéficas para fortalecer corpo e mente, diminuindo os níveis de estresse.

Além disso, é importante estimular que os colaboradores tenham períodos de descanso durante a jornada e que saiam para almoçar, mantendo uma boa alimentação e desligando a mente do trabalho durante o intervalo.

4. Melhore a comunicação

Uma comunicação ineficiente também atrapalha a saúde mental e pode gerar ansiedade e medo, principalmente quando o ambiente sofre com fofocas e especulações. Dessa forma, o RH deve sempre manter uma postura transparente, evitando inseguranças e comunicando as decisões da empresa de maneira clara e sem margens para múltiplas interpretações.

Além disso, vale a pena implementar uma cultura de feedbacks, permitindo que os profissionais entendam seus pontos fortes e pontos a melhorar, além de analisar seu próprio desempenho.

5. Proponha um ambiente colaborativo

A realização de atividades em grupo com outros colegas também traz benefícios para o ambiente de trabalho, incentivando o relacionamento saudável e o trabalho colaborativo.

Assim, vale a pena apostar em ações de interação, propondo que cada colaborador entenda as perspectivas dos demais e aprendam novas habilidades, promovendo uma troca de experiências que gerará mais criatividade e inovação.

6. Proporcione momentos de descontração

Além de ações focadas no trabalho, a empresa também pode proporcionar momentos de interação e descontração para garantir um ambiente menos estressante.

Entre as iniciativas, é possível incorporar, por exemplo, comemorações de aniversariantes do mês, happy hours, gincanas, trabalhos solidários e palestras motivacionais. Esse tipo de ação ajuda a diminuir o desgaste no dia a dia e mostra que os gestores e a empresa valorizam seus talentos.

7. Valorize os profissionais

Como vimos, a falta de reconhecimento também pode afetar a saúde mental dos profissionais, fazendo com que eles se sintam estressados e com medo de serem demitidos. Sendo assim, é fundamental que os gestores mantenham uma cultura de feedbacks, mostrando que estão satisfeitos com o trabalho que está sendo feito.

Quando o profissional se sente valorizado, ele entende que seus esforços foram reconhecidos e que o trabalho duro valeu a pena, minimizando o sentimento de esgotamento e estresse.

8. Ofereça um ambiente de trabalho flexível

Jornadas de trabalho mais flexíveis também são boas opções para tornar a rotina menos estressante e mais confortável. Dessa forma, vale a pena repensar a cultura organizacional e propor algumas mudanças, como o trabalho remoto ou híbrido, dress code informal ou horários flexíveis.

Além disso, liberar o colaborador para chegar mais tarde em um dia para que ele possa resolver problemas pessoais, por exemplo, pode ser crucial para minimizar o sentimento de angústia e reduzir o estresse e o presenteísmo.

9. Forneça treinamento adequado

Não saber como utilizar ferramentas e sistemas também pode aumentar o estresse dos profissionais, gerando um sentimento de insegurança e medo. Desse modo, apostar em bons treinamentos é uma forma de diminuir a insegurança e garantir mais autoconfiança aos profissionais, reduzindo, assim, os níveis de estresse.

10. Ofereça a terapia como benefício corporativo

Por fim, é possível oferecer benefícios corporativos para minimizar o estresse dos colaboradores. Uma boa opção são bons planos de saúde e apoio psicológico gratuito. Muitas vezes, a saúde mental da equipe já está abalada e, nesses casos, é fundamental oferecer apoio profissional especializado para garantir mais qualidade de vida. 

Concluindo, o estresse no trabalho é um problema bastante comum e que afeta diretamente a saúde mental dos colaboradores, causando impacto, inclusive, nos resultados do negócio. Sendo assim, é importante que o RH busque iniciativas para garantir um bom ambiente de trabalho, um que promova mais qualidade de vida aos profissionais.

Quer receber mais conteúdos como esse todos os dias na palma da sua mão? Faça parte do nosso grupo exclusivo no Telegram.

0 0 votes
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments