Artigos

Faça Seu Próprio Discurso de Rei

Por Maria Cecília de Lima e Izadora Pimenta

“Está chegando a hora de falar… É a minha vez! A expectativa das pessoas… Todos estão olhando para mim… Coração acelerado, frio na barriga, mãos transpirando, tremor, sensação de incapacidade…”

Angústias relacionadas com situações de comunicação em público são comuns a muitas pessoas. Seja para apresentar um projeto, participar de uma reunião, dar uma aula ou simplesmente falar em situações sociais.

O que fazer quando se está em um cargo importante e precisa se comunicar com clareza para que um grupo de pessoas compreenda e acredite no seu discurso? Como superar as dificuldades e acreditar em si mesmo?

Em O Discurso do Rei, ganhador do prêmio de Melhor Filme no Oscar 2011, Colin Firth interpreta o Rei George VI – Bertie, para os íntimos – que desde o seu posto como Duque de York encontra dificuldades para transmitir recados à população da Grã-Bretanha devido a um pequeno problema: a gagueira.

Mesmo um rei, ou qualquer outra pessoa em um cargo importante, pode se sentir despreparado na hora de proferir um discurso. Isso é normal. A habilidade de falar e expressar-se com clareza é uma atividade que pode ser aprendida e desenvolvida com a prática. Contudo, entender que as dificuldades são normais pode ser o primeiro passo para o sucesso.

Bertie é tímido e inseguro, e mesmo depois de tentar vários métodos com doutores renomados, não consegue superar seu problema. É aí que Elizabeth, sua mulher, procura por Lionel Logue, um homem que propõe um treinamento que, de início, parecia um pouco incomum: ele ensina Bertie a se expressar com clareza através de um trabalho que ia além dos exercícios propostos pelos primeiros terapeutas.

Lionel conduziu Bertie a descobrir e eliminar as crenças que o impediam de se comunicar e a buscar seu o poder de comunicação que existia dentro dele. Tal metodologia utilizada por Lionel se assemelha ao processo de coaching de comunicação.

A compreensão da produção de voz e fala e os exercícios práticos são fundamentais para melhorar aspectos como dicção, projeção e entonação da voz, expressividade corporal etc. Mas o coaching de comunicação vai além: visa entender quais os fatores que impedem o ser humano a expressar –se com clareza e energia. O coach (treinador) trilha com o cliente um caminho de descoberta do potencial comunicativo existente dentro dele e o auxilia a dar um novo sentido às experiências de comunicação, buscando o prazer e as oportunidades no ato de comunicar.

Bertie, que deixava a sua comunicação atrapalhar sua autoconfiança e afirmação enquanto rei, cargo assumido após a morte de seu pai e a renúncia de seu irmão mais velho, se transformou em um porta-voz eficaz, de modo com que todos virassem sua atenção para ele e reconhecessem a sua soberania. Ou seja: a partir da busca em si mesmo, a arte de fazer um discurso de rei não é impossível para ninguém.

Izadora Pimenta é estagiária de Comunicação Social da Comunicação em Foco (izadora@comunicacaoemfoco.com.br)
Maria Cecília de Lima é Fonoaudióloga e Coach de Comunicação Profissional (mcecilia@comunicacaoemfoco.com.br)

http://www.comunicacaoemfoco.com.br

Por:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of