logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Avaliação de satisfação: veja ferramentas indispensáveis

Sumário

Home > Artigos > Clima Organizacional > Avaliação de satisfação no trabalho: conheça ferramentas essenciais

Avaliação de satisfação no trabalho: conheça ferramentas essenciais

Descubra aqui como a avaliação de satisfação no trabalho pode beneficiar a sua equipe!

Em um mundo corporativo dinâmico e em constante evolução, compreender e otimizar a satisfação no trabalho tornou-se uma prioridade estratégica para organizações comprometidas com o bem-estar de seus colaboradores.

Este artigo mergulha no universo da avaliação de satisfação no trabalho, apresentando ferramentas essenciais que não apenas medem o nível de contentamento dos profissionais, mas também desempenham um papel crucial na identificação de áreas de aprimoramento e no fortalecimento do engajamento organizacional. Descubra!

profissional de rh aplicando avaliação de satisfação

De fato, embora o estilo de vida moderno não estimule as pessoas a analisar seus momentos de felicidade ou de completa realização pessoal, elas são diariamente incitadas a planejar o seu dia a dia para vencer os desafios da vida.

Como, por exemplo, conseguir e manter um emprego com boa avaliação de satisfação no trabalho, proteger suas vidas da violência urbana, equilibrar as finanças. Além de esquivar-se de hábitos ou estilos de vida que comprometem a sua saúde e, ao mesmo tempo, praticar ações que promovem a sua integridade física, emocional e social.

Pesquisadores de diversos países estão empenhados em descobrir o quanto as pessoas se consideram felizes. Pensando nisso, neste texto falaremos um pouco mais sobre o tema e mostraremos quais avaliações de satisfação são ideais para aplicar nas empresas.

Então, continue a leitura e confira!

O que determina um colaborador satisfeito?

YouTube video

Sem dúvida, deve-se levar em consideração que uma pessoa pode ser ou estar insana e se sentir muito feliz. Já outra pessoa pode estar bem em muitos aspectos de sua vida, mas não ser particularmente feliz.

Banner artigo_Material-RH Humanizado

Existem evidências de que pessoas com níveis altos de satisfação com o trabalho são também as que menos planejam sair das empresas onde trabalham. São as que têm menos faltas, melhor desempenho e maior produtividade.

Desse modo, investigar a satisfação no trabalho significa avaliar o quanto os retornos ofertados pela empresa em forma de salários e promoção. Do mesmo modo, o quanto a convivência com os colegas e as chefias e o quanto a realização das tarefas propiciam ao empregado sentimentos gratificantes ou prazerosos.

O bem-estar no trabalho pode ser conceituado como a prevalência de emoções positivas no trabalho. E a percepção do indivíduo de que, no seu trabalho, expressa e desenvolve seus potenciais/habilidades e avança no alcance de suas metas de vida.  

Mas, existem alguns fatores que podem influenciar diretamente nessa satisfação. Confira quais são eles a seguir!

3 componentes indispensáveis para o bem-estar no trabalho

De acordo com Siqueira (2008) bem-estar no trabalho é concebido como um conceito integrado por três componentes: satisfação no trabalho, envolvimento com o trabalho e comprometimento organizacional afetivo. Esses três conceitos, representam vínculos positivos com o trabalho (satisfação e envolvimento) e com a organização (comprometimento afetivo).

Satisfação no trabalho

Satisfação no trabalho consiste em estar satisfeito no meio laboral de forma que se execute a função com uma melhor performance, para que sempre haja feedback entre o trabalhador, os colegas de trabalho e a empresa. Quando há harmonia entre essas constantes, toda execução do trabalho se torna eficiente.

Comprometimento organizacional afetivo

Comprometimento organizacional afetivo a intensidade com que um empregado nutre sentimentos positivos e negativos frente à organização em que trabalha. Ou seja, é o compromisso de base afetiva.  

Envolvimento com o trabalho

Envolvimento com o trabalho compreende o grau em que o trabalho realizado consegue prover satisfações para o indivíduo, absorvê-lo completamente enquanto realiza as tarefas e ser importante para a sua vida. É um vínculo afetivo desenvolvido pelo indivíduo frente ao trabalho que realiza. (Siqueira, 2008).

A satisfação no mercado de trabalho e suas causas e consequências

Os elementos associados à satisfação no trabalho estão relacionados ao próprio trabalho e o seu conteúdo, possibilidades de promoção, reconhecimento, condições e ambiente de trabalho, relações com colegas e subordinados, características da supervisão e gerenciamento e políticas e competências da empresa (Martinez, Paraguay & Latorre, 2004).

Quando se estudam os aspectos emocionais do trabalho, não se trata de identificar a presença contínua de sensações positivas em toda a vida, mas sim, detectar se em sua grande maioria as experiências vividas foram entremeadas muito mais por emoções prazerosas do que por sofrimentos.

O que é avaliação de satisfação no trabalho?

prancheta de avaliação de satisfação de uma empresa

Neste texto, queremos falar sobre alguns tipos de avaliações que podem ajudar a transformar as equipes.  Mas antes, vamos explicar melhor o que é a avaliação de satisfação da equipe.

Portanto, trata-se de uma pesquisa feita na empresa. Onde os colaboradores respondem a um questionário de avaliação de satisfação que pode ter perguntas quantitativas e qualitativas. O grande objetivo desta avaliação é entender o cenário atual para promover mudanças necessárias.

Como fazer uma avaliação de satisfação no trabalho?

Como já citamos no texto, uma avaliação de satisfação do colaborador é essencial para entender a sua equipe. No entanto, existem alguns modelos que podem ser usados para que todas as vantagens desse método sejam aproveitadas da melhor maneira possível.

Veja abaixo a seguir, dois exemplos de avaliações que você pode aplicar em sua empresa!

Avaliação 360º

Talvez você já tenha ouvido falar a avaliação 360 graus. Trata-se de uma ferramenta utilizada para medir o desempenho dos colaboradores em relação às atividades e relacionamento com a equipe. Ela ajuda a empresa a ver como um todo a performance desde os líderes até os liderados, analisando todos os ângulos possíveis. 

Utilizando feedbacks de mais de uma pessoa, geralmente aquelas que estão mais próximas do colaborador que está sendo avaliado.

A ferramenta de Avaliação 360 graus além de ser útil para a empresa ela auxilia também o profissional a identificar onde estão as falhas tanto nos processos quanto nos relacionamentos, podendo criar planos de melhorias para o atingimento de metas e objetivos da organização. 

A maioria das empresas não vão para frente por duas razões. Ou tem erro nos processos ou tem falha no remanejamento de pessoas. Por isso, é muito importante colocar a pessoa certa e no cargo certo. 

Às vezes não se trata de falha do profissional em não conseguir entregar as atividades solicitadas. Mas, sim, falha na parte da gestão por não colocar ele no departamento aderente ao seu perfil. 

Por isso que a avaliação 360 graus é fundamental para as empresas, pois com ela conseguimos identificar os comportamentos de cada profissional no dia a dia de trabalho e alinhar as atividades e cargos de acordo com cada perfil. 

Como essa avaliação de satisfação funciona?

YouTube video

Essa avaliação de satisfação do funcionário é realizada por meio de um formulário com perguntas referentes às habilidades e comportamentos, onde podem incluir os líderes, liderados e até mesmo os clientes internos e externos. 

Os resultados não têm certo ou errado, pois é apenas para avaliar o desempenho de cada colaborador identificando as habilidades e competências de cada um, para que assim consiga melhorar os processos e relacionamento entre equipes, ampliando a produtividade e alcançando os objetivos propostos pela empresa. 

O interessante é que os feedbacks não são apenas dos líderes, mas também do time do avaliado e muitas das vezes por clientes internos e externos, avaliando vários pontos, focando em uma equipe de alta performance e totalmente engajada. 

Com a avaliação 360 graus entendemos as falhas, acertos, pontos fortes, pontos que podem ter melhorias, competências e incompetências. Após os resultados o gestor pode gerar um plano de desenvolvimento individual (PDI) para cada colaborador, apontando o que ele precisa desenvolver para que consiga chegar no resultado que a empresa espera. 

O legal é que os resultados são sigilosos, podendo serem vistos somente pela equipe de Recursos Humanos, evitando conflitos entre a equipe ou até mesmo entre líderes e liderados.

Quando o profissional tem um feedback do seu trabalho, ele consegue melhorar o que está fazendo de errado e sem dúvidas vai gerar mais motivação, aumentando a produtividade e engajamento entre equipe.

A ferramenta de avaliação 360 graus, auxilia nas tomadas de decisões, gerando decisões assertivas em relação aos colaboradores, como por exemplo: quem deve ser remanejado, treinado ou até mesmo demitido.

Entenda os 3 pontos avaliados na avaliação 360º

profissional de rh aplicando avaliação de satisfação

1. Habilidades Técnicas

É quando avaliamos se o colaborador tem as habilidades e competências técnicas necessárias para a realização das atividades que ele precisa entregar, geralmente estamos falando de cursos e treinamentos. 

2. Habilidades Comportamentais

É quando avaliamos o comportamento do colaborador diante de várias situações, como por exemplo como ele lida com os seus colegas de trabalho, como ele reage à pressão ou situações difíceis e se ele é resiliente ou não diante de mudanças.

3. Pontos de Melhorias e Pontos Fortes

Com essa avaliação é possível identificar onde o colaborador tem mais dificuldade no processo e qual habilidade ele precisa desenvolver para que consiga aumentar a sua produtividade e performance. Aqui conseguimos analisar qual o melhor setor e atividade que ele irá se adaptar melhor. 

Quando a empresa tem ciência do perfil de cada colaborador, fica muito mais fácil colocar a pessoa certa no processo certo, assim os resultados fluem e a produtividade sem dúvidas irá aumentar.

Por isso não faz sentido colocar uma pessoa que não tem habilidade em comunicação por exemplo conduzir reuniões e gerir pessoas, pois ela não irá conseguir passar as informações de forma clara e objetiva, prejudicando o processo ao todo e a performance da equipe. 

Quando implantamos a avaliação 360 graus conseguimos avaliar todos os perfis e identificar as anomalias criadas no processo, podendo criar planos preventivos e ministrar treinamentos para os profissionais terem domínio naquela habilidade que ele precisa melhorar para executar as atividades, ou até mesmo, remanejar ele dentro da empresa, em um departamento que faça sentido com o perfil e habilidades desenvolvidas.

Avaliação psicossocial: o que é e qual a sua importância?

avaliação psicossocial na empresa

Agora que você já conhece mais sobre a avaliação 360 graus, vamos falar sobre a avaliação psicossocial.

A avaliação psicossocial é um instrumento de fundamental importância para as estratégias de prevenção dos acidentes no trabalho e para promover a saúde preventiva dos trabalhadores. 

Por meio dela os aspectos comportamentais, psicopatológicos, cognitivos e de personalidade, recebem contemplação, usando de ferramentas que avaliam o colaborador para mapear seu perfil psicossocial.

É uma ferramenta determinante para indicar se um indivíduo pode desenvolver atividades em espaços confinados ou em altura, por exemplo.

Feita por um profissional habilitado como psicólogo ou psiquiatra, a análise tem testes psicológicos e questionários de avaliação psicossocial. Assim, conta com o objetivo de investigar a personalidade, fatores individuais e organizacionais que podem afetar à saúde do colaborador.

Normas Regulamentadoras que indicam a avaliação psicossocial

Atualmente, existem NRs que abordam o assunto e que exigem que as empresas que possuam ambientes adversos de trabalho submetam seus funcionários à essa análise para a emissão do Atestado de Saúde Ocupacional (ASO).

Conheça algumas das NRs que exigem a avaliação psicossocial:

· NR-35 – Trabalho em altura

Os funcionários que atuam em atividades em altura superior a dois metros devem passar pela avaliação, segundo a norma. Isso vale para trabalhos em plataformas, escadas ou andaimes e objetiva prevenir riscos de queda.

· NR-33 – Trabalho em áreas confinadas

O espaço confinado é qualquer área com meios limitados de entrada e saída, com ventilação insuficiente para remover contaminantes ou onde haja deficiência ou enriquecimento de oxigênio.

Por não ser projetada para ocupação humana contínua é sempre importante a realização da avaliação psicossocial e exame médico voltado às patologias que poderão originar mal súbito e queda.

· NR-20 – Trabalho com inflamáveis e combustíveis

A NR-20 estabelece os fatores de risco de acidentes em atividades de extração, produção, armazenamento, transferência, manuseio e manipulação de inflamáveis e líquidos combustíveis.

Trabalhar em áreas com inflamáveis e combustíveis, com risco de vazamentos e explosões é um fator significativo de estresse que precisa de Avaliação Psicossocial detalhada.

· NR-18 – Condições de Segurança e Saúde no Trabalho na Indústria da Construção

Consta na nova redação da norma, no título 18.4 Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) que: “18.4.1 São obrigatórias a elaboração e a implementação do PGR nos canteiros de obras, contemplando os riscos ocupacionais e suas respectivas medidas de prevenção”, portanto, a Avaliação Psicossocial certamente deverá ser um instrumento importante, como medida preventiva.

Conclusão

A avaliação de satisfação dos colaboradores é fundamental para entender o ambiente de trabalho, identificar áreas de melhoria, promover o engajamento e a retenção de talentos.

Ela permite ajustes nas práticas organizacionais, contribuindo para um ambiente mais saudável, produtivo e motivador, além de fortalecer a cultura empresarial e a relação entre a equipe e a empresa.

Portanto, estruture uma boa avaliação para promover um local cada vez mais satisfatório para os colaboradores e para o crescimento da empresa.

Gostou de saber mais sobre avaliação de satisfação no trabalho? Então, continue acessando o nosso portal para ler outros conteúdos como esse!

Assine a nossa Newsletter