Artigos

Fome e obesidade opostos que assustam o mundo

FOME E OBESIDADE OPOSTOS QUE ASSUSTAM O MUNDO
Por Magali Santos, Nutricionista
A segurança alimentar mundial tem sido um dos mais importantes temas da atualidade.
Pesquisas são realizadas para explicar fatos que confundem até os especialistas.
No início deste mês a ONU (Organização das Nações Unidas) publicou no Relatório “Estado de Insegurança Alimentar no mundo 2012” dados alarmantes sobre a fome, 870 milhões de pessoas no mundo estão em estado de sub-nutrição.
Em contra-senso, outras pesquisas apontam: ”A população está ficando cada vez mais obesa”. É o que revela a Revista BMC Public Health ao publicar que a população humana pesa 287 milhões de toneladas. Esta pesquisa utiliza dados da ONU para estimar a massa total da espécie humana e sua distribuição pelo mundo.
Outros estudos mostram a transição nutricional : estado de desnutrição na idade infantil para obesidade na idade adulta que vem se firmando nas populações pobres e em mulheres de baixa renda.
Estes números mostram os prejuízos da má alimentação.
O combate à fome tem sido feito pelos órgãos competentes, acrescentando emendas a Constituição Federal em seu Artigo 6°, tornando a alimentação um direito social, entre outras medidas.
Porém, para mudar este quadro de má alimentação, basta a mudança de hábitos que está em nosso alcance citados em cinco atos:
1º: consumir alimentos saudáveis, ricos em vitaminas, proteínas à base de saladas, carnes magras , frutas e sucos;
2°: evitar alimentos energéticos e gordurosos;
3°: sair do sedentarismo, praticando exercícios físicos, fazendo caminhadas;
4°: dar tempo à mastigação; e por fim,
5°: não ingerir refrigerantes.
Portanto, não é difícil a busca pela alimentação saudável. Depende do esforço de cada um.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of