Artigos

Fundamentos De Marketing

Com a concorrência os cliente passou a ter opções na hora da compra e as empresas para ganhá-lo, mantê-lo fiel não media esforços oferecendo-o produtos ou serviços que fossem preferidos por ele. E através dessa necessidade começaram então o surgimento dos conceitos e do departamento de marketing na empresa.

O estudo do mercado surgiu da necessidade das indústrias de administrar a nova realidade, a oriunda da revelação industrial que causou uma transformação de um mercado de vendedores para o mercado de compradores. Neste estágio o MARKETING ainda é inseparável da economia e da administração clássica, pois inicialmente sua preocupação era puramente de logística e produtividade para a maximização dos lucros, surgiu então á cultura de vender á qualquer preço.

Segundo the science of getting rich e the art of morney getting? Foi um ícone deste período, cheio de truques que faziam arte de vender quase num espetáculo de charlatinice e que faz ate hoje os profissionais do mercado sejam vistos com desconfiança.

Filosofia da administração de MARKETING

Na maior parte das empresas o marketing ocupava há 50 anos apenas um lugar modesto na organização o de serviço comercial, composto por alguns vendedores e empregados, essa função foi-se alargado progressivamente e colocada no mesmo plano das outras direções de produção financeira e de recursos humanos.

Podem-se identificar na evolução do marketing as seguintes filosofias para sua administração;

1- Orientação de produção; a grande questão para a empresa era produzir e não vender, o papel do marketing era essencialmente entregar os produtos em locais onde pudessem serem comprados;

2- Orientação para produtos; considera que os consumidores preferem os produtos de melhor qualidade, desempenho e aspectos inovadores. Portanto as organizações deveriam esforça-se para aprimorar seus produtos permanentes;

3- Orientação para vendas; a orientação para venda significava que o propósito da empresa era vender o que fabricava e não vender o que o mercado (o cliente) desejava, ou seja, a preocupação era com o curto prazo, mas não se importando com o cliente se ele ficava satisfeito ou não;

4- Orientação para o cliente; a função principal da empresa não era mais produzir e vender, mas sim satisfazer a clientela consultando antes de produzirem qualquer coisa o mercado, e com base nas informações levantadas com a pesquisa caso fosse favorável, oferecia produtos /serviços/ de qualidade e de valor para que o consumidor voltasse á comprar seus produtos;

5- Orientação para o marketing socialmente responsável ou marketing societal; sustenta que a organização deveria determinar as necessidades, desejos e interesses do mercado-alvo, então proporcionar ao cliente um valor superior de forma de manter o bem-estar do cliente;

6- Orientação para o marketing histórico; nesta abordagem a empresa tentava compreender e administrar toda a complexidade envolvida na gestão de marketing de uma empresa.

Seguimento do mercado-alvo

O que era definido no planejamento de marketing era o consumidor, e seu mercado-alvo.

Criação de valor

Uma oferta de marketing só alcançaria êxito se proporcionasse o valor ao seu mercado-alvo. O cliente estava sempre apontado entre diferentes ofertas de valor escolhia a empresa que lhe oferecesse uma melhor relação de custo/ beneficio. A estratégias de marketing eram;

– Aumento de benefício
– Redução de custos
– Aumento de benefícios e redução de custos
– Redução de benefícios em produção menor do que redução de custos

O cliente ficaria satisfeito se o desempenho alcançasse a sua expectativa, e insatisfeito se não alcançasse.
Composto mercadológico
Segundo Jerome McCarthy. Basicmarketing (1960) se trata do conjunto de ponto de interesses para os quais as organizações devem esta atenta, aos seus objetivos de Marketing. O composto era dividido em quatro seções que são;

– Produto do inglês product
– Preço do inglês Prince
– Local do inglês promotion

Rentabilidade de alocação de recursos

Não basta satisfazer o consumidor se for feito de uma maneira lucrativa. A estratégia de marketing deve, portanto, identificar, atrair e manter o cliente rentável. Ou seja, aquele que gerasse um fluxo de receita que excedesse o fluxo de custo.

Ciclo de vida do produto de serviços

O ciclo de vida de um produto ou serviço indica possibilidade do crescimento do mercado consumidor e também os princípios de ação que podem ser seguidos no planejamento do marketing.

Princípios de marketing

Segundo Hooley, Saunders e Piercy (2001) os princípios que servem para guiar tanto o conceito como ação de Marketing são;

– O cliente é o centro de tudo: a partir do reconhecimento de que a sobrevivência de uma empresa depende da satisfação do cliente, buscar a melhor forma de atendê-lo;

– O cliente não compra produtos: o cliente se interessa nos benefícios que ele obtém por meio da compra, uso ou consumo de bens de serviços;

– O Marketing é crucial para ser deixado a cargo apenas do departamento de marketing: o Marketing é uma tarefa de todos na organização. As ações de todos podem ter um impacto sobre o consumidor final e sobre sua satisfação, (Hooley; Saunders; Piercy, 2001, p. 24);

– O mercado é heterogêneo: nichos específicos e segmentos distintos. É praticamente impossível uma empresa desenvolver produtos para cada cliente de modo individual; o mercado e cliente mudam constantemente: o dinamismo é uma característica inerente do mercado e do cliente. Mudanças de comportamento, necessidade e preferência precisa ser detectada pela empresa de forma de garantir a adaptações junto ao mercado.

Conceito de marketing

O Marketing tem que ter a habilidade de conhecer as necessidades das pessoas para formatar um bom e um melhor em produtos e serviços para oferecer, ele deve conhecer o mercado e identificar as oportunidades que surgirem estimulando o interesse sobre um determinado produto. O Marketing no pé da letra e este associado á satisfação da necessidade e desejos do cliente. Fazer Marketing é manter o cliente satisfeito no que precisar por meio de um processo de troca. Através de um processo de troca a empresa oferece a solução para o cliente em produtos ou serviços, atendendo suas necessidades e expectativas, e em troca ele paga por aquele produto.

O Marketing de relacionamento segundo Ferreli e Hartline (2005) pode ser considerado como um essencial ao desenvolvimento da liderança no mercado, a rápida aceitação de novos produtos e serviços lançados pela empresa e a consecução da facilidade do cliente. Kotler (2006, p, 35) diz que o marketing de relacionamento tem como objetivo estabelecer relacionamentos mutuamente satisfatórios á longo prazo; clientes, fornecedores, distribuidores a fim de ganhar e reter sua preferência em seus negócios á longo prazo. A função do marketing é mais do que qualquer outro negócio, é saber lidar com pessoas e entende-las. Comunicar e proporcionar ao cliente satisfação constituindo a essência do pensamento e da prática do marketing moderno.

A organização empenhada em crescer e alcançar seus objetivos faz o possível e o impossível para que o cliente tenha um atendimento diferenciado, além de oferecer produtos de qualidade, se preocupa também em oferecer ao consumidor um ambiente agradável de fácil acesso. O seu sucesso depende desses e de outros fatores que fazem toda diferença na hora de vender o seu produto.

O marketing é tudo que envolve a promoção (promover) o produto deste a embalagem ate a propaganda; também estuda o mercado, estuda qual é o perfil do cliente antes de lançar o produto. Á propaganda é importante e faz parte do marketing, é a apresentação do produto ao público. Para este fim pode ser usado os canais de TV, rádio, outdoor, sendo canais para que a empresa divulgue os seus produtos para o consumidor. Se você não anuncia você não vende.

Stakeholders?

Stakeholder ou, em português, são as partes interessadas, refere-se a todos os envolvidos em um processo, por exemplo, clientes, colaboradores, investidores, fornecedores, comunidade, etc. O processo em questão pode ser de caráter temporário (como um projeto) ou duradouro (como o negócio de uma empresa ou a missão de uma organização sem fins lucrativos).

O sucesso de qualquer empreendimento depende da participação de suas partes interessadas e por isso é necessário assegurar que suas expectativas e necessidades sejam conhecidas e consideradas pelos administradores. De modo geral, essas expectativas envolvem á satisfação de necessidades e compensação financeira e comportamento ético. Uma organização que pretende ter uma existência estável e duradoura deve atender simultaneamente as necessidades de todas as suas partes interessadas. Para isto ela precisa gerar valor, isto é, a aplicação dos recursos usados gerando um benefício maior do que seu custo total. O termo “stakeholders” foi criado para designar todas as pessoas ou empresas que, de alguma maneira são influenciadas pelas ações de uma organização.

Material didático da Unopar, Livro; Fundamentos de MARKETING.

Biblioteca digital; princípios de MARKETING.

Kotler, Philip e KELLER, Kevim. Administração de Marketing-12a Edição. São Paulo: Prentince Hall, 2006-

Kotler, Philip e ARMSTRONG, Gary. Introdução de Marketing. São Paulo, LTC, 1999.

Adm. André Cardoso dos Santos
Bacharel em Administração de Empresas pela Universidade Norte do Paraná – UNOPAR.

Administrador registrado no CRA/MG n° 01-054272/D
Contatos:
adm.andrecardososantos@hotmail.com
andrecardososantos@ig.com.br
twitter> @andrecardosoADM
http://br.linkedin.com/pub/adm-andr%C3%A9-cardoso-dos-santos/52/a66/77a

Por: Adm. André Cardoso Santos

Bacharel em Administração de Empresas (Administrador) pela Universidade Norte do Paraná-UNOPAR. Cursando Bacharelado em Ciências Contábeis no Centro Universitário Internacional UNINTER. É também colunista do RHPortal, o maior portal de recursos humanos do país. Profissional registrado no CRA-MG n° 01-054272/D Google+: https://plus.google.com/117430463439726522115/posts

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of