Artigos

Gangorra de benefícios: o que se tornou arcaico e fundamental no “novo normal”?

benefícios

Por Raphael Machioni*

A maioria das pessoas teve que se adaptar ao home office, criando rotinas, separando um local de trabalho em casa, além de acomodar na agenda as outras tarefas do dia a dia. Nesse cenário, não são apenas os trabalhadores que precisam se adaptar ao “novo normal”; as empresas e os benefícios que elas ofertam também precisam se adequar, e flexibilidade é a palavra de ordem.

Nova call to action

Diante de tantas mudanças, certos benefícios antes muito apreciados tendem a se tornar arcaicos, como os tradicionais vale-transporte e vale-refeição, que por conta do trabalho remoto perderam o sentido por serem muito especificamente voltados a quem tem uma rotina fora de casa. No entanto, algumas categorias estão ganhando espaço, como auxílio ao home office, vale-cultura, vale-educação e mobilidade.

Em alta, o segmento home office engloba um auxílio destinado a despesas de telefone, internet, móveis e equipamentos a fim de que o colaborador tenha os insumos necessários para trabalhar. O vale-cultura é para os momentos de lazer. Pode ser utilizado para a compra de livros, visitas a exposições ou museus e outras atividades intelectuais. Em relação ao aprimoramento pessoal ou para os filhos, o vale-educação pode ser utilizado para creches, cursos de graduação, extensão e idiomas. Já a mobilidade é uma forma de trazer segurança ao colaborador quando ele precisar sair de casa, podendo ser utilizado em aplicativos de transporte individual.

O auxílio-saúde/odontológico deve se manter em estabilidade, visto que para muitos colaboradores é considerado o principal benefício, ainda mais em tempos de pandemia, sobretudo se incluir apoio psicológico no leque de serviços.

As vantagens dos benefícios flexíveis são diversas, e cada vez mais as empresas estão percebendo isso e adotando esse modelo para que o colaborador tenha momentos de lazer, não ficando vinculado apenas a benefícios em horário comercial. Isso contribui para melhorar a rotina de trabalho, em especial neste momento carregado de incertezas.

*Raphael Machioni é CEO e Co-founder na Vee Benefícios – vee@nbpress.com.

 

gestão de talentos

 

Sobre a Vee Benefícios, uma empresa Swile

Vee é uma HR Tech de benefícios. Desde 2018 operando comercialmente, a Vee é pioneira no mercado de benefícios flexíveis com mais de 800 clientes e mais de 50 mil usuários ativos conquistados no último ano. Sua solução é uma plataforma completa com flexibilidade em vale alimentação, vale refeição, vale cultura, mobilidade, pagamentos de bônus e premiações. Além disso, oferece outras vantagens como gifts, descontos em academia, saúde emocional e clube de descontos em seu ecossistema. Em 2020 acumulou um crescimento anual de mais de 10 vezes e atingiu um faturamento anual superior a R$ 73 milhões. Em 2021, a Swile, startup francesa que totaliza aportes de R$ 700 milhões e já arrecadou mais de € 111 milhões para clientes como Spotify, Airbnb, Red Bull, poderá ir mais longe depois da fusão com a Vee. 

0 0 votes
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments