logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Carreira e Negócios > Gestão de carreira: o que é e qual a sua importância?

Sumário

Gestão de carreira: o que é e qual a sua importância?

Descubra como a gestão de carreira é importante para traçar metas e garantir decisões mais assertivas no futuro profissional.

Há quem acredite que o sucesso no trabalho é algo que acontece naturalmente: nascemos ou não “predestinados” a exercer influência sobre os outros, bem como a conquistar admiração de uma grande quantidade de pessoas por onde passamos.  Mas, a verdade é uma boa gestão de carreira é essencial para agregar valor e entregar resultados ainda melhores.

Afinal, o desenvolvimento profissional também pode acontecer quando aprimoramos ou estimulamos competências, que muitas vezes nem sabemos que temos e gerenciar nossos planos pode tornar tudo mais claro.

Hoje falaremos um pouco mais sobre o assunto. Não pare de ler e confira!

O que é gestão de carreira?

A gestão de carreira é a organização da gestão do seu conhecimento que nasce, cresce e se perpetua, assim vamos traçando alguns passos para seguir.

A primeira etapa da gestão da sua carreira é a fase da absorção de conhecimentos, talvez a fase mais longa das nossas vidas. Com o tempo nós acabamos descobrindo que tudo nos serve de experiência, incluindo até lições da infância, as vezes nos faz pensar e nos posicionar em como agir em diversas situações.

É nesta fase que entra a educação formal, com educação básica, faculdade, pós-graduação, idiomas, workshops, feiras, eventos, internet, livros, família, amigos, simplesmente tudo que possa nos ensinar algo, mesmo que seja o que não seguir é válido, tudo vai somar e engrandecer a gestão da sua carreira.

Na média esta fase se dá até os 30 anos, mas aí vem a pergunta porque existem diretores entre 25 e 30 anos, gerenciando empresas se ainda estão na fase do conhecimento?

planejamento de carreira

A resposta é até bem simples, você conhece algum médico que seja diretor de hospital com 25 anos? E diretor de empresas de tecnologia e inovação? A segunda hipótese é muito mais fácil de ocorrer, por um simples motivo, por mais curiosa que a pessoa seja, ninguém se especializa em medicina com 16 anos, já no caso do ramo de tecnologia, encontramos jovens com 16 anos que são experts no assunto, neste ramo se adquire conhecimento muito mais rápido, mas tem que se atualizar muito mais rápido também.

Outras fases da gestão de carreira

A segunda fase é o amadurecimento, onde a pessoa já adquiriu todo o conhecimento básico necessário e começa a se atualizar, buscar novas ideias e até novas profissões, complementando o conhecimento já adquirido, as pessoas não são mais vistas como aprendizes e já começam a virar referência para quem está iniciando, as responsabilidades são maiores, em média duram dos 30 aos 40 anos.

A terceira fase é a perpetuação do conhecimento, a fase mais legal, em que a pessoa se dedica a repassar tudo aquilo que ela aprendeu, não que isso não tenha acontecido em algum momento da vida da pessoa, mas é nesta fase que este papel de tutor, professor, líder ou até guru se aflora, é aqui que as pessoas se tornam referência para outras pessoas.

Qual o principal objetivo da gestão de carreira

profissionais reunidos representando gestão de carreira

De fato, queremos te mostrar como ter sucesso profissional através da gestão de carreira, mas antes vamos revelar sua motivação.

Portanto, o grande objetivo de ter esse gerenciamento é traçar um caminho para alcançar bons resultados, sabendo o que fazer para chegar onde deseja chegar.

Qual a importância da gestão da carreira?

Com base no que falamos no objetivo, fica simples concluir que ter uma gestão de carreira pode ajudar o profissional a tomar decisões mais certas. Assim, é possível ter um planejamento de futuro melhor com metas determinadas e organizadas.

Saiba mais:

Como ter sucesso na carreira?

profissional planejando sua gestão de carreira|profissionais reunidos representando gestão de carreira

O que exatamente é ter sucesso na carreira? Enquanto todo mundo fala sobre sucesso na vida, o conceito de sucesso profissional permanece difícil de definir. Porque o sucesso não se aprende nos livros.

Além disso, para a pergunta “Como faço para ter sucesso na minha carreira?” Há mais de uma resposta! Você está pronto para ter sucesso em sua vida? Então, seguem os 7 elementos que não podem faltar no sucesso na carreira.

1. Faça um trabalho significativo

Uma das principais razões citadas por pessoas que querem ter sucesso em suas carreiras é buscar significado. É muito gratificante ter a sensação de ser útil para os outros, fazer as coisas acontecerem e até mesmo mudar o mundo em nossa própria escala.

O trabalho significativo é antes de tudo o trabalho que cria valor (para os outros, mas também para si mesmo).

A palavra “significado” tem duas dimensões:

Significado (“Você sabe para o que trabalha todos os dias”).

Gestão (“Você sabe que seu trabalho ajuda a construir um mundo melhor”).

Se você fizer um trabalho significativo, você vai adorar. Um dos segredos para o sucesso profissional é amar o que faz.

As pessoas de sucesso não sentem que estão trabalhando duro porque amam o que fazem. Sentem prazer na vida cotidiana, apesar das dificuldades encontradas.

2. Encontre o equilíbrio certo entre a vida profissional e pessoal

Ainda na busca de sentido, o sucesso profissional não pode ser separado do sucesso pessoal.

Não é chato: se você se concentrar apenas em sua vida profissional em detrimento de sua vida pessoal (família, amor, projetos, hobbies, tempo livre etc.), corre o risco de perder sua vida.

Então sim, ser feliz no trabalho é essencial para uma vida de sucesso (afinal, você não passa mais de 7 horas por dia no trabalho!). Mas isso não é suficiente.

O sucesso na carreira também inclui reservar tempo para seus entes queridos e para você mesmo. Beneficamente, o tempo gasto fora de seu campo profissional pode rejuvenescer você enquanto também desenvolve sua carreira.

Em outras palavras, tendo mais energia, você pode ter mais sucesso em todas as áreas de sua vida. Programe seu tempo para que sua vida profissional não tome sistematicamente sua vida privada.

3. Conheça você mesmo

Conhecer-se bem é a base para encontrar o emprego que mais lhe convier para ter sucesso na carreira. Até agora, você pode ter focado toda a sua atenção nas metas estabelecidas por seus empregadores.

E se fosse hora de se interessar por você? Para identificar seus pontos fortes, suas fraquezas, seus valores e suas verdadeiras ambições?

Esses elementos de desenvolvimento pessoal são essenciais para uma carreira profissional de sucesso. Se você conhece seus pontos fortes, pode se direcionar mais facilmente para empregos nos quais será bem-sucedido e realizado. É a melhor maneira de encontrar sua verdadeira carreira.

4 – Saber se questionar

Identificar seus pontos fortes e fracos é bom. Ter a ousadia de se questionar e sair da zona de conforto é melhor! Porque o sucesso profissional também está ligado à capacidade de se questionar, mantendo-se positivo.

O pessimismo nunca fez ninguém avançar. Não perca tempo lamentando os erros cometidos: aprenda com eles e caminhe rumo ao seu sucesso profissional.

Concretamente, o sucesso requer sair regularmente da sua zona de conforto profissional, em particular mudando de emprego. Mas como saber se é o momento certo para se reorientar profissionalmente? Se você estiver interessado na resposta, convidamos você a continuar neste artigo.

5 – Treinamento contínuo

Embora seja possível ter sucesso sem um diploma, os indivíduos bem-sucedidos sabem que devem estar constantemente aprendendo. Conhecimento é o poder de avançar em sua vida profissional (e pessoal!).

Porque permite adquirir habilidades novas e muito úteis. Por exemplo, você pode se especializar em determinadas tarefas que realiza ou generalizar seu conhecimento dominando as missões relacionadas ao seu trabalho.

Também é uma boa ideia se beneficiar do conhecimento e das experiências de outras pessoas em sua vida profissional.

Este é todo o propósito dos treinamentos: sejam online, contínuos e/ou profissionais, eles ajudam você a alcançar o sucesso profissional.

Especialmente porque existem formações para todos os gostos, algumas das quais muito originais.

Se você é profissional de RH, talvez se interesse pelo nosso curso gratuito gestão de equipes de líderes. Inscreva-se e aprenda a gerenciar times de alta performance!

Gestão profissional: carreiras do futuro

marketing profissão do futuro

Antes de terminar o texto, separamos um bônus com profissões que prometem ser sucesso no futuro. Quer saber quais são elas? Veja agora!

1 – Profissional de dados

São os profissionais que estudam a coleta, o processamento, o tratamento, a análise, a modelagem e a visualização de dados. Dentre os respondentes, 59% dizem que não começaram a carreira em funções ligadas a dados. Os cargos mais frequentes na amostra são Analista de Dados (29%), Inteligência de Mercado (10%) e Cientista de Dados (7%).

Entre as carreiras possíveis estão Cientistas de Dados, Engenheiro de Machine Learning, Analista de Dados, Arquiteto de Dados, Engenheiro de Dados, Especialista em MLOps (operações de Machine Learning), Especialista em Inteligência Artificial e Analista de Business Intelligence.

A carreira exige principalmente as habilidades técnicas para análise de negócios (12%), análise exploratória de dados (11%) e métricas e KPIs (10%), segundo os participantes. Mentalidade orientada a dados foi a soft skill com maior destaque entre profissionais (19%), seguida de resolução de problemas complexos (17%) e comunicação (16%).

A maior parte dos profissionais apontaram já ganhar de R$ 6,6 mil a R$ 10 mil (36%), enquanto todos os profissionais em nível executivo afirmaram ter um salário de mais de R$16,5 mil — a maior faixa abordada na pesquisa.

2 – Product Manager

São profissionais responsáveis por definir diretrizes e acompanhar o cumprimento delas durante o processo de desenvolvimento de produtos. Seu papel é geralmente representado pela tríade de design, tecnologia e business. Sete em cada dez profissionais de produtos digitais (70%) não começaram a carreira em funções relacionadas a essa área e 68% usaram bootcamps para chegar até o cargo atual.

Os cargos mais frequentes são Product Manager Product Owner. Além dessas duas, outras carreiras possíveis são: Data Product Manager, Group Product Manager, Product Marketing Manager e Product Lead. Para os participantes da pesquisa, as habilidades mais importantes para o cargo são análise de dados e métricas (63%), priorização de entregas e atividades (54%) e capacidade de escalar produtos e processos (46%). Em relação às soft skills para atuar na área, eles destacaram comunicação (18%), resiliência, tolerância ao stress e flexibilidade (13%) e liderança e influência (13%).

De acordo com o levantamento, Product Management é uma das carreiras do futuro com salários mais altos, em que mais de 50% dos profissionais apontam ganhar mais de R$10 mil. Os dados também mostraram que mais da metade daqueles que estão no cargo (54%) ocupam um nível de senioridade intermediário (Analista Sênior ou Coordenador), mesmo que a área se destaque pelo número de pessoas com pouco tempo de função, e que mais de 68% desses profissionais em nível intermediário já ganham acima de R$6,6 mil.

3 – Desenvolvedor de software

O Desenvolvimento de Software é o processo de produção de um sistema tecnológico, com as etapas que compreendem a concepção de um produto. Trata da forma como as fases são organizadas e do que deve ser feito sempre para padronizar a criação e permitir que empresas e equipes criem aplicações em escala.

Três em cada quatro participantes (76%) da área dizem que começaram a carreira em funções relacionadas e mais de 40% das pessoas ocupam vagas sênior, como especialista ou líder técnico. Para desempenhar o cargo, as habilidades técnicas mais usadas são lógica de programação (64%), padrões de projeto (34%) e compreender diferentes paradigmas e tipos de linguagem de programação (34%).

Ter uma postura colaborativa se destaca como soft skill nessa profissão (19%) frente às outras. Mais algumas competências importantes são resiliência, tolerância ao stress e flexibilidade (16%), resolução de problemas complexos (16%) e comunicação (16%).

A carreira acompanha Product Management como aquelas que apresentam salários mais altos, em que mais da metade aponta ganhar acima de R$10 mil. Entre os iniciantes, 28% responderam já ter uma renda de R$3,3 mil a R$6,6 mil, enquanto 67% dos profissionais de nível executivo responderam ter um rendimento de mais de R$16,5 mil.

4 – UX Designer

É a pessoa responsável pelo desenho da experiência de pessoas usuárias, que não se restringe apenas à jornada em produtos digitais. Por englobar todos os aspectos da interação do usuário final com a empresa e seus produtos, ele é importante para todo e qualquer serviço.

Seis em cada dez participantes (63%) dizem que não começaram a carreira em funções relacionadas à área. Entre as carreiras possíveis: UX Design, UX Writing, UI Design, Visual Design, UX/UI, Service design, UX Research e Product Design.

Entre os entrevistados, 65% dizem que a pesquisa com usuários é a habilidade técnica mais importante para a carreira. Competências como arquitetura da informação (47%) e prototipação (40%), de alta ou baixa fidelidade, também foram muito citadas. Entre as soft skills, a comunicação é vista como a mais importante (18%), seguida por visão orientada para a pessoa usuária (17%).

Mesmo em níveis ainda intermediários de senioridade, profissionais de algumas carreiras digitais conseguem alcançar faixas salariais acima das médias do mercado tradicional, como os de UX Design. A pesquisa mostrou que mais de 64% dos UX Designers em nível intermediário já ganham acima de R$6,6 mil. Em nível sênior, mais de 50% têm salários acima de R$16,5 mil e em nível executivo, todos afirmaram ganhar mais de R$16,5 mil.

5 – Marketing digital

Os profissionais de Marketing Digital precisam dominar ferramentas e canais, além de desenvolver estratégias essenciais como inbound, SEO, customer experience, marketing de conteúdo e growth. Segundo a pesquisa, mais da metade das pessoas (55%) diz ter começado a carreira já na área de marketing digital.

As especialidades mais mencionadas são redes sociais (37%), produção de conteúdo (32%) e campanhas (22%). Quatro em cada dez participantes da pesquisa (44%) destacam a mensuração e a análise de resultados como a principal habilidade para a profissão. Outras competências importantes são análise de negócios e cenários competitivos (29%) e conhecimento de diferentes canais (29%). Em relação às soft skills, se destacou criatividade, originalidade e iniciativa (19%), seguida por comunicação (16%) e mentalidade orientada a dados (14%).

Conclusão

Ao longo deste texto, vimos que tudo tem o seu tempo, somos todos humanos com defeitos e qualidades. Ou seja, se você souber gerenciar sua vida e sua carreira, de forma inteligente e planejada, seguirá um caminho de sucesso, seja ele de que tamanho for, o caminho ou o sucesso.

Aliás, no final só existe uma regra, ninguém é tão velho que não possa aprender e ninguém é tão novo que não possa ensinar!

Continue acessando o nosso blog e confira outros artigos como esse!

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Camila Rocha, é uma profissional experiente em publicidade. Com formação pela Fumec, ela coordena atualmente a BU de Educação na Sólides Tecnologia, onde trabalha há 6 anos. Sua expertise em liderança e estratégias de educação corporativa tem sido fundamental para impulsionar o crescimento e o desenvolvimento dos colaboradores.
Assine a nossa Newsletter