Artigos

Gestão, Liderança e Ética

Existem muitos livros, artigos e especialistas sobre esses tópicos, mas a maioria deles apresenta esses temas de forma isolada. No entanto, o objetivo é mostrar que esse tripé é inseparável, e que o gestor que não demonstrar essas três habilidades, fatalmente serão gestores incompletos, não estando consequentemente preparados suficientemente para gerenciarem seus negócios.

Já respondi diretamente para mais de vinte gestores e indiretamente para algo perto de uma centena, no entanto conto nos dedos de uma única mão aqueles que ainda que parcialmente demonstravam possuir concomitantemente capacidade gestão, competência para liderar e comportamento ético.

Capacidade de Gestão

Nova call to action

Essa habilidade depende de fatores como experiência profissional, formação escolar, leitura e pesquisa constantes, interação com outros profissionais, participação de cursos, eventos, seminários ou outras alternativas que levem a um aprendizado contínuo e acesso ao que há de mais avançado no campo da gestão. Essa habilidade pode ser desenvolvida e embora não seja fácil, das três habilidades mencionadas é a mais passível de desenvolvimento.

Competência para Liderar

Em termos de desenvolvimento da habilidade a competência para liderar é a segunda que oferece possibilidade de desenvolvimento, mas em proporção bem inferior à capacidade de gestão. Algumas características pessoais acabam interferindo nessa habilidade, mas muitos aspectos relacionados à liderança podem ser aprendidos e melhorados. Por isso creio que é temerário afirmar que existem lideres natos, o que existem são perfis que apresentam maior facilidade para serem preparados para a liderança. Na realidade a liderança é altamente influenciada pela personalidade das pessoas, mas a preparação do líder requer que ele estude e domine os comportamentos adequados e positivos para o exercício da liderança.

Comportamento Ético

Das três habilidades em discussão o comportamento ético é o menos passivo de aprendizado. Na realidade a ética está muito associada ao caráter de cada um. As empresas contratam especialistas para ministrar treinamentos, preparam códigos de conduta, fazem avaliações, definem coordenadores da gestão da ética nas empresas, mas deixam de considerar que a ética está fortemente associada aos valores e ao caráter de cada um de nós. Aliás, quanto menos éticos os grupos, tão mais abrangentes devem ser os códigos de ética.

Gestores em exercício

Gestores em exercício com muita frequência estão despreparados para a liderança. Muitos estão em posições de destaque não sabe o porquê, quando a eles falta a capacidade de liderar, o reflexo será sentido no grupo que poderá se comportar com uma nau sem rumo. No caso a falta de um trabalho em equipe poderá contribuir negativamente para a produtividade do grupo, bem como poderá provocar frustração.

Já quando falta conhecimento ou aplicação de boas técnicas de gestão, os recursos humanos, materiais e tecnológicos serão mal aproveitados. Os processos serão mal definidos e mal executados. As equipes precisarão ser maiores do que o normal. A adequada aplicação de boas ferramentas de gestão proporcionam formas estruturadas de se atingirem metas com eficiência e eficácia e de se melhorarem os processos de trabalho..

Com frequência encontram-se bons técnicos que foram promovidos a posições de comando, e que se tornaram gestores medíocres. Muitas empresas não oferecem nenhum treinamento, acompanhamento e coaching aos gestores recém promovidos são na realidade as maiores responsáveis pelos problemas que ocorrem.

Por outro lado, se faltar a ética para um gestor que detêm as outras 2 habilidades, temos os elementos necessários para desvios de conduta, corrupção e outros problemas éticos. O mundo está cheio de gestores desse tipo, sendo que muitos encontram na política, na contravenção e até mesmo nas empresas o terreno fértil para exercerem uma liderança e gestão antiéticos,

Quando a carência é múltipla, com a falta de 2 ou 3 das habilidades em estudo, teremos os problemas multiplicados, e a receita para o caos no ambiente empresarial. Mas quando, ainda que parcialmente as habilidades estiverem presentes teremos ai o perfil mínimo para se praticar uma liderança focada no grupo de colaboradores e no atingimento das metas nas organizações.

Ari Lopes
arilopes@folha.com.br
Mestre em Ciências Contábeis, consultor, executivo de empresas, professor universitário, palestrante, vegetariano e ativista e protetor de animais.

4 1 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments